Facebook

Chá de Cardo Mariano

Chá de Cardo Mariano

Cardo Mariano (Silybum marianum) Onde se pode encontrar e que partes são usadas: O Cardo Mariano é normalmente encontrado numa enorme variedade de locais, mesmo na beira das estradas. As sementes e as flores secas são usadas. Em que condições o Cardo Mariano pode ajudar? • Cálculo Biliar • Fígado - Apoio • Psoriáse • Facilitador Digestivo • Hepátites • Cirroses • Abusos de Alcool ou medicamentos • Protecção no uso de Pró Hormonais ou Anabolizantes • Fígado - Apoio - no uso conjugado de suplementos alimentares e nutrição desportiva. Uso tradicional e histórico: O uso medicinal do cardo mariano remonta há mais de 2000 anos. Culpepper, um conhecido ervanário do séc. XVIII, usava esta planta para abrir as obstruções do fígado, baço e para o tratamento da icterícia. Era também usado para aliviar a congestão do fígado, baço e rins. Ingredientes Activos: Esta planta contém complexos de bidelavonóides, conhecidos como silimraína. Este constituinte é responsável pelos seus benefícios medicinais. A silimraína é feita de 3 partes: silibinina, silidianina e silicristina. A silibinina é o elemento mais activo e largamente responsável pelos benefícios da silimraína. O extracto do Cardo Mariano, pode proteger as células do fígado, impedindo a entrada de toxinas prejudiciais e eliminado as que já estão neste órgão. Como outros bidelavonóides, silimraína é um poderoso Antioxidante. Esta planta regenera as células danificadas do fígado. Quanto se pode tomar? Muitas pessoas com doenças de fígado devem tomar cerca de 420 mg de silimraína por dia de extracto de cardo mariano esterilizado, com 70 a 80% de silimraína. De acordo com pesquisas e experiências clínicas, deve ser utilizado por um período de 8 a 12 semanas, para um melhoramento do estado de saúde. Depois deverá ser reduzido para 280 mg por dia. Esta quantidade reduzida também pode ser usada para fins de prevenção. Também pode ser tomado em chá, ou comido, 12 a 15 g de sementes. Estas últimas terapias não devem ser consideradas para fins de tratamento, somente como prevenção. Quais são os efeitos secundários? Este cardo é virtualmente livre de efeitos secundários e pode ser usado para as mais variadas pessoas, incluindo mulheres grávidas e em aleitamento. Como a silimraína não estimula a actividade do fígado e da bílis, pode ter um efeito laxativo em alguns indivíduos. Isto normalmente cessa ao fim de 2 ou 3 dias.

Cardo-mariano é uma planta medicinal

O cardo-mariano é uma planta medicinal da família das Arteaceae, que possui folhas dentadas e que pode ser utilizado como remédio caseiro para problemas do fígado e da vesícula biliar, por exemplo. Ele também é conhecido por: cardo-leiteiro, cardo-santo, serralha-de-folhas-pintadas, e seu nome científico é Carduus marianus. Propriedades do cardo-mariano Rica em flavonoides e silimarina, tem efeito positivo sobre o sistema digestório. É anti-inflamatório, antidepressivo, antioxidante, estimulante do apetite, adstringente, tônico, amargo, digestiva, diurético, tônico, promove a sudorese sendo útil em caso de gripes e resfriados. Para que serve o cardo-mariano Gordura no fígado, facilitar a digestão, hepatites, reduzir o colesterol, psoríase, hemorroida, candidíase, estimular a produção de leite materno durante o aleitamento. Modo de uso do cardo-mariano Partes utilizadas: sementes Chá: Coloque uma colher (de chá) de sementes para cada xícara de água fervendo. Deixe descansar por 15 minutos, coe e beba 30 minutos antes das refeições. Efeitos colaterais do cardo-mariano É tóxico quando consumido em excesso. Contraindicações do cardo-mariano Gravidez.

CARDO MARIANO Propriedades medicinais: Anti-séptico

CARDO MARIANO Propriedades medicinais: Anti-séptico. Propriedades medicinais: Anti-séptico, aperiente, anticolesterolêmica, antiinflamatória, antioxidante, colagoga, colerética, depurativa, digestiva, diurética, estomacal, hepatoprotetora, hipertensora, má digestão, regeneradora, tônico amargo. Indicações: Cálculos biliares, febre, distúrbios cardiovasculares e hepáticos, doenças do fígado induzidas por álcool, drogas, e toxinas, cirrose e inflamações, icterícia. A silimarina (principal princípio ativo) e eficaz na hipercolesterolemia (elevadas taxas de colesterol sérico) e como protetor contra fotocarcinogênese (câncer de pele). Há muito é usado para curar envenenamento por cogumelos e evitar danos causados por poluentes, pelo lixo agrícula e inustrial e pela água não tratada. Contra-indicações/cuidados: Em doses excessivas, o chá pode causar queimaduras nas mucosas das vias digestivas, vômitos e diarréias. Não se deve utilizar quando de problemas renais, úlcera, gastrite e pessoas hipertensas. Não é recomendado o uso por crianças. As sementes só podem ser utilizadas segundo prescrição médica. Pode acumular muito nitrato nas folhas, podendo então ser tóxica Efeitos colaterais: As sementes não devem ser ingeridas em grandes quantidades. Pode elevar a pressão arterial. Seus efeitos colaterais são: náuseas, problemas estomacais e diarréias leves em aproximadamente 1% dos usuários. Modo de usar: Chá das folhas: Ingerida 8 dias antes de uma viagem, evita o enjôo; Tintura das sementes: moléstias da uretra, do útero e hemorróidas; Decocção: ferver por 5 minutos, 2 colheres das de sopa de folhas em ½ litro de água. Tomar em pequenos goles. Favorece a digestão de alimentos ricos em gordura.

CARDO MARIANO indicado para digestões lentas

CARDO MARIANO indicado para digestões lentas, cirrose, hepatites, cálculos biliares, alcoolismo, como complemento do tratamento das intoxicações alimentares, sangramento nasal ou menstruações abundantes. Modo de utilizar: Juntar aproximadamente 10 gramas de chá a meio litro de água. Deixar ferver 3 a 5 minutos e coar. Tomar quente ou arrefecer com pedras de gelo. Há mais de 200 anos que herbalistas usam a semente de cardo mariano para tratamento de doenças crónicas do fígado e a protecção do mesmo contra toxinas e agentes degenerativos. O Cardo Mariano pode ser melhor descrito como uma "erva" membro da família Silybum Adan, plantas de flor da família das margaridas. O nome em Inglês (Milk Thistle) é derivado da sua seiva leitosa. O Cardo Mariano é comum no sul da europa, norte de África e médio oriente. A silimarina protege contra as mais severas necroses hepáticas, tais como as provocadas pelo tetracloreto de carbono e contra lesões tóxicas do fígado ocasionadas pelas toxinas de cogumelos venenosos. As substâncias activas do Cardo Mariano também podem ser usadas curativamente, isto é, depois da ingestão de produtos tóxicos. Uma vez que alguns venenos levam algumas horas a serem absorvidos e a chegar ao fígado, a silimarina pode atrasar a sua assimilação, permitindo ao organismo eliminar as toxinas. Contudo, o efeito curativo é mais fraco que o efeito preventivo. Outro efeito terapêutico é devido à silibina, um componente da silimarina. A silibina estimula várias funções das células hepáticas, tais como a proliferação celular, a síntese proteica, a assimilação do oxigénio, a formação de energia, a reparação das membranas celulares danificadas, etc. Algumas funções essencias do fígado, que devem ser desempenhadas sob as melhores condições de saúde: 1) Desintoxicação. 2) Sintese Proteica. 3) Produção de bioquímicos necessários à digestão. 4) Decomposição das células vermelhas "mortas". 5) Produção Hormonal. 6) Essencial à sobrevivência do organismo. O sylimarin têm como propriedades: * Fortificante do fígado * Hepatites * Tratamento de Doenças do fígado * Acção hepatoprotectora (Protege o fígado); * Acção colagoga e colerética; * Acção regeneradora das células hepáticas; * Antioxidante; * Digestivo; * Tónico estomacal; * Hemostático; * Benéfica nos excessos alimentares e alcoólicos.

Conheça historias de quem emagreceu