Facebook

Erva mamica de cadela

Erva mamica de cadela

Semelhante às mamas de uma cadela, a planta de origem brasileira, encontrada no cerrado, é uma grande aliada na cura e prevenção de doenças variadas. Constituída de bergapteno, furanocumarinas, psoraleno, a Mamica de Cadela, também conhecida como pão-de-arara, boloteiro, faveira, amoreira do mato, inhare, ipê-do-sertão e outros nomes, é eficaz no tratamento da Doença de Chagas, Vitiligo e Barriga d'água.
Indicações da Mamica de Cadela

Gripe e resfriados;
Bronquite;
Má circulação sanguínea;
Pele despigmentada devido ao vitiligo ou outras manchas;
Úlcera gástrica;
*Esquistossomose (Barriga d'água);
*Mal de Chagas.
*Ainda em fase de estudos. Não usar sem indicação médica.

O chá da mamica é eficaz no tratamento das doenças mencionadas acima e é bem fácil de fazer. Confira a receita:
Duas colheres (sopa) da casca de mamica para um litro d'água.
Quando levantar fervura, deixe cozinhar por cerca de 10 minutos.
Retire do fogo e deixe repousando tampado por mais 10 minutos.
Coe e tome 2 ou 3 xícaras ao dia.
Para vitiligo e outras manchas superficiais

Utilize a decocção ou infusão da casca das raízes e folhas em banhos diariamente aplicando na região despigmentada. Pode associar ao cipó-de-são-joão. Evite contato com o sol excessivamente nos dias de aplicação.
Não se esqueça

Mesmo não tendo sido encontrada nenhuma contra indicação até hoje, é importante lembrar que as plantas e ervas medicinais, mesmo sendo medicamentos naturais, podem ter reações adversas (como intoxicação, cegueira, pode provocar coma e até mesmo a morte). Todas as plantas têm mais de um princípio ativo e algum desses pode ser contra indicado para você, então consulte sempre um especialista. Mantenha longe do alcance das crianças e animais.

Propriedades da Mama-cadela

Mamica de cadela – pra que serve?
Mama-cadela, de nome científico Brosimum gaudichaudii, é uma planta medicinal típica do cerrado que é muito utilizada contra afecções da pele.

Mama cadela também é conhecida por mamica-de-cadela, algodão-do-campo, amoreira-do-campo, mururerana, apé, conduru e inhoré.

Para que serve Mama-cadela

Vitiligo; manchas na pele; úlcera gástrica; resfriado; bronquite; má circulação.

Propriedades da Mama-cadela

Furocumarina; bergapteno; psoraleno; saponinas; taninos e alcalóides.

Modo de uso da Mama-cadela

Chá: Colocar 1 xícara de chá de folhas de ramos picados de Mama-cadela numa panela e cobri com 1 litro de água fervente. Deixe repousar po 24 horas, coe e beba 2 xícaras por dia.
Loção: Colocar 1 xícara de chá de cascas e raiz de mama-cadela picados numa panela e cobri com 1 litro de água fervente. Deixe descansar por 24 horas e passe 2 vezes ao dia nas partes afetadas.
Contraindicações da Mama-cadela

Fotoenvelhecimento e câncer de pele.

A mama-cadela Brosimum gaudichaudii

A mama-cadela (Brosimum gaudichaudii), também conhecida por mamica-de-cadela, algodão-do-campo, amoreira-do-campo, mururerana, apé, conduru, inhoré (no Ceará), é um arbusto lactescente e de pequeno porte muito comum na zona dos cerrados do Centro-Oeste brasileiro.

Tem ramos cilíndricos, escuros e estriados e folhas duras, elípticas ou oblongas, sem pêlos na página superior e pubescente na inferior. Tem as flores reunidas em um receptáculo globosos, na axila das folhas, e frutos amarelo-alaranjados, semelhante às mamas de uma cadela, com cerca de dois centímetros de diâmetro.

Mama Cadela – Propriedades Medicinais

Mama Cadela – Propriedades Medicinais
A mama-cadela (Brosimum gaudichaudii) é um arbusto de pequeno porte muito comum na zona dos cerrados do Centro-Oeste brasileiro. A principal característica da planta são os frutos de cor alaranjada e aspecto nodoso, que se assemelham à mama de uma cadela.
O princípio ativo encontrado na planta, conhecido como "bergapteno", está presente nas raízes, cascas e frutos verdes da mama cadela. Ele é utilizado principalmente no tratamento de vitiligo e outras doenças que causam despigmentação.
(Fonte: Wikipedia)
Mama Cadela
Fruto da Mama Cadela
Nomes Populares:

algodão do campo;
amoreira do campo;
mururerana;
apé;
conduru;
inhoré.

Conheça historias de quem emagreceu