Facebook

Erva pata de- vaca

Erva pata de- vaca

PATA DE VACA - Bauhinia spp
Espécie (Bauhinia spp) nativa do Sul do Brasil, Paraguai, Argentina e Uruguai, ocorrendo nos bordos das matas. Arbusto ou árvore de até 6m de altura, ramificado, ramos flexuosos, arqueados, curvos. Folhas de até 15cm de comprimento e 14cm de largura, com base arredondada ou cordiforme. Possui flores brancas, e frutos do tipo legume de até 20cm de comprimento e 2cm de largura, reto.

INDICAÇÃO: Chá de Pata de vaca => Combate a diabetes, (para o pâncreas produzir mais insulina), reduz o colesterol, emagrecedor e diurético. Usado também para problemas no fígado, intestinos e estômago, rins, diarréias, impedindo o aparecimento de açúcar na urina, insuficiência urinária, prisão de ventre, nos casos de poliúria ou urina solta.

COMO FAZER: Coloque 2 colheres de sopa de erva para um litro de água, quando a água alcançar fervura, desligue. Tampe e deixe a solução abafada por cerca de 10 minutos. Em seguida, é só coar e beber.

COMO BEBER: Tomar de 2 a 3 xícaras ao dia.

Chá de Pata de Vaca e o Diabetes

Chá de Pata de Vaca e o Diabetes
O famoso Chá de Pata-de-Vaca talvez seja um dos tratamentos alternativos para o Diabetes mais populares no Brasil. Tenho certeza que quase todos os endocrinologistas (ou até mesmo clínicos) já se depararam com um paciente que diz estar realizando o tratamento de seu diabetes com este "maravilhoso e poderoso" chá (ou mesmo com cápsulas desta planta). Eu mesmo me deparei com um destes pacientes esta semana. E ele foi totalmente enfático: "Doutor, depois que comecei a fazer uso deste chá, meus níveis de glicose baixaram muito."
O nome científico da Pata-de-Vaca é Bauhinia variegata (L.), pertencente a família Fabaceae, subfamília Caesalpinioidea. Esta planta é originária da Ásia, mais precisamente China e Índia. No Brasil, o gênero Bauhinia ocorre desde o Piauí até o Rio Grande do Sul, nas formações florestais do complexo atlântico e nas matas de planalto. Suas flores variam de brancas, róseas, roxo-pálidas até avermelhadas. Além das possíveis propriedades medicinais (que comentarei abaixo), esta planta também é muito utilizada no paisagismo, exatamente pela grande beleza de suas flores. Quanto a origem do nome Pata-de-Vaca, vale a pena comentar que ele é devido ao formato de suas folhas, que, de alguma forma, lembram a pata de uma vaca.
Agora vem a parte difícil da coluna. Embora uma pesquisa na Internet mostre inúmeros sites que comentam as propriedades antidiabéticas da Pata-de-Vaca, a literatura científica não é tão rica assim. Talvez o fato que tenha chamado mais minha atenção é que não existe NENHUM (isso mesmo, NENHUM) estudo clínico avaliando os efeitos do Chá de Pata-de-Vaca em humanos. Os pouquíssimos estudos que temos (na verdade, são apenas 03) investigam apenas seus efeitos em ratos. Esta total ausência de estudos me deixou bem surpreso e, ao mesmo tempo, preocupado, principalmente no que se refere a segurança desta planta. Embora ela possa realmente ter algumas propriedades que ajudem a baixar os níveis de glicose (novamente, demonstradas apenas em ratos), não temos a menor idéia de quais efeitos colaterais podem estar associados ao seu uso. Da mesma forma, não temos idéia de qual a dose mínima e máxima, qual sua possível interação com outros medicamentos para o diabetes e quais outros efeitos ela teria no corpo humano.
Um dos estudos mais interessantes que encontrei foi realizado na Universidade Estadual do Norte Fluminense, em Campos dos Goytacazes (Rio de Janeiro). Neste estudo, os autores conseguiram identificar nas folhas da Pata-de-Vaca uma proteína que é estruturalmente parecida com a insulina bovina. Esta similaridade estrutural PODE fazer com que esta molécula, presente no chá, funcione parcialmente como a própria insulina produzida pelo corpo humano. Vale a pena ressaltar que, embora estes resultados sejam extremamente promissores e interessantes, eles apenas mostram que ainda temos muito o que pesquisar antes de começar a utilizá-la para o tratamento do Diabetes. Não sabemos qual a potência desta molécula, qual a dose ideal e, principalmente, qual o risco de hipoglicemia associado ao seu uso. Não sabemos também como ela é metabolizada e quais outros efeitos ela terá no corpo humano. A literatura científica sugere que esta planta pode ter outros efeitos além dos efeitos na glicose e, portanto, muita pesquisa ainda é necessária antes de indicarmos seu uso para o Diabetes ou qualquer outra doença.
Em resumo, parece que, mais uma vez, a cultura popular está correta. A Pata-de-Vaca realmente PARECE ter alguns efeitos benéficos sobre os níveis de glicose. Mas isso não indica que ela deve ser utilizada como medicamento para tratamento do diabetes, seja isoladamente seja combinada com outros medicamentos disponíveis no mercado. Esperamos que mais pesquisas sejam feitas, principalmente em humanos, para que possamos conhecer todos os detalhes desta planta e definir seu real papel no tratamento do diabetes e até mesmo de outras doenças.

Chá de Pata de Vaca receita

chá de Pata de Vaca receita.

O consumo e o chá de pata de vaca (Bauhinia forticata) está associado à diminuição do diabetes. Aqui, vamos reforçar esta assimilação entre a pata de vaca e a redução do diabetes com um chazinho da planta.
Pata de Vaca

Você vai precisar de:

Uma folha fresca de pata de vaca
Duas xícaras de chá de água
Modo de Preparo:

Em uma panela, leve a folha de pata de vaca para ferver e, após levantar fervura, desligue o fogo. Aguarde até que o chá fique morno e coe. Não adoce.

Posologia

Beba duas xícaras do chá de pata de vaca ao longo do dia.

Cuidados

Gestantes e mulheres que estiverem amamentando não deve consumir o chá de pata de vaca.

Chá de Pata-de-vaca serve no combate à diabetes

Chá de Pata-de-vaca serve no combate à diabetes
A planta brasileira Bauhinia variegata, popularmente conhecida por pata-de-vaca é bastante usada pelos brasileiros no combate da diabetes. Antes não era comprovada sua eficácia, mas um estudo recente feito pela Universidade de Brasília (UNB) comprovou que o remédio funciona mesmo. A planta ganhou a fama de insulina vegetal. Em Barreiras, a procura pelas folhas de pata-de-vaca tem sido constante pelos diabéticos.
O farmacêutico Cristiano Alves de Oliveira, diz que as substâncias da planta se ligam a uma proteína no núcleo da célula. A combinação estimula o gene que é regulado por essa proteína, e isso facilita a ação da insulina. Fala ainda que, existe um remédio que desempenha o mesmo papel e está entre os mais caros. "A ação da pata-de-vaca surpreende. Quando comparado o efeito da planta com os dos medicamentos que existem no mercado, ele chega a ser duas ou três vezes maior", afirma.
Cristiano explica que a pata-de-vaca ajuda no combate da Diabete melitus II. "Diabetes é uma doença incurável, que é apenas controlável. O chá não cura diabetes, apenas controla a doença. A planta pode trazer efeitos colaterais como alergia e em caso de gestação ou lactação, os pacientes devem usar somente sob orientação médica. A ingestão de pata-de-vaca é contra-indicada para pessoas com hipoglicemia (Baixa acentuada dos níveis de glicose no sangue)", alerta.
Os médicos ainda não descobriram se pode existir ou não algum efeito que prejudique a saúde do paciente se o chá for tomado por muitos anos. "A recomendação, portanto, é ter cautela: a pata-de-vaca é natural, mas é um remédio que deve ser tomado sob a orientação médica", diz Cristiano Alves.
O que a pesquisa mostrou, a aposentada Teresa Ribeiro (69) já sabia na prática. Logo que descobriu ter diabetes, passou a toma o chá da planta. É uma bebida que não sai da sua geladeira. "Depois de 10 dias tomando chá reduzi os níveis de minha diabetes de 160 para 85. Os remédios que os médicos costumam passar, não fazem efeito com tanta rapidez como o chá. Por isso, que tomo com freqüência", comenta.
Ela passa a receita para aquelas pessoas que não conhecem o poder da planta: "Basta colocar duas xícaras de café da folha picada em 1/2 litro d'água ou uma folha picada por xícara de chá. Tomar quatro a seis vezes ao dia", finaliza.

Conheça historias de quem emagreceu