Facebook

Erva sete sangrias

Erva sete sangrias

Chá da erva sete sangrias – Para que serve?
Um arbusto bastante comum nas plantações, às vezes até chamado de erva daninha, o sete sangrias é ingrediente de receitas medicinais naturais para tratar casos de pressão alta, problemas respiratórios, na pele e arteriosclerose. Chamado também de pé-de-pinto e erva-de-sangue, a sete sangrias ganhou esse nome por causa do passado. Como antigamente as sangrias eram muito populares no processo de recuperação dos enfermos, o chá dessa planta acabou tendo os benefícios muito semelhantes. Hoje ela é estudada por pesquisadores de benefícios da natureza e já foram encontradas várias propriedades que comprovam seus bons poderes.

Chá da erva sete sangrias – Para que serve?

Quais são os benefícios desse chá?

Ajuda na limpeza do sangue, por sua propriedade depurativa;
Elimina o ácido úrico do organismo;
Reduz os níveis de colesterol;
Trata eczemas, psoríase e outras afecções na pele;
Reduz o inchaço das pernas;
Diminui palpitações cardíacas;
Abaixa a pressão alta;
Ajuda a limpar o estômago e intestinos, dessa forma é possível emagrecer mais rapidamente;
Afecções venéreas podem ser tratadas com o chá de sete sangrias;
Tomado na dose correta, cura diarreias;
Reumatismo, sífilis e úlceras na pele são prevenidos com esse chá;
Abaixa febre e febre intermitente;
É usada para diminuir as crises de insônia e fazer o sono ser mais calmo.

Sete Sangrias e uma planta herbácea ereta

Sete Sangrias e uma planta herbácea ereta, pouco ramificada, de 20 a 60 cm de altura, tendo o caule revestido por pelos glandulares vermelhos e ásperos. As folhas verdes, simples, são opostas, com pecíolo curto e piloso na face inferior, mais clara. Medem 1,5 a 2,5 cm de comprimento. Flores pequenas, axilares, de cor rosa-arroxeada. Floresce o ano todo, tendo seu auge nos meses de junho e julho. Fruto em cápsula.
Reproduz-se apenas por sementes, preferindo solos úmidos e arenosos. De fácil dispersão, é considerada invasora de monoculturas, por nascer espontaneamente em terrenos baldios e pastagens. Duas outras espécies do gênero Cuphea são conhecidas vulgarmente como sete-sangrias, uma alusão a que um tratamento com as plantas equivale ao resultado obtido por sete sangrias (tratamento comum no passado). São elas a C. racemosa (L.f.) Spreng. e a C. mesostemon Koehne.
A planta originalmente denominada de "sete-sangrias" é C. balsamona, que foi indicada para a cura de febres intermitentes e disenterias graves, hoje identificada como C. carthagenensis. (Fonte: Wikipedia)
Sete Sangrias
Sete Sangrias
Nomes Populares:

guanxuma vermelha,
balsamona,
chiagari,
cuféa,
erva de sangue,
pé de pinto
Propriedades:

É hipotensora,
depurativa,
diurética,
diaforética,
anti-sifilítica
Tem ação laxante
Auxilia a eliminação de ácido úrico,
Age contra arteriosclerose,
tosse dos cardíacos,
hipercolesterolemia,
irritação das vias respiratórias,
Cura afecções da pele
psoríase
eczema
Trata a insônia.

Sete-sangrias (Cuphea balsamona)

Sete-sangrias (Cuphea balsamona)
O chá de sete-sangrias é muito indicado nos casos de pressão alta, arteriosclerose, colesterol alto e palpitações do coração. É diurético e depurativo do sangue. Limpa o estômago e os intestinos.

Também auxilia na cura de reumatismo, doenças venéreas, psoríase, dermatite de contato e afecções da pele em geral.

Para fazer o chá, use uma colher de sopa da erva para um litro de água. Leve ao fogo e, quando ferver, desligue, abafe e deixe esfriar. Coe e beba de três a quatro xícaras ao dia.

Como preparar o chá de sete sangrias

Como preparar o chá de sete sangrias?

Existem várias maneiras de aproveitar a sete sangrias, como o extrato alcoólico, o xarope, os emplastros e as compressas. Contudo é o chá que faz mais sucesso, pois combate dores e vários outros problemas.

Para preparar o chá, ferva uma colher e meia das flores e folhas da erva em um litro de água. Deixe que a bebida amorne, coe o conteúdo e beba antes das principais refeições. Esse chá também pode ser preparado a partir de uma infusão, fervendo a água primeiro e só depois acrescentando a erva para que apure por alguns minutos e seja coado, ficando pronto para beber.

Contraindicações e efeitos colaterais

Apesar dos benefícios, esse chá não deve ser utilizado por crianças, gestantes ou lactantes. Quando consumido de forma errada, pode causar quedas bruscas de pressão e diarreia. Jamais faça uso contínuo e excessivo desse chá. Busque um profissional para que ele possa lhe indicar a quantidade certa do chá de sete sangrias, pois os resultados negativos vindos da má aplicação dessa bebida podem ser muito perigosos.

Conheça historias de quem emagreceu