Facebook

chás para aborto

erva zedoaria

Curcuma zedoaria (Christm.) Roscoe.

Descrição : Da família das Zingiberaceae. Também conhecida como zedoaria (espanhol), zédoaire (francês), zedoary (inglês), curcuma (italiano). Planta perene, rizomatosa, apresentando rizoma de forma alongada, de coloração azulada e com ramificações laterais mais finas, bastante semelhante do gengibre. Do rizoma saem as folhas e as hastes florais. As folhas são bem alongadas e as hastes florais. As folhas são bem alongadas, de cor esverdeadas e pecioladas. As hastes florais surgem somente após a queda das folhas e são compostas por escamas e flores no formato de espiga. Possui um odor agradável, que lembra o da cânfora e do alecrim. O sabor é amrgo, picante e suavemente canforáceio.

Parte utilizada: rizomas cilíndricos e os ovóides.

Habitat: É nativa da Índia Oriental e também é encontrada nas Molucas, Filipinas e Nova Guiné.

História: Foi trazida para o Brasil pelos colonizadores, aparece na primeira edição da Farmacopeia Brasileira. Faz parte da Farmacopeia Ayurvédica.

Plantio : Reproduz-se por pedaços de rizomas, que apresentam as gemas, com plantio em solo argiloso, fértil, leve, solto e de fácil drenagem, de preferência onde o clima é temperado e úmido. A colheita do rizoma, com a retirada do solo, ocorre na época em que o vegetal perde a parte aérea, o que aonctece após a floração, época em que dee apresentar pigmentos azuis.

Origem : Tem sua origem na Ásia tropical. Cultivado na índia, China e Japão, há muito tempo está aclimatada no Brasil, onde também é cultivada. No período da dinastia Ming um erudito deixou registrado em seus livros que a zedoária, conhecida também por gajitsu, era capaz de curar a má circulação sangüínea.

Modo de Conservar : Os rizomas devem se lavados, emxutos, fatiados e colocados para secar ao sol, em local ventilado e sem umidade. Conservar em vidros escuros, ao abrigo da luz solar.

Princípios Ativos: os rizomas têm:1,0 a 1,5% de óleo essencial (alfa-pineno, cineol, D-cânfora, D-borneol, D-canfeno, ), álcoois sesquiterpenos e zingibereno, amido (50%), mucilagens, alcalóides, resina (3,5%), pigmento curcumina, guaieno, zedoalactona A e B, curcumenona (ciclopropanosisquiterpeno), 2 espirolactonas (curcumanolide A e curcumanolide B); abluminóides; vitaminas: B1, B2, B6; minerais: ca, Mg, Fe, P, Na, K.

AÇAFRÃO, CÚRCUMA OU ZEDOÁRIA

Temos vários açafrões: um é a planta chamada Crocus sativus, Lineo, conhecida alhures como Açafrão oriental, Açafrão cultivado, Açafrão verdadeiro, Flor da aurora, Flor de Hércules, que é um arbusto pequeno muito comum nos jardins do Brasil. Não é deste que falamos aqui. Neste site falamos da Curcuma longa L/C.
Outro é o Curcuma zedoaria (Christm) Roscoe, falso açafrão, zedoária, bastante parecida com a descrição abaixo, com um diferencial importante - esta tem flor vermelha e a outra tem flores maiores e brancas, mas a folhagem é idêntica. Usada há séculos como estomáquica.

Outros nomes populares
Açafroeira, açafroeira-da-índia, batata-amarela, gengibre-amarelo, gengibre-dourado (a cor da raiz no "curry"), mangarataia (turmeric em inglês), que é o açafrão milenar da medicina chinesa e indiana e também usada no Brasil como tempero de alimentos, à semelhança do que os indianos fazem no "curry".

Outros sinônimos científicos
Curcuma domestica Valeton, C.; Sichuanensis XX Chen; Stissera curcuma Racusch

Nome em outros idiomas e países

Espanhol: Cúrcuma, azafrán de la Índia
Cuba: yuquilla
Inglaterra: turmeric
Itália: curcuma di levante
França: safran des Indes
Origem
É um planta da Índia, introduzida nas Antilhas e Europa por navegadores. Gosta de solos úmidos, ricos e argilosos.
Descrição
Com um rizoma ovóide que contém tubérculos cilíndricos, possui grandes folhas elípticas que partem deste rizoma. Suas flores são amareladas de 15 centímetros de largura em espigas densas.

Receita e benefícios do chá da planta zedoária.

Você já ouviu falar da Zedoária?

O nome pode parecer meio incomum, mas ela já é um pouco familiar para os brasileiros.

É uma planta medicinal nativa da Índia Oriental, que acredita-se que foi trazida ao Brasil durante o século XVI, pelos colonizadores, e agora é amplamente cultivada no solo brasileiro.

Esta planta que prefere o clima temperado e úmido, tem uma de suas partes (o rizoma, mais especificamente) utilizada para o preparo de chás.

Mas a zedoária não é uma planta comum, seu chá possui muitas propriedades e benefícios que podem ajudar você com algumas doenças e incômodos.

Propriedades da Zedoária

Algumas propriedades desta planta são: antisséptica, antifúngica, aromática, carminativa, digestiva, estimulante, estomáquica, hepatoprotetora, renal, antiasmática, febrífuga, vermífuga, anti-reumática, antidispéptica, emenagoga, restauradora, antiflatulenta, colerética, hipocolesterolêmica, antioxidativa e anti-hepatotóxica.

Indicações e benefícios zedoária

Alivia os sintomas da bronquite, do resfriado, da gripe, da asma e da tosse.
Tratamento contra mau hálito
Dentre os vários poderes desta erva encontra-se o combate ao mau hálito.

Suas propriedades antiflatulentas ajudam quem sofre com gases.
Cálculos renais, úlcera gástrica e duodenais, hepatite e gastrite são combatidas se o chá for tomado como tratamento, ou têm seus sintomas aliviados.
Durante uma séria quimioterapia ou radioterapia, o chá de zedoária aumenta a eficácia delas.
O chá também é bom para: Afecções urinárias, gota, distúrbios menstruais ou gastrointestinais, problemas com colesterol, cálculo biliar, piorreia alveolar, náuseas e cólicas.
Ele aumenta a produção de secreção biliar.
Detém a produção do elemento TXA2, que é o principal responsável pela hiperemia na gengiva.
Combate o mau-hálito.
Ajuda aqueles que possuem insônia.
É colagogo e depurativo do sangue.
Quanto às suas contraindicações, as grávidas não devem tomar este chá durante os três primeiros meses da gravidez, e deve-se evitar tomar o chá em ambiente externo com exposição solar, pois o rizoma é fotossensível.

Modo de preparo do chá

Utilize duas colheres (de sopa) da zedoária para cada litro de água mineral. Deixe cozinhando por cerca de 10 minutos, contando o tempo a partir do momento em que a ebulição começar. Depois dos 10 minutos, retire do fogo e deixe repousando, bem tampado, durante mais 10 minutos. Coe e beba de 1 a 2 xícaras por dia.

Conheça historias de quem emagreceu