Facebook

Farinha de Feijão Branco

Farinha de Feijão Branco

Farinha de Feijão Branco Cápsulas Embalagem com 60 Cápsulas 500Mg O feijão branco ajuda a emagrecer, porque ele tem uma proteína de reserva. Não só o feijão-branco, os feijões todos têm, mas o feijão branco é o mais utilizado para isso, para este fim. Ele tem uma proteína chamada faseolamina, e essa proteína é inibidora do processo de digestão do carboidrato. Então, ela retarda, inibe essa absorção de açúcares no sangue", aponta a nutricionista. Mas isso só acontece no nosso organismo, se ele for ingerido na forma de farinha, uma espécie de extrato de feijão branco. Sugestão de Uso : Ingerir 2 Cápsulas após as principais refeições. Composição: Farinha de Feijão Branco.

Receita de farinha de feijão branco

Receita de farinha de feijão branco Para preparar a farinha de feijão branco rica em faseolamina para emagrecer, primeiro lave o feijão com água e deixe secar durante 3 dias. Quando estiver bem seco coloque o feijão no liquidificador e bata bem a ponto de parecer uma farinha. Utilize uma peneira para ir retirando as partes menos trituradas e volte a bater até que se transforme num pó bem fino. Em geral cada quilo de feijão rende 200 gramas de farinha em pó. Coloque a farinha num frasco de vidro escuro bem fechado, num local seco e arejado. Este preparado pode ser guardado por 3 meses desde em perfeitas condições de armazenamento.

FARINHAS: DESCUBRA PARA QUE SERVE CADA UMA DELAS

A moda das farinhas pegou de vez. Independente do sabor, todo mundo que quer emagrecer e manter a saúde em dia acaba incluindo um tipo de farinha no seu cardápio. Feijão branco, berinjela, maracujá, dentre outros ingredientes, ganharam uma versão muito mais propícia à dieta. Porém, cada uma delas exerce uma função em nosso organismo. Você sabe diferenciá-las? Farinha de feijão branco É uma ótima fonte de faseolamina, nutriente que impede a absorção dos tão temidos carboidratos. Além disso, possui grande quantidade de amido resistente, que atua diretamente na eliminação da gordura. Farinha de casca de maracujá Dizem que maçã é uma das melhores opções para quem quer emagrecer, tudo porque é muito rica em pectina. É este nutriente que é encontrado em abundância na farinha de maracujá. A sua principal função é bloquear o armazenamento de gordura no organismo. Farinha de berinjela Também impede que o organismo armazene gordura, porém, neste caso, ela atua diretamente estimulando a produção da bile, que é feita no fígado. Desta maneira, consegue digerir melhor a gordura e eliminá-la com facilidade. Farinha de linhaça Muito rica em vitaminas C, E e as do complexo B, além de caroteno e minerais, como ferro, zinco, potássio e cálcio e, por final, em ômega 3 e fibras, esta farinha impede diretamente a formação de placas de gordura em nosso corpo. Farinha de casca de maçã Assim como a fruta, possui grande quantidade de pectina, uma fibra que atua diretamente no bloqueio das gorduras. Além disso, aumenta a saciedade sem prejudicar a saúde. É uma das melhores opções para se comer com frutas ou iogurte. Farinha de casca de uva vermelha Possui grande quantidade de fibras e é um ótimo antioxidante, que combate o envelhecimento da pele. Sem contar que é uma aliada na luta no controle do colesterol e na prevenção de problemas cardíacos.

Farinhas de feijão-branco, linhaça e maracujá: reduzem o peso de forma natural

Farinhas de feijão-branco, linhaça e maracujá: reduzem o peso de forma natural Quem deseja emagrecer e resolve diminuir o cardápio pela metade, ou, pior, seguir dietas perigosas, talvez não enxergue com clareza o quanto isso é prejudicial à saúde. E quando o assunto é alimentação, opções naturais podem ser ótimas para ajudar a manter o peso em dia e garantir uma integridade física. É aí que entram em cena as estrelas deste artigo: as farinhas de feijão-branco, linhaça e maracujá. A cada dia, estudos são realizados comprovando que acrescentar essas opções nas refeições pode ser tiro e queda para ajudar a eliminar gordurinhas extras e até controlar a diabete. No entanto, o consumo deve ter limites, para não ocorrer o efeito inverso e comprometer a saúde do organismo. A seguir, você vai conferir quais os benefícios de cada uma dessas farinhas e o modo ideal de inseri-las na alimentação. O consumo excessivo de qualquer farinha pode causar desconforto abdominal, náuseas e diarreia. Farinha de feijão-branco Cientistas da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, analisaram 50 adultos obesos que fizeram uma dieta saudável, sendo que metade deles consumiu farinha de feijão antes das refeições. Após oito semanas, a diferença foi considerável: aqueles que ingeriram a farinha ficaram, em média, 1,7 quilo mais magros e com o nível de triglicerídeos (tipo de gordura decorrente da alimentação que fica armazenada no corpo) três vezes menor. Outros estudos já feitos também registraram perdas de peso de até 4% em um mês. A pesquisa feita na Universidade do Colorado (EUA), por exemplo, concluiu que o consumo do feijão-branco em conjunto com outros alimentos ricos no chamado amido resistente (amido que passa pelo estômago e chega ileso ao intestino delgado) pode queimar até 25% das gorduras acumuladas. A explicação para todos esses benefícios que simples grãozinhos brancos podem trazer está na composição. "A farinha de feijão-branco tem faseolamina, substância que inibe a ação da amilase, uma enzima que digere o carboidrato" explica a nutricionista Flávia Morais, da Mundo Verde Franquia. Isso significa que parte dos carboidratos não é digerida e, por causa disso, não será absorvida pelo organismo. Para entender esse efeito, podemos fazer o seguinte raciocínio: ao ingerir uma refeição com 200 gramas de carboidratos (pães, bolos e outras massas), a farinha de feijão fará que aproximadamente 20% dessa substância não seja absorvida. É como se o consumo fosse de uma porção reduzida, 160 gramas nesse caso.

Conheça historias de quem emagreceu