Facebook

Fumária

Fumária

FUMÁRIA - Fumaria officinalis Fumaria officinalis L., da família das Fumariáceas, recebeu as seguintes designações: erva-molarinha, erva-pombinha, fumo-da-terra, moleirinha. Encontra-se nas proximidades de campos cultivados, nas beiras dos caminhos e em terrenos baldios. É originária da Europa, mas difundida em todo o mundo. É uma planta anual, que atinge de 20 a 70 cm de altura. As suas folhas são de um cinzento esverdeado, e as flores rosadas ou vermelhas. O aroma é ácido, e o sabor, amargo. Não se sabe se a fumária se chama assim porque, quando é torcida ou esmagada, faz chorar como se fosse fumo, ou então porque as suas folhas cinzentas se assemelham ao fumo de um incêndio, cujas labaredas seriam as flores. Tem sido usada com êxito desde o tempo de Dioscórides (século I d.C.). INDICAÇÃO: Chá de Fumaria >>> Depurativo, diurético, afecções da pele, fígado e hipotensora. COMO FAZER: Coloque 3 colheres de sopa de erva para um litro de água, quando a água alcançar fervura, desligue. Tampe e deixe a solução abafada por cerca de 10 minutos. Em seguida, é só coar e beber. COMO BEBER: Tomar de 3 a 4 xícaras ao dia.

Fumitory comum ou fumaça Terra

Fumaria officinalis ( Fumitory comum ou fumaça Terra ) é a espécie mais comum do gênero Fumaria em Ocidental e Europa Central É uma herbácea anual da planta , que cresce fracamente ereto e lutando, com talos de cerca de 10 a 50 cm de comprimento. Sua 7-de-rosa das flores 9 milímetros aparecer de abril a outubro no hemisfério norte. Eles são dois lábios e estimulado, com sépalas execução de um quarto do comprimento das pétalas. [ 1 ] O fruto é um aquênio . Ele contém alcalóides , sais de potássio , e taninos . É também uma importante fonte de ácido fumárico . A origem "esfumaçado" ou "vaporoso" do seu nome é incerto. Herbalism Foi tradicionalmente pensado para ser bom para os olhos e para remover a pele manchas . Nos tempos modernos ervanários utilizá-lo para o tratamento de doenças de pele , e conjuntivite , bem como para limpar os rins . No entanto, Howard (1987) adverte que fumitory é venenoso e só deve ser usado ", sob a direção de um médico herbalista"

Fumaria officinalis L.

Nomes mais comuns: Cantos-béu-béu; Catarinas-queimadas; Erva-molarinha; Erva-moleirinha; Fumária; Pé-de-perdiz A Fumaria officinalis é uma pequena planta herbácea anual que pode alcançar de 20 a 50 cm de altura. Os caules são eretos, finos e tenros, dispersos ou ramificados desde a base até ao topo, os quais são portadores de um latex amarelado que contém substâncias tóxicas. É uma planta de características de certo modo variáveis pois tanto pode assumir a forma de pequeno arbusto como crescer como trepadeira de baixo porte. As folhas são verde-acinzentadas e dispõem-se no caule de forma oposta, ou seja, 2 folhas por cada nó, uma de cada lado do caule. São muito recortadas e sem pelos. O aroma é ácido e o sabor amargo. As flores, reunidas em pequenos cachos, são branco-rosadas com a ponta vermelha ou púrpura. São muito pequenas, alongadas e apresentam quatro pétalas irregulares e unidas, com prolongamento oco e cilíndrico.

Fumaria A planta contém numerosos alcalóides

Fumaria - Fumaria officinalis Fumaria A planta contém numerosos alcalóides (num total de 0,3%). Um deles, quantitativamente o mais importante, a protopina (0,13%) possui propriedades notáveis, anti-espasmódico, anti-histamínico, anti arrítmico, anti-bacteriano e anti-inflamatório, e intervêm activamente em certos mecanismos de transmissão do influxo nervoso ao nível central. Além de numerosos outros alcalóides, encontra-se nas partes aéreas da fumaria, flavonóides, taninos, ácidos-alcoois e sais minerais. A fumaria possui propriedades reguladoras do fluxo e da excreção da bílis. Facilita a abertura do esfíncter de Oddi, que controla a libertação da bílis no intestino, a protopina é um estimulante cardíaco e respiratório, um espasmolítico e um anticolinérgico, propriedades que ela confere à planta. Tradicionalmente reconhecida e procurada pelas suas virtudes de regulação hepatobiliar e pelos seus efeitos diuréticos e laxantes, a fumaria está indicada para regular e estimular a colerese nas digestões difíceis, para favorecer a diurese, e nas afecções vesiculares. A sua acção depurativa é igualmente assinalável contribuindo para ajudar o organismo a libertar-se de substâncias menos benéficas. Indicada para: eczemas e erupções da pele devido à auto-intoxicação por putrefacção intestinal, insuficiência renal, afecções hepáticas (hepatite crónica) ou alergias. Afecções Hepáticas: congestão e mau funcionamento do fígado ou hepatite crónica pelo efeito colerético (estimulante da secreção da produção de bílis). Hipertensão arterial: pelos seus efeitos: diuréticos, antiespasmódico, depurativo e fluidificante do sangue.

Conheça historias de quem emagreceu