------------------------

hiperico po.

HIPÉRICO PÓ - Hypericum perforatum
O Hipérico, em alguns lugares do Brasil, também é popularmente conhecida como Erva de São João, apesar de não ser a única planta conhecida por este nome e, por isso, muitas vezes há confusão. É usada como remédio fitoterápico e também na criação de remédios homeopáticos. É um antidepressivo e/ou calmante natural. Na Alemanha, chega a ser de oito a dez vezes mais prescrita contra distimia e depressão clínica leve ou moderada do que Prozac (o antidepressivo químico mais usado mundialmente).

INDICAÇÃO: Chá de Hipérico >>> Calmante, antidepressivo, antiirritante, sedativo, vermífugo e colagogo, enurese, insônia e nervosismo.

COMO FAZER: 1 colher/chá de erva para um copo de água, mexer bem e beber.

COMO BEBER: Tomar 2 vezes ao dia. ( a tarde e noite )

------------------------

Efeitos do hipérico .

Efeitos do hipérico
Em uso interno (comprimidos, cápsulas, infusões)
Antidepressivo (para o estágio leve a moderado da depressão), ansiolítico.

Em uso externo (pomadas, óleo,...)
Desinfetante, agente antiviral, antibacteriano e cicatrizante.

Indicações do hipérico - uso do hipérico
Em uso interno (comprimido,...)
Em caso de depressões leves a moderadas.

Observação: Em geral, a duração do tratamento é de 4 a 6 semanas, no mínimo. O efeito ocorre na maioria das vezes somente após 10 dias da primeira tomada do medicamento.

Atenção! Risco de interações com esta planta.

Em uso externo
Em caso de feridas, pequenas queimaduras.

Efeitos secundários
Leia a bula da embalagem.

Contra-indicações
Leia a bula da embalagem.

------------------------

HIPÉRICO PÓ

HIPÉRICO PÓ.

Depressão ou Falta de Fé ?
O que está acontecendo com as pessoas atualmente? A cada 10 pessoas que nos procuram, pelo menos 8 estão tomando medicamentos controlados para depressão. E elas se referem aos nomes destes medicamentos como se fossem iguarias de um cardápio. Será que têm consciência de que eles (muitas vezes caríssimos) na verdade não curam, apenas retiram os sintomas ?

Será que estamos nos distanciando de nossos valores reais, deixando-nos levar por um mundo consumista, sem ética e sem moral, que pode comprar tudo, menos o bem humano mais precioso: a paz interior e a plenitude?

Se abordarmos o assunto seguindo uma visão mais técnico-cientifica, teremos a informação de que a depressão emerge da falta de determinadas substancias, como por exemplo, a serotonina. Não discordamos deste ponto de vista, mas para suprir a falta deste elemento, existe uma grande quantidade de plantas que poderiam auxiliar no tratamento, deixando os medicamentos controlados para os casos mais graves, onde seriam necessários.

Podemos citar, como por exemplo, o manjericão, que proporciona uma mudança no astral e melhora o humor. Alguns profissionais relacionam o jeito alegre de ser dos italianos ao grande consumo desta erva por eles.. Outra erva, o alecrim, proporciona tonicidade mental, dando mais ânimo, estímulo e ate mesmo alegria. Mas o grande herói na luta contra a depressão é o hipérico, planta fantástica que chega a controlar a doença até o nível 2. Ele aumenta a produção de serotonina, fazendo a vida mais colorida e alegre, permitindo que a pessoa deixe de desgastar-se com os problemas do dia-a-dia.

Por incrível que pareça, a depressão também alcança as pessoas que vivem na zona rural. Apesar de acharmos que, no campo, deveríamos encontrar paz, tranqüilidade, harmonia e felicidade, em algumas regiões, existem muitos agricultores consumindo grandes quantidades de antidepressivos. No campo, o problema pode estar associado a um acúmulo de agrotóxicos no organismo e, nestes casos, seriam recomendadas como desintoxicantes, a chlorella, a bardana, a salsaparrilha e também o hipérico, por seu efeito antidepressivo, como citado anteriormente.

Eu considero também que a depressão é falta de fé, falta de acreditar numa força maior que está à nossa disposição todo o tempo. E a receita é simples: acreditar nesta força e acioná-la.

Creio que é hora de começarmos a repensar nossos objetivos, nossas vidas e o que queremos para o planeta terra.

------------------------

Mesmo sendo natural, pode fazer mal – hipérico.

Mesmo sendo natural, pode fazer mal – "hipérico"
No artigo anterior foram apresentadas questões referentes a medicações fitoterápicas e plantas medicinais. Dentre aquelas utilizadas no tratamento de sintomas de transtornos mentais, vale ressaltar a planta "Hypericum perforatum", bastante utilizada para o tratamento de quadros depressivos leves e moderados. Na Alemanha, chega a ser o antidepressivo mais prescrito em determinados períodos. Possui várias substâncias em sua composição e se acredita que hipericina, pseudohipericina e hiperforina sejam responsáveis pela ação antidepressiva. A forma de administração mais utilizada é o extrato seco padronizado, com indicação da Organização Mundial da Saúde (OMS) de dose diária mínima de 300mg/dia. Quando se trabalha com a substância em pó, a dosagem recomendada é maior. Por este motivo, é importante saber qual a forma contida no medicamento, para se utilizar a dosagem adequada. Além disso, é importante garantir a procedência do produto, embalagem e armazenamento, para evitar os riscos de contaminação por outras substâncias ou por agentes microbiológicos. Por recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, datada de 2002, a embalagem de produtos à base de Hypericum perforatum deve apresentar tarja vermelha com os dizeres: VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA. É importante retirar de vez a ideia equivocada de que "se não fizer bem, mal também não faz".

É importante lembrar que, tendo eficácia clínica comprovada em estudos controlados, apresenta risco semelhante ao de outros antidepressivos de provocar a "virada" de um quadro depressivo em quadro maníaco nos pacientes com Transtorno Bipolar do Humor.

O termo "interações medicamentosas" se refere a interferências que um fármaco, alimento ou nutriente possa realizar na ação de um outro medicamento. Essa interferência pode ser benéfica, quando se melhora a eficácia terapêutica, prolonga a duração do efeito ou reduz efeitos adversos. Por outro lado, a interação pode levar a redução do efeito terapêutico ou resultado contrário ao esperado, elevação dos níveis sanguíneos levando a intoxicação ou, ao contrário, diminuição dos níveis levando a falha no tratamento. Estudos demonstram que o H. perforatum pode diminuir a biodisponibilidade de outras drogas, devido a sua ação nas enzimas responsáveis por sua metabolização. Pode interferir no efeito das seguintes substãncias, aumentando sua metabolização e diminuindo sua quantidade no sangue e, consequentemente, seu efeito terapêutico:

Indinavir, usado no tratamento de portadores do HIV
ciclosporina, utilizada na prevenção da rejeição a órgãos transplantados
digoxina, usada no tratamento de arritmias cardíacas
sinvastatina, usada para o controle dos níveis de colesterol e triglicérides no sangue
antidepressivos tricíclicos (amitriptilina, nortriptilina)
anticonvulsivantes (carbamazepina, fenitoína, fenobarbital)
anticoagulantes
nifedipina (usada no controle da hipertensão arterial).
Por outro lado, o uso do hipérico pode levar ao aumento de efeito das substâncias:

cafeína
fexofenadina (anti-histamínico usado no tratamento de alergias)
Midazolam (indutor de sono)
Estudos demonstram que podem ocorrer sangramentos e falhas de contraceptivos orais em mulheres usando hipérico concomitantemente, inclusive a contracepção hormonal de urgência. Por este motivo, mulheres usando contraceptivos orais devem evitar o uso de hipérico ou devem usar métodos contraceptivos adicionais, para evitar riscos.

Em trabalho de 2002, Bittencourt e colaboradores apontam para a importância do "diálogo entre os discursos popular e científico(…)a utilização de plantas medicinais conta, em muitos casos, com uso tradicional nas populações, o que permitiria justificar sua eficácia, sem por isso prescindir dos estudos farmacológicos indispensáveis para confirmar esta eficácia, garantindo a segurança do uso." É exatamente o que gostaríamos de dizer para encerrar este artigo.

------------------------

Chas

  • cha verde emagrece

    Chas


    Noticia painel seguro