Facebook

Chá de ABACATEIRO

Chá de ABACATEIRO

Abacate é bom para diabete, fígado e dor de cabeça O abacate pode substituir a carne, porque contém gordura e o mesmo valor nutritivo. O abacateiro serve especialmente aos diabéticos, tanto a fruta como as folhas. Às pessoas atacadas por esse mal é aconselhável um tratamento à base do abacateiro durante quinze dias: 1. Coma em jejum metade de um abacate amassado. 2. Após as refeições, tome um chá de folhas secas de abacateiro (sem açúcar). A folha do abacateiro também serve para a limpeza do fígado. Se o fígado não vai bem por estar saturado de gordura e tóxicos, faça um chá das folhas SECAS do abacateiro e tome-o em goles, de hora em hora, durante todo o dia, repetindo por 15 dias. O caroço serve como tônico capilar. Em dores de cabeça, aplique folhas quentes do abacateiro na cabeça, em compressa. Use sempre folhas secas, pois as verdes provocam palpitações cardíacas.

Chá do abacateiro Modo de preparar

Chá do abacateiro Modo de preparar Modo de preparar Colocar uma colher das de sopa bem cheia de folhas picadas dentro de uma xícara das de chá. água fervente. Cobrir. Deixar amornar até chegar à temperatura apropriada para beber. Coar. Quando e como usar Indicação: Retenção urinária, afecções dos rins, cistite, uretrite. Modo de usar: Tomar uma xícara de chá de manhã e outra à tarde, antes das 17h, pelo tempo necessário à cura. Indicação: Ácido úrico. Modo de usar: Tomar três xícaras de chá ao dia, enquanto persistirem os sintomas. Contra-indicação Não consta da literatura consultada. Porém, não se deve ultrapassar a dosagem. FORMA DO CHÁ INFUSÃO FORMA DE USO ORAL PARTES USADASFOLHAS

Veja para que serve Abacate

Abacate ou Persea americana. Estamos diante de uma planta que muitos poderiam estar perguntando: Abacate??? É o mesmo abacate que utilizamos como fruta para preparar um frappé ??? Mas possui ação medicinal ???. Sim, isto mesmo, é a mesma planta, e o que muitos não imaginam, é o poder terapêutico que esta planta de nossos pomares possui. Mas primeiramente vamos falar um pouco mais de história. Nativa da América Central, o abacate já era utilizado pelas civilizações pré-colombianas como alimento e medicamento. Foi levado para a Europa como um fruto exótico pelos colonizadores, mas como é uma planta de clima tropical não se aclimatou às condições climáticas do Velho Continente. Provavelmente foi introduzido no Brasil pelos portugueses, encontrando condições de solo e clima favorável, acabou fixando residência de maneira definitiva, se tornando até mesmo bem brasileiro. Planta que pode atingir até uns 15 metros de altura, com folhas de coloração verde escura e frutos de vários formatos e tamanhos. No Brasil o mercado prefere abacates grandes, de polpa amarelo claro, sem fibras, e adocicado, e é empregado principalmente para preparo de bebidas adocicadas com leite, ou mesmo amassado com açúcar. No resto do mundo os frutos são consumidos na forma de saladas bem temperadas ou então na forma de cremes salgados e temperados com pimentas e outros condimentos. No México, um dos locais de origem do abacateiro, existe a famosa guaca mole, que é preparado com abacate bem picadinho e temperos diversos, como pimenta-do-reino, alho, limão, sal, salsa e cebolinha; e é consumido com outros pratos, como o taco, ou mesmo uma salada de alface. Quanto as qualidades terapêuticas do abacateiro estas são inúmeras. Vamos começar pelas folhas, que possuem ação diurética devido a ação do princípio ativo D-perseitol. Indicada para afecções do sistema urinário como cistites e uretrites, possui uma ação levemente carminativa, e hipotensora suave. Pode ser utilizada tanto na forma de cápsulas, tinturas ou mesmo o chá das folhas. Quanto ao fruto, por ser rico em óleos fixos, estes são muito empregado como fitocosméticos. Estes óleos possuem ação, nutritiva e emoliente da pele, deixando-a macia e sedosa. Experimente fazer uma máscara facial com abacate bem amassado, ou então quem tiver os cabelos muito secos, pode aplicar nos cabelos e deixar alguns minutos. Os resultados são impressionantes. Já as sementes possuem ação anti-inflamatória. Em algumas regiões do interior é comum as pessoas colocarem um caroço de abacate bem picado em um litro de álcool e deixar macerando por alguns dias. Quanto estiver com dores musculares ou articulares é só passar o álcool com abacate que em poucos minutos a dor começa a ceder. O abacateiro serve de exemplo da importância de se conhecer, não só a planta, mas também qual parte da droga pode ser utilizada para determinada finalidade terapêutica.

O chá da folha do abacateiro é diurético

O chá da folha do abacateiro é diurético. O chá da folha do abacateiro é diurético e carminativo (elimina gases intestinais) e ajuda a vesícula a liberar a bile, melhorando a digestão das gorduras. Evite tomar grandes quantidades diárias do chá (mais de 2 xícaras/dia), pois sendo diurético pode reduzir muita a pressão arterial em pessoas que tenham essa doença. Sendo diurético também procure tomar pela manhã e no máximo até 17 horas. O caroço (semente) tostado e moído bem fino combate a diarréia e a disenteria. A polpa do abacate é considerada afrodisíaca. Já no caroço (semente) concentra-se parte do poder de aumentar a libido. A polpa pode ser consumida com mel ou melaço de cana (use pouco) e recomendo evitar o uso de qualquer tipo de açúcar, seja o branco, invertido, demerado ou mascavo. Pode ser misturado com iogurte e outros alimentos. A polpa é muito rica em nutrientes, vitaminas, sais minerais, antioxidantes e principalmente gordura boa. Suas gorduras são parecidas com as do azeite de oliva e seu teor de colesterol é irrisório ao contrário do que muita gente pensa. É boa para o coração e vasos. O abacate escurece por ação do oxigênio do ar sobre os nutrientes contidos na polpa produzindo radicais livres. Assim acontece com a banana, a maçã, batata e outros vegetais depois de cortados quando perdem a proteção da casca que funciona como uma roupa protetora. Para evitar o escurecimento da polpa passe um pouco de limão, rico em vitamina C, que tem ação anti-radicais livres. As cascas são ricas em fitonutrientes que protegem as plantas contra a ação dos radicais livres. É por isso que deve-se comer a casca de algumas verduras e frutas. Com isso estamos consumindo seus nutrientes que também nos protege. Mas existe um cuidado a ser tomado. Algumas frutas como o morango - um dos mais ricos em nutrientes, ao serem cultivados recebem uma carga muito grande de herbicidas que se acumulam exatamente na casca. Outros alimentos também tratados com muito herbicida são o tomate e a batata do reino. Procure comprar em feiras onde se vendem produtos sem uso de agrotóxicos e de boa procedência. Do ponto de vista prático seu uso mais freqüente em fitoterapia é como chá diurético.

Conheça historias de quem emagreceu