------------------------

cha de fita.

Diz-se chá alucinógeno feito com base de fervura de fita cassête que contém chumbo o que poderia causar tais efeitos

Ele ficou dogrado com o chá de fita

------------------------

Chá de fita VHS.

Chá de fita VHS
Essa é a terceira vez que eu posto esse incidente:

Há 9 anos quando cursava faculdade de odontologia numa faculdade aqui do estado eu tinha uns amigos que gostavam muito de "viagens", aí pra não ficar de fora eu também participava das loucuras que faziam, todo dia tinha uma coisa diferente: Maconha, chá de cogumelo…

Quando não tinha grana sobrando pra comprar as coisas o pessoal ficava muito estressado, ficavam com cara de bunda jogando bisca até que algum reclamasse de roubo e começasse alguma discussão. Um dia quando foi ter mais uma briga um dos chapas teve a seguinte ideia: Fazer um chá de fita VHS.

Como não tinha bosta nenhuma pra fazer e estávamos no mês de férias, todo mundo concordou com a ideia. O Carlaine era perito em fazer chá de cogumelo, não tinha como dar errado esse de VHS, então o pessoal já sabia que seria diversão garantida.

15 minutos depois o Chá já estava pronto para o consumo. Bebemos até acabar, aí um tempo depois comecei a perceber os efeitos malignos do chá, comecei a ver uns pontilhados pretos por toda a parte, aí subi as escadas e fui pro quarto pra ver se mudava a situação. Me olhei no espelho lá do quarto aí apareceu minha mulher do meu lado no reflexo, continuei olhando e vi minha cara envelhecendo até virar uma caveira. Ouvi uma voz e olhei pro lado, era o diabo me chamando, ele tava fazendo um sinal de "vem", aí eu fui…

Quando tava quase chegando nele escorreguei e recuperei a consciência, notei que eu cheguei bem perto de morrer, estava a ponto de cair da varanda do quarto.

Escrevo isto pra mostrar que até você que gosta de "viajar" também pode realizar seu sonho de ser médico, dentista ou o que for, basta correr atras e estudar, é claro.

------------------------

Isolamento leva jovens a consumir drogas caseiras.

Isolamento leva jovens a consumir drogas caseiras

Por Irany Ferreira

Recentemente, matéria publicada no 'Folhateen', (Folha de São Paulo) chamou a atenção para drogas que vêm sendo utilizadas por jovens, mas encontradas em casa. Usam como drogas temperos caseiros, produtos de limpeza e até mesmo um abjeto chá de fita de VHS. A matéria chama a atenção sobre os efeitos colaterais dessas substâncias, entre eles risco de morte.

Mais uma vez vem à tona o binômio adolescência e drogas. E mais uma vez especialistas tentam desvendar o que leva jovens a fumar cigarro de orégano ou tomar chá de fita VHS.

Minha dúvida é: como se parte do ancestral chá de cogumelo para o chá de fitas VHS? 'Complicou', né?

Porque se antes o jovem precisava sair de casa, procurar um parceiro ou turma, para se arriscar e procurar uma droga, para dar significado às suas angústias e ansiedades, ou seu desenvolvimento de adolescente, ou até mesmo porque o seu funcionamento psíquico carregava sofrimentos expressivos; agora busca como drogas substâncias que não o leva a sair de casa, pois elas estão lá, à disposição.

Portanto, os jovens estão se enclausurando num casulo e se isolando cada vez mais. Perdem oportunidades de interação. Limitam-se. E pior, escolhem como companheiros de viagem produtos tóxicos.

Significa que alguns jovens persistem em continuar com o diálogo interno do "eu", bloqueado, sem conseguir responder minimamente o "porquê" e o "para quê" dessas atitudes.

Pode ser o desejo de dizer, especialmente aos pais, que muitas vezes não enxergam nenhuma outra saída para suas vidas. Talvez neste momento de enfrentamento com suas verdades precisem negar ou disfarçar, usando uma pitada de humor, para aliviar o que estão vivenciando.

Como muitas vezes já tive oportunidade de ouvir em sessões de psicoterapia comentários como: "Desencana, não nóie", ou "É passageiro, e tenho tudo sob controle".

Mas como lidar com esta questão dentro de casa?

Conclamo aos pais a estarem mais atentos e presentes na vida cotidiana dos seus filhos, pois somente através do olhar e viver diários é que poderão prevenir ou enfrentar as dificuldades dos seus filhos.

Prevenir é evitar e resolver situações conflitivas desde os primeiros anos de vida. E independente de o seu filho ser adolescente ou um adulto jovem, sempre haverá alguma maneira de dialogar e enfrentar situações.

Jovens dão sinais

E na maioria das vezes os jovens vão dando sinais, pistas de que suas vidas estão com conflitos, pois se mostram infelizes, entristecidos, passam a apresentar queda de rendimento escolar, ou irritam-se e isolam-se.

------------------------

O PERIGO ESTÁ EM CASA.

O PERIGO ESTÁ EM CASA
Sem saber que correm sérios riscos, adolescentes consomem coisas caseiras, como temperos, produtos de limpeza, remédios e até fita de vídeo, com o objetivo de ficarem "loucos"
em muita gente fazendo besteira na ânsia de ficar "louco". Se as drogas ilegais são muitas vezes de difícil acesso, muitos adolescentes partem para produtos que estão dentro de casa ou para remédios que podem ser comprados na farmácia sem receita médica. Vale tudo para matar a curiosidade, de temperos caseiros e produtos de limpeza a um bizarro e nocivo chá de fita de vídeo.
São conhecidas como drogas de fácil acesso e normalmente há um verdadeiro arsenal delas dentro de casa, segundo o psiquiatra Marcelo Ribeiro, da Uniad (Unidade de Pesquisas em Álcool e Drogas da Unifesp). "As drogas vêm se convertendo em meros produtos comerciais, encontrados em gôndolas de supermercado." O problema é que esse consumo produz danos graves à saúde e, dependendo da predisposição da pessoa, pode até matar.
O psiquiatra André Malbergier, coordenador do Grea (Grupo Interdisciplinar de Estudos do Álcool e Drogas da USP), compara esse tipo de atitude com uma roleta-russa. "Esses jovens estão entrando em uma área desconhecida. É muito raro um adolescente fazer um ckeck-up, então eles não sabem se podem ter um ataque cardíaco, um problema renal ou uma convulsão por causa dessas substâncias."
Conheça nestas páginas alguns casos de jovens que se aventuraram nesse terreno perigoso e saiba quais são os riscos à saúde.

O DVD tomou de vez o lugar das fitas de VHS, certo? Pelo menos quando conectado a uma TV. Porque essas fitas têm servido de ingredientes para alguns adolescentes fazerem um chá que dizem deixar "louco".
A maioria dos jovens que experimentam chá de fita K7 ou VHS fazem essa experiência em turma, quando os pais estão fora de casa ou em uma viagem para a praia, segundo os especialistas entrevistados pelo Folhateen.
Esse foi o caso do estudante Kleber, 16. "É uma droga caseira muito fácil de fazer, acessível a todos que tiverem coragem. Eu só tomei uma vez pois sei dos riscos, uma vez que é pura química. Não recomendo para ninguém", afirma.
Ele diz que passou muito mal com o chá. "Não é uma droga legal de ser tomada, você não se sente bem com os efeitos. Ela apenas te tira completamente da realidade por um curto período de tempo, mas a ressaca é insuportável. Tive muita dor de cabeça e febre", conta. (AK)

A cozinha também é um laboratório para os jovens que se arriscam com drogas caseiras. Há de tudo: de gente que seca e fuma os fios que soltam da banana a jovens que fumam orégano, erva-doce ou até mesmo plantas do jardim.
"Eu já fumei erva-doce, orégano, algumas folhas aqui do meu jardim e cerca viva. Coisa de criança, vimos e pensamos: "Vamos fumar!". Aí fumamos. Besteiras!", conta Luciano, 15.
Na maioria das vezes, esse tipo de coisa não causa nada mais grave do que uma dor de cabeça -além de não provocar nenhum dos efeitos esperados, como alucinações ou estados alterados de consciência.
"Os efeitos de muitas substâncias dependem do quanto as pessoas são sugestionáveis. Há gente que diz que, para ter loucura com o chá de fita, é preciso tomá-lo ouvindo heavy metal, por exemplo", diz Elizaldo Carlini, diretor do Cebrid (Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas).
A exceção é a noz-moscada, que pode causar estragos à saúde, além dos vômitos e dor de cabeça que costuma provocar.

A droga da vez é um popular antiinflamatório, vendido sem receita médica, misturado com bebida alcoólica. "A maioria das pessoas que consomem drogas já tomaram pelo menos uma vez", diz Kleber, 16. "Eu tive alucinações visuais, auditivas e, por incrível que pareça, até táteis."
É comum ter a chamada "bad trip". "Quando eu tomei 17 comprimidos, ouvia vozes, via desenhos se mexendo na parede, sentia bichos subindo pelo meu corpo, via baratas andando pelas paredes. Dá muito desespero. A ressaca é horrível, pior que a de bebida", conta Taís, 20.
Os efeitos prolongados e o flashback (sensação de que tomou a droga alguns dias depois) também são comuns. "Vi de duendes a flashs no ar. Fiquei ruim durante dois dias", afirma Luciano, 15.
Fernanda, 17, teve flashback. "Fiquei zonza. A vista fica embaçada, e tudo que se move deixa rastros. Os efeitos duraram 12 horas e não consegui dormir. Dias depois, alguns efeitos voltaram, como a lerdeza."

------------------------

Chas

  • cha verde emagrece

    Chas


    Noticia painel seguro