Facebook

Chá Mate

Chá Mate

A erva-mate (Ilex paraguariensis), também chamada mate ou congonha,1 é uma árvore da família das aquifoliáceas, originária da região subtropical da América do Sul no Paraguai. É consumida como chá quente ou gelado nos estados de Paraná, Rio de Janeiro,Minas Gerais e São Paulo, no Brasil, na Argentina e no Paraguai2 ; como chimarrão nos estados do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, no Brasil, no Paraguai, no Uruguai, na Argentina e em algumas regiões da Bolívia e do Chile; com água gelada, como tereré ou tererê, nos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Acre, Rondônia e interior de São Paulo, no Brasil e em todo o Paraguai. Pode atingir doze metros de altura. Tem caule cinza, folhas ovais e fruto pequeno e verde ou vermelho-arroxeado. As folhas da erva-mate são aproveitadas na culinária. As ativas só se reproduziam por meio de pássaros da região que ingeriam o pequeno fruto e defecavam sua semente já escarificada. A plântula é muito sensível ao sol, tanto que, mesmo no plantio moderno, a técnica exige sombreamento até que a planta atinja alguma maturidade. Chegou a ser proibida no sul do Brasil durante o século XVI, sendo considerada "erva do diabo" pelos padres jesuítas das reduções do Guairá. A partir do século XVII, os mesmos passaram a incentivar seu uso com o objetivo de afastar as pessoas do álcool.5 Atualmente, existem viveiros que produzem mudas de variedades selecionadas, cujo plantio é feito com técnicas especiais em grandes hortos. Para facilitar a colheita anual dos ramos, a árvore é severamente podada para manter-se a não mais de três metros de altura. Dessa forma, evitam-se plantas altas que dificultem a colheita das folhas jovens, consideradas nobres na infusão do chá mate. Outra prática bastante popular no planalto curitibano, habitat original da erva-mate, é conciliar o plantio da araucária com o da erva-mate. Técnicas como essa são comuns para um controle ambiental mais rígido e para evitar o desgaste do solo. Existe a errônea afirmação de que a erva-mate possui um efeito negativo no desempenho sexual masculino, todavia a Ilex paraguariensis possui um forte poder afrodisíaco, sendo este também ingerido contra a infertilidade e a impotência.

Dieta do chá-mate

Dieta do chá-mate Pesquisas atestam que o chá-mate ajuda a emagrecer, reduz o colesterol e até combate o envelhecimento precoce. Não estava ligada nessa novidade? Tudo bem, a gente dá uma colher de chá e conta tuuudo o que você precisa sabe Como preparar o chá-mate Preparar o chá-mate é fácil e rápido: leva apenas dez minutinhos para a bebida ficar pronta e o resultado compensa muito! O ideal é não adoçar, principalmente se você quiser perder peso. No entanto, se consumir o chá-mate sem açúcar for extremamente difícil, opte pelos adoçantes naturais, à base de sucralose ou, ainda, por açúcares orgânicos. Aprenda, a seguir, como fazer um litro de chá — quantidade indicada pelos especialistas para ser consumida diariamente por quem deseja usufruir dos benefícios da erva. A dica é bebê-lo cerca de 20 minutos antes das refeições principais, para ajudar no processo digestivo. Ingredientes 1 litro de água 3 a 4 col. (sopa) de folhas torradas da erva-mate Modo de fazer Coloque a água para ferver e, assim que esse processo estiver completo, acrescente as folhas da erva-mate, desligando o fogo em seguida. Tampe a panela e deixe descansar de cinco a dez minutos. Coe e sirva. Você pode armazenar a bebida em uma garrafinha para ir consumindo ao longo do dia.

Chá-mate pode reduzir a gordura abdominal

Chá-mate pode reduzir a gordura abdominal Três doses diárias da bebida diminui em 13% as taxas de colesterol ruim Além das conhecidas propriedades emagrecedoras dos chás, que ajudam a diminuir o inchaço e eliminar líquidos, o chá-mate tem ainda uma grande vantagem, a de auxiliar na redução da gordura abdominal. Quem garante é uma pesquisa realizada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul que comprovou que a erva também auxilia a reduzir os níveis de colesterol do organismo. O estudo constatou que consumir três doses diárias (aproximadamente 300 ml cada ou quase 1 litro por dia) da bebida diminui em 13% as taxas de colesterol ruim, o LDL, e aumenta a de colesterol bom, o HDL. Segundo os pesquisadores, isso acontece porque o chá-mate possui algumas substâncias — alcaloides e glicídios — capazes de interagir com os ácidos biliares e reduzir a absorção de colesterol. Rico em nutrientes, o mate possui mais antioxidantes — substâncias que combatem os radicais livres e previnem o envelhecimento precoce — que o chá-verde. Em longo prazo, a erva ajuda a combater doenças como o câncer e o diabetes.

Matte Leão tem sabor de Brasil...

Matte Leão tem sabor de Brasil. É preparado a partir das folhas da erva-mate, planta nativa, especialmente selecionadas e tostadas para resultar em uma bebida revigorante, saborosa, de característica única e inigualável. Clique aqui e saiba mais sobre a matéria-prima de Matte Leão e o que pesquisas apontam a respeito dos benefícios da erva-mate à saúde. Matte Leão, o autêntico sabor do mate, conecta você às raízes do Brasil. “Matte Leão tem o ritmo de todo brasileiro que se vira, se desdobra, faz de tudo um pouco. É tradicional e, ao mesmo tempo, moderno. É aconchegante, mas também agita. Faz bem e é gostoso. Vive na cidade, mas não esquece suas raízes na natureza, no verde e no campo”.

Conheça historias de quem emagreceu