------------------------

cha para candidiase.

Tratamento natural da candidíase
Muita gente me pergunta como fazer o chá de orégano e o de cravo e como proceder na hora da lavagem. Por isso seguem as dicas.

O processo é muito simples. Basta jogar um punhado de orégano em 250 ml de água fervida, abafar e deixar amornar. Depois côa-se e coloca-se o chá ainda morno numa bacia limpa, numa temperatura que não queime a pele (suportável ao toque), mas que também não seja fria, e lava-se o órgão genital em movimentos rápidos, mas com cuidado para não machucar, até o chá ficar quase frio. Pode ser de cócoras no boxe. Quem não consegue tal feito por causa da coluna pode sentar na privada e jogar o chá aos poucos com uma jarra, tendo cuidado para a água do vaso não bater na pele.

Depois é só enxugar levemente, tirando o excesso, e dormir sem calcinha. Sim, sem calcinha. Aliás, toda mulher deve dormir sem calcinha e usar no dia a dia calcinha de algodão, para manter a área ventilada, pois o fungo gosta de lugares úmidos e quentes. Outra dica é evitar roupas apertadas e não usar protetores diários, sobretudo aqueles com cheirinho. (Por falar nisso, já pensou no quanto os protetores diários sujam o planeta com aqueles plásticos e aquele excesso de embalagem?)

A lavagem deve ser feita no mínimo por uma semana e toda noite.

Para acelerar o processo é bom tomar uma xícara de chá de orégano (ou de cravo-da-índia) toda noite antes de dormir. A dosagem é diferente: uma colher de sopa para meio litro de água, mas o modo de fazer é o mesmo.

Em vez do orégano, pode-se usar na lavagem cravo-da-índia em igual quantidade. Faz-se o chá do mesmo modo.

Em vez do chá, pode-se fazer o extrato de cravo-da-índia colocando uns 300 gramas de cravo em meio litro de álcool. Deixa-se apurar por no mínimo três meses. Está bom quando o álcool fica marrom. Usa-se o extrato misturado com 50% de água (meio copo do extrato para meio de água). Serve para coceiras em geral. Basta passar no local e deixar secar naturalmente. Esse extrato, misturado com água e colocado num borrifador, deixa a casa mais cheirosa, sem ter o inconveniente de agredir o planeta nem o ar que respiramos. Se quiser mais cheiro é só pingar umas gotas da essência de sua preferência.

------------------------

Remédio caseiro para candidíase.

Remédio caseiro para candidíase
Um remédio caseiro muito eficaz, barato e sem efeitos colaterais para curar a candidíase é o iogurte natural.

Ingredientes

1 embalagem de 125 g de iogurte natural
1 seringa sem agulha ou 1 absorvente interno
Modo de preparo

Introduza o iogurte no interior da vagina, com o auxílio de uma seringa (sem agulha), 2 vezes por dia, durante 3 dias. Use um absorvente para evitar que a calcinha fique molhada.

Uma outra forma prática de utilizar o iogurte como remédio para candidíase é mergulhar um absorvente interno no potinho de iogurte natural, em temperatura ambiente, e introduzi-lo na vagina, deixando-o atuar por, pelo menos, 3 horas.

O iogurte irá diminuir a acidez da vagina, travando o crescimento das bactérias que preferem um ambiente mais ácido para se desenvolver.

Esse remédio caseiro também pode ser utilizado por homens, mas pode ser desconfortável permanecer com a cueca molhada durante o dia.

Retire o iogurte da geladeira com alguma antecedência, para que a temperatura fria não cause incômodo.

------------------------

Remédio para candidíase em dose única.

Remédio para candidíase em dose única

Alguns remédios para candidíase em dose única são o Fluconazol e o Itraconazol. A abordagem costuma ser bem aceita, pois o tratamento só dura 1 dia. Mesmo assim, o tratamento deve ser realizado sob a orientação médica.

Esse tipo de medicamento pode ser utilizado sozinho ou associado ao tratamento tópico, que consiste em passar uma pomada com o mesmo princípio ativo nos órgãos genitais, sendo eficaz tanto para homens quanto para mulheres.

Pomada para candidíase

Uma ótima pomada para candidíase é a de Fluconazol, que deve ser aplicada nos órgãos genitais internos e externos por, aproximadamente, 7 a 14 dias consecutivos.

Contudo, se a candidíase for persistente, recomenda-se uma consulta com o ginecologista para uma avaliação mais profunda e um tratamento mais direcionado, que deverá incluir alterações na dieta alimentar e nos hábitos de higiene íntima.

------------------------

O que é candidíase..

O que é candidíase.

Nunca ouviu falar nisso antes?

Mas já sentiu, com certeza, pois quase toda mulher sofreu pelo menos um ataque de monília na vida - aquele corrimento que coça infernalmente e tem aspecto de leite talhado. Quem o produz é um fungo da família dos ascomicetos que atende por Candida albicans, mora nas nossas entranhas e aproveita qualquer oportunidade para se multiplicar, produzindo corrimento, sapinho e assadura.

Só que, se a sua imunidade estiver baixa e a alimentação pobre, a cândida prolifera a ponto de se espalhar pelo organismo todo, provocando alergias, dores abdominais, garganta seca, insônia, queda de cabelo, estragos nas unhas, enxaqueca, hipoglicemia e mil coisas mais.

É a candidíase polissistêmica, ou crônica, e significa que você entrou numa fria.
Trata daqui e dali, toma isto e aquilo, passa e bota e aplica esta e aquela e a outra, e a cândida pula que nem pipoca: aqui, ali, acolá. Incógnita. Ninguém sabe, ninguém viu, tudo parece outra coisa.

A enxaqueca deve ser do fígado, o corrimento é culpa dos hormônios, a cólica e os gases vêm de alguma coisa que você comeu, a alergia é de família. Assim vai se instalando um inferninho particular que deixa você indisposta e com fama de hipocondríaca. Fora o fato de que uma candidíase pode botar o seu tesão a nocaute e mil grilos na cuca da pessoa amada!

- Ah, mas eu nem tenho corrimento..., diz você. Não? Nem precisa. Vaginite é apenas um dos sintomas visíveis da cândida. Veja os outros:

no sistema gastrointestinal dá sapinho, flatulência, gases, cólicas, cólon irritável, coceira ou queimação anal, intestino irregular, garganta seca

no sistema geniturinário dá vaginite e infecções das vias urinárias

no sistema endócrino mexe com a menstruação das formas mais diversas

no sistema nervoso dá depressão, irritabilidade, insônia e dificuldade de concentração

no sistema imunológico dá alergia, sensibilidade a produtos químicos e função imunológica diminuída e de modo geral está ligada a fadiga crônica, falta de energia, mal-estar e perda da libido.

Quem são as vítimas prediletas: mulheres, 60% dos casos; homens, 20%; crianças de ambos os sexos, 20%. Ou seja, nós garotas somos a esmagadora maioria, o que se atribui à maior complexidade do nosso sistema hormonal.

Quais os fatores que predispõem à coisa? Antibióticos, pílulas anticoncepcionais, corticosteróides, drogas contra úlceras; insuficiência de secreções digestivas, de enzimas pancreáticas e de substâncias que promovem o fluxo de bile; insuficiência hepática; excesso de açúcar, carboidratos em geral e álcool na dieta.

Sem esquecer que vermes e protozoários presentes no organismo, especialmente nos intestinos, também favorecem muito a propagação da cândida, fornecendo matéria morta para ela o tempo todo.

------------------------

Chas

  • cha verde emagrece

    Chas


    Noticia painel seguro