------------------------

Rimonabanto e acomplia.

Rimonabanto: a pílula antibarriga

Esta substância, mais conhecida como "pílula antibarriga", foi descoberta na década de 90 e, em 2008, chegou ao nosso país, sendo usada por inúmeras pessoas com resultados considerados positivos pelos médicos.
O mecanismo de ação é simples. Uma área do hipotálamo chamada de CB1 (receptor canabinoide 1) é sensível a substâncias endocanabinóides produzidas pelo próprio corpo e que, diariamente, despertam a sensação de fome. O Rimonabanto age inibindo o receptor CB1, o que diminui a vontade de comer. Este receptor, atua na lipogênese, induzindo a obesidade, principalmente a central. Dessa forma, por inibir a ação do CB1, o rimonabanto é capaz de reverter esta ação. Para os obesos que têm doenças associadas como diabetes tipo II.

O Rimonabanto parecia ser uma verdadeira promessa de cura já que os efeitos deste processo podem ser a diminuição da circunferência abdominal, resistência insulínica e do

triglicérides. Porém, quando chegou ao Brasil, com o nome comercial de Acomplia, a substância já havia tido a distribuição proibida em alguns países já que mais estudos tornavam-se necessários para avaliação dos efeitos colaterais.

Recentemente o rimonabanto também foi proibido no Brasil, já que estudos conduzidos por diversas entidades internacionais, mostraram que os usuários da substância podem ter agrave de situações como depressão e outros transtornos psiquiátricos. Assim, a medicação precisará ter seus estudos aprofundados antes que volte as pratelerias das farmácias do Brasil.

Enquanto aguardamos novas posições, nada melhor que educação nutricional para o combate às doenças crônico-degenerativas.

------------------------

Rimonabant ou rimonabanto é um fármaco.

Rimonabant ou rimonabanto é um fármaco que era utilizado para redução do peso e afinamento da cintura. Em Abril de 2006 o laboratório Sanofi-Aventis anunciou a venda do medicamento no Brasil.1 2 Entretanto, em Outubro de 2008, o laboratório suspendeu a venda do medicamento Acomplia em todo o mundo pelo risco de seus efeitos colaterais que envolvem complicações psiquiátrica
Mecanismo de ação

Ele age bloqueando substâncias conhecidas como endocanabinóides (receptor CB1)5 que provoca uma auto-estimulação em nossas ações e também no apetite. O sistema endocanabinóide funciona como uma defesa, estimulando o organismo a guardar seus alimentos na forma de gordura para um possível momento de escassez no futuro.

As células adiposas produzem um hormônio conhecido como apopectina, que facilita a ação da insulina, colocando mais glicose para dentro das células. Em situações de estresse, o endocanabinóide anandamida estimula o corpo a estocar mais gordura, o que resulta em menos apopectina. Esse quadro leva ao acúmulo de açúcar no sangue e também de insulina. A molécula de rimonabanto se encaixa no receptor da anandamida, sem dar espaço ao endocanabinóide, interrompendo o ciclo que faz a célula de gordura ficar mais cheia

------------------------

Acomplia tratamento alternativo.

Acomplia (Rimonabanto)

Seguindo os critérios do Infarmed, a equipa médica da euroClinix não irá disponibilizar mais o medicamento Acomplia (rimonabanto) como método para o tratamento da obesidade. Se actualmente está a tomar esta medicação, pode parar a qualquer momento. Se tiver alguma dúvida sobre o seu tratamento, não hesite em contactar o seu médico ou farmacêutico.

Como tratamento alternativo, a euroClinix oferece o Xenical (orlistato), que é actualmente o único medicamento prescrito para a perda de peso aprovado para venda em Portugal.

Porque não posso comprar Acomplia (rimonabanto) online na euroClinix.com.pt?
Após uma pesquisa extensa, a MHRA determinou que os benefícios associados ao Acomplia não superam os riscos que o medicamento apresenta para alguns pacientes, e a sua licença foi suspensa no Reino Unido, o que significa que já não estamos aptos a prescrevê-lo para casos de perda de peso.

Porque é que o Acomplia foi retirado?
Alguns efeitos psiquiátricos do Acomplia, principalmente a depressão, foram uma preocupação aquando da sua aprovação, mas foi considerado seguro devido à baixa percentagem de pacientes que experienciou estes efeitos secundários.

Contudo, em Março de 2008 o Comité de Produtos Médicos para Humanos (CPMH) recomendou uma revisão da informação, e em Maio a MHRA alertou os profissionais de saúde de que o risco de depressão era maior do que anteriormente se pensava, e por isso, o Acomplia (rimonabanto) devia ser retirado do mercado.

------------------------

ANVISA aprova o registro do Acomplia.

ANVISA aprova o registro do Acomplia
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) aprovou o registro do Acomplia® (rimonabanto) no dia 26 de abril de 2007. Indicado para tratamento adjuvante à dieta e aos exercícios físicos em pacientes obesos (Índice de Massa Corporal - IMC - maior ou igual a 30kg/m2), ou com sobrepeso (IMC maior que 27kg/m2), e com fatores de risco associados, como diabetes tipo 2 ou dislipidemia. Produzido pelo laboratório francês Sanofi-Aventis e lançado na Europa em julho de 2006, o rimonabanto deve chegar às farmácias brasileiras entre julho e agosto deste ano.

O Acomplia® (rimonabanto) é o primeiro representante de uma nova classe terapêutica - os antagonistas dos receptores CB1. A aprovação do registro está fundamentada principalmente nos resultados do programa de estudos clínicos RIO, sobre avaliação da eficácia e segurança do medicamento. Esses resultados mostraram que o Acomplia®, administrado em doses únicas diárias de 20mg, permite reduzir de maneira significativa o peso, a circunferência abdominal, os índices de HbA1c (hemoglobina glicada) e de triglicerídeos, bem como elevar as taxas de colesterol HDL, o bom colesterol.

Pacientes em tratamento com o remédio registraram, em um ano, uma redução na medida da cintura de 8,5 centímetros em média – o dobro do verificado entre os voluntários tratados com placebo.

O principal efeito colateral é o enjôo. Também foram observados casos de diarréia, tontura e vômitos. Pessoas com propensão à depressão relataram um agravamento do quadro.

------------------------

Emagrecedores

Emagrecedores

Emagrecedores

  • Bioslim quitosana

  • droga para epilepsia uso emagrecedor

  • Emagrecedor ACELERADOR METABÓLICO

  • Emagrecedor Bio Redux

  • Emagrecedor BLOQUEADOR DE GORDURAS

  • Emagrecedor carulluma

  • Emagrecedor chá verde

  • Emagrecedor CHIA Com OMEGA 3

  • Emagrecedor linolen

  • Emagrecedor MAX BURN GREEN


    Noticia painel seguro