------------------------

auto ajuda para emagrecer.

Se o seu maior desejo é emagrecer, você precisa de muita motivação. Simplesmente por que a motivação é motor que impulsiona você até o fim das dietas. Se o seu desejo é ficar motivado confira 5 dicas de auto ajuda para emagrecer
Dica de auto ajuda – Definir os objetivos

Ter objetivos é muito importante para emagrecer. Eles iram mostra oque você deseja alcançar realmente, diminuindo as chances de desistir no meio do caminho. Não ter objetivos definidos é o mesmo que sair de férias sem sabe para onde ir. Os objetivos funcionam como se fosse um imã, quando mais perto do destino mais força de vontade e determinação você terá.
Quando for formular seus objetivos seja realista não adianta querer emagrecer 20 kg em uma semana, se acha que pode emagrecer 3 kg por semana então seu objetivo pode ser de emagrece 2kg por semana. Dessa forma você sempre vai conseguir cumprir o determinado, isso evita aquela sensação de não ter conseguido o que queria.

Dica de auto ajuda - Pense positivo

O pensamento positivo esta ligado diretamente com seu comportamento. Se é uma pessoa positiva, mais motivado vai ser e não terá obstáculos na vida, tudo que quiser você pode conseguir.
Porem se ao contrario pensar negativamente as coisas iram tornar mais difícil. Quanto fizer uma reclamação pare e pense, reformule oque iria dizer e diga de forma positiva. Você vera os resultados que uma simples ação pode mudar muita coisa em nossa vida.

------------------------

Livro que me ajudou muito.

Livro que me ajudou muito.
Se você enfrentou dificuldades para emagrecer ou emagreceu e engordou novamente nos últimos tempos, você culpou a si mesmo (Sou muito fraco… Não estava motivado o suficiente), culpou seu organismo (Tem alguma coisa errada em mim… Eu, simplesmente, não consigo emagrecer), ou à dieta que escolheu (Esta, definitivamente, não funciona pra mim)?
Fico feliz em lhe dizer que a razão de seu insucesso tem outra explicação. Você, apenas, não sabia como fazer dieta. Quando aprender a fazer dieta, subirá na balança e verá um peso cada vez menor, semana após semana. Você vestirá roupas menores. Você vivenciará todos benefícios maravilhosos de um corpo mais magro: mais energia, autoconfiança e saúde, auto-estima melhorada, menos dores e desconfortos. Você pode sentir tudo isso – e manter pelo resto da vida, sem que lhe escape como nas outras vezes. O círculo vicioso do emagrecimento vai desaparecer para sempre.
Isso é o que está ao seu alcance quando você aprende a ser persistente na dieta. Este livro lhe ensina a evitar as trapaças; resistir a alimentos tentadores, mesmo que estejam bem a sua frente; lidar com a fome, com os desejos incontroláveis, com o estresse, e com as emoções negativas, sem que você precise comer para se confortar. Você aprenderá a se motivar para praticar exercícios, mesmo que isso não seja de sua natureza. Você descobrirá como fazer tudo o que for necessário para alcançar o sucesso em sua dieta – mudando a maneira como você pensa.
A maioria das pessoas que vem ao meu consultório para emagrecer já teve a experiência de iniciar dietas e desistir delas durante anos. Todas elas têm algo em comum: não sabem pensar como uma pessoa magra. As pessoas que lutam para emagrecer têm uma programação mental que sabota seus esforços. Frequentemente, têm pensamentos como:
Sei que não deveria comer isto, mas não me importo.
Se eu comer isto só desta vez não vai ter problema.
Tive um dia tão difícil. Mereço comer o que quiser.
Não consigo resistir a esta comida.
Estou chateado. Tenho que comer.
Já que comi o que não devia, vou continuar comendo até o fim do dia.
É muito difícil. Não quero continuar fazendo dieta.
Nunca vou emagrecer.
Se qualquer um desses pensamentos lhe parece familiar, você é um candidato perfeito para ler este livro. Este programa ensina você a enfrentar pensamentos sabotadores de forma convincente. Quando escutar uma pequena voz em sua cabeça falando "Ah, coma só isso… Não tem importância", você será capaz de dizer para si mesmo "Tem importância sim… Eu quero ser magro… Todas as vezes que comer algo não planejado, aumentarei a probabilidade de fazer isso novamente… Sempre terá importância… Estou apenas tentando me enganar… Se comer isto, sentirei prazer por alguns segundos, mas depois irei me sentir mal… Eu posso resistir… Para mim, é muito mais importante emagrecer do que ter alguns segundos de prazer".

------------------------

Terapia para emagrecer.

Terapia para emagrecer
Veja como a Terapia Cognitiva Comportamental pode te ajudar a eliminar peso
Você já fez inúmeras dietas para eliminar o sobrepeso, mas sempre volta a engordar mais do que antes? Saiba que uma solução para o seu problema pode estar em uma terapia cognitiva comportamental. Clique aqui para saber quanto você precisa emagrecer e comece agora mesmo sua reeducação alimentar!

Ela constitui em uma série de entrevistas que auxilia a internalizar os conceitos de nutrição.
Desse modo, o tratamento envolve uma modificação nos hábitos alimentares e ajuda a compreender que o correto é comer menos para comer melhor.
"A terapia ajuda pessoas que têm longo histórico de dietas mal sucedidas e que ficam no efeito sanfona. Através do método é possível controlar as emoções como ansiedade, depressão e estresse", descreve o psicólogo clínico e psicoterapeuta Marco Antonio De Tommaso , especialista em programas de emagrecimento.

E além do controle da comilança, a terapia proporciona o autoconhecimento. "Em nosso dia a dia sabemos o que fazer, porém, muitas vezes não conseguimos, pois reincidimos nos mesmos erros. A comida adquire outra função em nossas vidas que não a de nutrir, mas sim de compensação por determinados sentimentos", diz o especialista.

Consequentemente, o comportamento alimentar inadequado sabota o comportamento nutricional. "É aí que entra a psicologia. Ela identificará quais são os fatores que levam uma pessoa a comer de maneira compulsiva. E um dos objetivos da mesma é viabilizar o resgate da autoestima que está muito abalada devido à obesidade", afirma Tommaso.

Embora existam terapias breves de 12 sessões, o psicólogo informa que não existe um tempo mínimo ou máximo para realizar o tratamento. "Tem pessoas que respondem bem e outras não. Mesmo nas terapias breves, muitas vezes o especialista precisa ficar adicionando mais 12 e assim sucessivamente", afirma.

De acordo com Marco Antonio quem a realiza aprende a emagrecer e permanecer magra, pelo fato de que tem um propósito diariamente, ou seja, nunca deixa de anotar as calorias e resiste às tentações. "Não emagreça por apenas um tempo, lembre-se de proceder todos os dias como se estivesse no primeiro, em qualquer programa de emagrecimento em que se engaje", orienta.

Acompanhe algumas dicas inicias da psicologia no emagrecimento, desenvolvidas por Tommaso:

1. Troque "o regime" por orientação nutricional.

2. Não tenha pressa! Cada pessoa tem um ritmo de emagrecimento.

3. Troque o "peso ideal" por um peso viável. Que tal um peso, dentro de seu peso clínico, no qual se sinta bonita e atraente?

4. Lembre-se, você precisa se gostar para emagrecer e não emagrecer para se gostar. Quem não se gosta, quem não tem uma autoestima legal, não emagrece.

5. Cuide do processo! O emagrecimento virá como consequência.

6. Se você come por ansiedade, stress ou por qualquer outra emoção, precisará trabalhar essa emoção, se quiser emagrecer.

------------------------

Sem motivação para emagrecer?

Sem motivação para emagrecer?
Passar a vida se colocando em segundo, terceiro plano só faz mal a você mesma. Mude o foco das coisas e valorize-se!

Algumas mulheres estão sempre em busca de alguém que as ame profundamente.
Esforçam-se e fazem de tudo para agradar, no intuito, ainda que inconsciente, de receberem algum reconhecimento. Assim, se superam e se sobrecarregam e, muitas vezes, sem perceber, vão diminuindo cada vez mais o tempo que tinham para cuidar de si mesmas.
Mas nem agindo assim conseguem obter a atenção do companheiro. Aos poucos vão se sentindo desvalorizadas, desmotivadas, sem ânimo para cuidar delas mesmas, mas continuam se esforçando para cuidar do outro. Se tiverem filhos e um trabalho, o tempo para si praticamente não existe mais.

Procuram manter a ordem de tudo e, quando o marido chega em casa, na maioria das vezes, ignora tudo o que foi feito para que eles possam usufruir o conforto do lar. Alguns homens agem como se tudo que está ali, pronto para que eles possam descansar, fosse realizado num passe de mágica. Nada dizem, nada demonstram, a não ser indiferença.

A mulher que está ao seu lado passa despercebida. Não há um elogio, um carinho e ela se abandona cada vez mais. Alguns não conseguem perceber o mal que estão começando a provocar: carência afetiva. Ele provoca e ela permite. Para diminuir a subnutrição emocional, ela come mais e mais.

Quando há pouco ou nenhum reconhecimento por tudo que se faz é comum perder o interesse em continuar fazendo. Mas, como algumas coisas não são possíveis de serem deixadas de lado, deixam cada vez mais a si mesmas.

Tudo isso acontece num processo lento e quase sempre inconsciente. A desmotivação e a baixa auto-estima começam a se sobrepor. Começa o processo de compensação, quanto menos recebe, menos acredita nela mesma e mais come. Como sente que não consegue ter o prazer de ser amada da forma que gostaria, começa a ter prazer em comer.

Começa uma corrida por vários médicos, como se buscasse em cada um deles a atenção que não recebe do marido. Busca nos grupos de auto-ajuda o incentivo que não encontra dentro da própria família. Comendo mais, engorda e assim começa um círculo vicioso. Come, consulta médicos, faz regime, toma medicações, recorre a tudo que aparece pela frente. Quer realmente emagrecer, mas ainda com o intuito de agradá-lo.

Ele muitas vezes não percebe ou a cobra ainda mais. Durante um tempo, consegue chegar ao peso desejado, mas depois tudo volta como era e a insatisfação diminui ainda mais a vontade de continuar a fazer algo por si mesma. Sentindo que se não é merecedora de nada ou de muito pouco por quem ela faz tanto, passa a não acreditar nela mesma. Não há motivação para continuar.

Na verdade, não é que falta motivação para manter um programa de reeducação alimentar, falta motivação para se sentir merecedora de ser amada, pois não é correspondida em suas necessidades de afeto, atenção, amor. O amor do outro é importante sim, mas é preciso ter a consciência que enquanto não descobrir o amor por si mesma, essa busca desenfreada por algo que a alimente irá continuar. Não há motivação para se amar.

Passados alguns anos, algumas mulheres se dão conta de que algo deve estar acontecendo, não na relação, mas preocupam-se com seu peso que a essa altura já está muito acima da sua média. Esse é o momento de começar a se fazer algumas perguntas.

Desde quando há conflitos na relação? O que a fez aumentar o peso? Será que não começou a comer mais quando esses conflitos começaram e sequer percebeu? O que sente e o que a faz comer compulsivamente? Quando tudo começou? A busca por essas respostas pode fazê-la refletir que o problema não é o peso, ainda que muitas afirmem que seja, mas sim o que gerou esse excesso de peso.

Os conflitos na relação afetiva podem gerar a busca compulsiva pela comida e o excesso de peso, mas depois de incorporado, não são os conflitos que comprometem o resultado de um programa de reeducação alimentar, mas sim quando os novos hábitos que foram adquiridos com tanto esforço são abandonados.

É correto se abandonar pelo fato de alguém, ainda que seja a pessoa que ama, não corresponder ao que espera? É possível depender do amor ou do reconhecimento de alguém para buscar o que quer para você? Até quando vai esperar que alguém te motive para ter a certeza que é capaz de conseguir?

Aquilo que faz a vida ter sentido é o nosso interior. Ainda que valorizemos o externo, é o interno quem deve nos fazer sentir que estamos no caminho certo. E se você não gosta de você mesma e não cuida do seu corpo nem de você mesma como cuidaria de alguém que ama, como espera ser amada?

Enquanto buscar motivação em alguém irá sempre se decepcionar, se frustrar. A motivação está dentro de você e não fora! Claro que você pode ter o peso que deseja, desde que acredite em você, se ame e entenda que comida não é amor!

------------------------

Emagrecedores

Emagrecedores

Emagrecedores

  • Bioslim quitosana

  • droga para epilepsia uso emagrecedor

  • Emagrecedor ACELERADOR METABÓLICO

  • Emagrecedor Bio Redux

  • Emagrecedor BLOQUEADOR DE GORDURAS

  • Emagrecedor carulluma

  • Emagrecedor chá verde

  • Emagrecedor CHIA Com OMEGA 3

  • Emagrecedor linolen

  • Emagrecedor MAX BURN GREEN


    Noticia painel seguro