------------------------

capsulas para celulite.

A verdade sobre as cápsulas anticelulite
Os nutricosméticos, suplementos alimentares que melhoram o aspecto da pele e do cabelo, caíram nas graças das mulheres. E, com a chegada do verão, é a vez das pílulas que prometem acabar com a celulite. Mas qual será o verdadeiro papel dessas cápsulas na nossa luta contra os furinhos? Você encontra a resposta aqui!
A promessa é realmente tentadora: com uma pílula, você conquista coxas e bumbum com pele firme,
mais regular, livre da celulite. Depois das cápsulas que previnem rugas e manchas, das que prolongam o bronzeado e das que fortalecem o cabelo, os comprimidos anticelulite começam a ganhar espaço nas prateleiras. Mas, afinal, funcionam? "Se pegarmos as cápsulas disponíveis no mercado, veremos que cada uma tem uma composição diferente. Isso significa que nenhum ativo é consagrado como o mais eficaz para combater o problema", fala Solange Teixeira, dermatologista de São Paulo. "Ainda existem poucos estudos. Na maioria dos casos, são pesquisas do próprio fabricante com uma amostra pequena", acrescenta Dóris Hexsel, dermatologista da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

------------------------

Cosméticos em cápsulas" estão em alta.

Cosméticos em cápsulas" estão em alta
Beleza de dentro para fora: esse é, basicamente, o conceito dos nutracêuticos, aliméticos e nutricosméticos. "Hoje, na dermatologia, a tendência é o conceito "in & out", ou seja, não se usa mais apenas tratamentos tópicos e, sim, uma combinação que inclui cremes e compostos de vitaminas, minerais e outras substâncias para se chegar ao melhor resultado possível", explica a dermatologista Camila Ciarleglio, de São Paulo. Embora pareçam, à primeira vista, serem a mesma coisa, cada um tem sua especificidade:

- Nutricosméticos são cápsulas de nutrientes (vitaminas, minerais, aminoácidos, fitoterápicos ou compostos bioativos de origem vegetal) que trazem doses acima da IDR (ingestão diária recomendada) e possuem função estética.

- Nutracêuticos também são compostos com doses acima da IDR. "Mas, diferentemente dos nutricosméticos, priorizam a prevenção e a manutenção da saúde, e não a beleza", explica o clínico geral e nutrólogo Thiago Volpi, de São Paulo.

- Aliméticos possuem componentes em quantidades compatíveis com a IDR. "Além disso, se apresentam somente na forma de bebidas ou alimentos. Geralmente, não possuem açúcar, conservantes ou corantes em sua composição", completa o médico.

Por uma questão de marketing, a indústria brasileira apoderou-se das denominações, embora a maioria dos produtos vendidos aqui sejam, na verdade, mais próximos dos aliméticos (que não ultrapassam a quantidade diária recomendada de cada nutriente). "Isso acontece porque não existe uma legislação para esse tipo de produto

------------------------

Conheça os tipos mais comuns de nutricosméticos.

Conheça os tipos mais comuns de nutricosméticos:

1. Proteção extra contra o sol. Úteis para quem tem tendência a desenvolver manchas. Muitos contêm carotenóides, que não apenas auxiliam no bronzeado como também aumentam a proteção da pele. Deve-se começar a tomar um mês antes da exposição solar, e continuar tomando por alguns dias depois. Importante: este produto não substitui o uso do protetor solar.

2. Queima de gordura e melhora da celulite. Possuem ativos de efeito drenante e que melhoram a tonicidade dos vasos sanguíneos, favorecendo a circulação. O ativo mais usado para esse fim é a cafeína. O óleo de cártamo também aparece com frequência neste tipo de composição. "Quem tem celulite associada à flacidez, no entanto, pode precisar de outros ativos. Por isso, é importante a avaliação de um especialista antes de escolher o seu produto", alerta Jardis Volpe.

3. Fortalecimento de unhas e cabelo. A vitamina biotina é um dos ativos mais usados nesse tipo de cosmético. Zinco e ferro também são componentes comuns. Lembre-se que este produto serve para fortalecer os fios, e não acabar com a queda.

4. Combate aos sinais do envelhecimento. Geralmente, é feito um coquetel de ativos antioxidantes (que combatem os radicais livres, células responsáveis pelo envelhecimento), como as vitaminas C e E e o silício orgânico, que também ajuda na formação de colágeno.

------------------------

Contra flacidez, gordura e retenção líquida.

Contra flacidez, gordura e retenção líquida

Na prática, cada produto vai atuar em uma das três causas do aparecimento dos furinhos: flacidez da pele (provocada pela ação dos radicais livres), excesso de gordura localizada e retenção líquida. Na categoria dos antioxidantes, estão, por exemplo, a vitamina C e a E e o licopeno, que estimulam a produção de colágeno, deixando a pele mais firme (veja "O que vai dentro das pílulas?"). Flavonoides, também antioxidantes de origem vegetal (da uva e da romã), e ômegas (nutriente encontrado nos peixes, castanhas e linhaça) também têm ação anti-inflamatória. Quando as células inflamam por causa dos radicais livres, não exercem bem suas funções. Isso compromete a circulação
sanguínea, o sistema linfático e os tecidos que sustentam a pele, dando origem à celulite e à flacidez.

Para quebrar as células de gordura, a cafeína, muito utilizada em cremes, não tem o aval unânime dos especialistas na versão oral, apesar de aparecer no rótulo de alguns produtos. Já o ácido linoleico conjulgado (CLA) teve sua eficiência comprovada num estudo publicado no International Journal of Cosmetic Science – como a substância ajuda no controle de peso, acaba influenciando a aparência da celulite. Por fim, o chá verde, a centelha asiática e o hibisco, entre outros, combatem a retenção líquida, diminuindo o inchaço.

Aliada da dieta e do exercício
Seja qual for o ativo escolhido, vale ressaltar que as mulheres com grau de celulite menos avançados, tipo 1 e 2, têm mais chance de se beneficiar com as cápsulas. "Os cosméticos orais contribuem para o funcionamento do organismo como um todo, regulando a digestão e melhorando a absorção dos nutrientes. E é claro que isso acaba refletindo na beleza", fala Sheila Mustafá, nutricionista funcional e esteticista de São Paulo. "Na ordem de eficácia contra a celulite, estão no topo da lista alimentação equilibrada, atividade física, tratamentos estéticos, cremes e, por fim, as pílulas", acredita Leila Bloch, dermatologista de São Paulo. O ideal, então, é usá-las como aliadas da dieta e dos exercícios de três a seis meses num plano de ataque. Depois, manter o resultado com um estilo de vida saudável.

Apesar de não precisarem de receita para a venda, peça orientação do dermatologista ou da nutricionista para escolher o produto mais indicado para o seu caso. Uma última recomendação dos experts: "Dê preferência aos fabricantes mais conhecidos, especialmente com tradição em pesquisas científicas

------------------------

Emagrecedores

Emagrecedores

Emagrecedores

  • Bioslim quitosana

  • droga para epilepsia uso emagrecedor

  • Emagrecedor ACELERADOR METABÓLICO

  • Emagrecedor Bio Redux

  • Emagrecedor BLOQUEADOR DE GORDURAS

  • Emagrecedor carulluma

  • Emagrecedor chá verde

  • Emagrecedor CHIA Com OMEGA 3

  • Emagrecedor linolen

  • Emagrecedor MAX BURN GREEN


    Noticia painel seguro