------------------------

CAFÉ VERDE.

Use o extrato de café verde para queimar as gordurinhas localizadas
Vendido em farmácias de manipulação, o extrato de café verde queima gordura localizada e seca até 3 kg por mês
Emagrecer não é fácil, mesmo fazendo dieta. E quando a gente consegue, muitas vezes ainda fica culote aqui, um pneuzinho ali, uma gordurinha no músculo do tchau... Pois não é que tem um produto novo no mercado que, dizem os especialistas que acelera o metabolismo e queima gordura localizada deixando a cintura fininha e secando até 3kg por mês. É o extrato de café verde vendido em farmácias de manipulação. O café verde nada mais é que o grão antes de ser torrado. "O extrato faz o corpo consumir aquela gordura armazenada Por isso, está sendo recomendado para mulheres que querem perder peso", diz a nutricionista Tereza Cristina Mascarenhas, de Belo Horizonte. "A dose recomendada é um total de 200 mg por dia, em duas partes, antes do almoço e no fim da tarde", orienta a especialista, acrescentando que você pode ingerir a substância nessa dosagem por seis meses.

Extrato suga gordura localizada
Quando a gente come carboidratos (arroz ou massa, por exemplo), o fígado armazena parte deles e os transforma em moléculas de açúcar. No momento em que você faz qualquer exercício físico, o corpo retira açúcar do sangue, do fígado ou do tecido gorduroso pra aguentar o esforço. "Mas nunca sabemos, exatamente, de onde é retirado esse açúcar. O extrato de café verde, rico em ácido clorogênico, faz o corpo consumir apenas o açúcar da gordura localizada. Por isso ele emagrece", explica o médico ortomolecular e dermatologista Amilton Macedo de Araújo, de São Paulo.

Não precisa cortar o cafezinho!
Se você fizer a dieta do extrato de café verde, não precisa abandonar o cafezinho depois do almoço, tá? ‘"Tomando uma xícara de café preto por dia e o extrato de café verde, não haverá uma sobrecarga de cafeína. "Só tome cuidado para não consumir à noite, porque pode dar insônia", diz a farmacêutica Aline Tadaieski, de São Paulo.

Os alimentos que turbinam sua dieta
Assim como extrato de café verde, alguns alimentos ajudam a queimar gordura. A nutricionista Tereza recomenda incluir estes ingredientes no cardápio para acelerar os resultados:

1. De manhã, tome uma xícara de chá de hortelã, que é diurético, ou de chá verde, que queima gordura. Se quiser, adoce com açúcar mascavo.

2. Acrescente azeite de oliva extravirgem na salada, que aumenta a saciedade e ajuda a controlar os níveis de colesterol no sangue.

3. Além de temperar a comida, a pimenta ajuda o corpo a queimar gordura. Só não vá comer com acarajé!

4. No lanchinho da tarde, que pode ser uma fruta ou um pote de iogurte desnatado, acrescente pedacinhos de gengibre. Huuummm

5. Antes de dormir, tome um copo de leite desnatado quentinho com canela, que também acelera o metabolismo.

------------------------

Consumir grãos de café verde ajuda perder peso.

Consumir grãos de café verde ajuda perder peso
Os grãos de café verde ou sem torrar podem ajudar a emagrecer em um período relativamente curto de tempo combinado com alimentação saudável e exercícios, aponta estudo apresentado nesta terça-feira na reunião da Sociedade Americana de Química. Como explicou o professor Joe Vinson da Universidade de Scranton (Pensilvânia) e sua equipe, a ingestão diária de cápsulas de café ajudou um grupo de pessoas com sobrepeso e obesos a emagrecer em um período de seis meses até 10% de seu peso.

Participaram do estudo 16 pessoas com sobrepeso e obesas com idades entre 22 e 26 anos que tomaram cápsulas do extrato de café e de placebo (que continham um pó inativo) durante 22 semanas. Os integrantes da pesquisa alternaram a ingestão de uma dose baixa (de 700 mg) e uma maior (de 1.050 mg) de extrato e placebo, cada uma durante seis semanas, para analisar o impacto das distintas cápsulas em cada pessoa.

Os cientistas controlaram a dieta, as calorias e os exercícios feitos pelos pacientes durante o período e descobriram que eles perderam em média 7,7 quilos, o que representa 10,5% do peso total e 16% de gordura corporal.

Vinson assinalou que estudos anteriores já haviam demonstrado a perda de peso com o café verde, mas este é o primeiro a utilizar quantidades mais altas de extrato de café e o primeiro a medir a resposta dos pacientes com várias doses. Ele explicou que o efeito dos grãos de café verde se deve a uma substância chamada ácido clorogênico, mais presente nos grãos de café sem torrar. O processo da torra quebra as moléculas quando alcança a temperatura de 240 graus.

Este processo de torrar o café é o que dá a cor marrom, seu aroma característico e o sabor. Embora os grãos verdes tenham pouco aroma e sabor ligeiramente amargo podem, no entanto, ter novo uso como complexo nutricional.

Os analistas advertem que a obesidade é uma epidemia crescente nas sociedades industrializadas e, no caso dos Estados Unidos, 68% da população sofre de sobrepeso ou obesidade.

Com relação a esse assunto, destacam que, embora existam remédios para reduzir de peso, "a eficácia é baixa e os efeitos colaterais fazem com que sejam desprezados nos estudos clínicos

------------------------

Café verde é a nova moda para emagrecer.

Café verde é a nova moda para emagrecer
Usado em cápsulas o produto pode ser associado a dietas e exercícios físicos
Queimar gordura não é das tarefas mais fáceis. Sem contar que o efeito sanfona, muito comum, principalmente entre mulheres, faz com que os músculos que foram embora jutinho com a gordura. não voltem para acompanhá-la. No entanto, usar um complemento que acelere o metabolismo pode auxiliar no trabalho árduo, sempre com a consulta de um nutricionista ou endocrinologista.

De acordo com Claudia Mendonça, nutricionista da clínica Nutrimeta, um estudo realizado e apresentado na Sociedade Norte-americana de Química (da sigla em inglês ACS), o café verde mantém suas propriedades naturais e por isso emagrece mais rapidamente que o torrado.

O estudo apresentou resultados de redução de medidas em aproximadamente 10% em pessoas com sobrepeso e obesas, ministrado durante seis meses, em dosagens diferentes.

— Por ter as substâncias cafeína, polifenois e ácido clorogênico em sua composição básica em maior grau do que no café torrado, o café verde favorece a queima da gordura ao acelerar o metabolismo.

Não adianta tomar as cápsulas e tomar um pote de sorvete por dia que não fará o efeito desejado.

Além disso, das substâncias presentes em maior escala no café verde, segundo os autores da pesquisa, a cafeína é a primeira a auxiliar no emagrecimento. Entretanto, é o ácido clorogênico o maior responsável por reduzir a absorção de açúcar pelo organismo e fazer com que o corpo procure novas fontes de energia, como a gordura.

É preciso estar bem para o consumo

Para consumir a nova promessa emagrecedora é preciso estar saudável. O produto, segundo Claudia, segue uma série de recomendações contra o uso do café verde em pessoas ansiosas, nervosas, que possuam hipertireoidismo ou sejam magras, além de ser contraindicado em crianças, idosos e gestantes.

— Outros casos devem ser observados. Se o paciente interessado tiver depressão, gastrite crônica ou úlcera duodenal, por exemplo, cada caso deve ser avaliado por um profissional e acompanhado de perto.

O café é conhecido por atingir em cheio as pessoas com problemas estomacais. Segundo Claudia, em pacientes com doenças neurológicas como depressão e ansiedade, o acompanhamento deve ser feito por um psicólogo, em conjunto com psiquiatra.

— Por ser estimulante, de repente, em casos de depressão, o café verde pode ser recomendado. Mas é preciso estudar caso a caso. Além disso, pacientes hipertensos também não devem consumir o produto, uma vez que ele tem ação estimulante.

Para saber a dosagem correta também é necessário buscar ajuda profissional. Dependendo do caso o café verde pode ser ministrado entre duas e três vezes ao dia, com 30 minutos de antecedência às refeições café da manhã, almoço e lanche da tarde.

— À noite, antes do jantar, por exemplo, o consumo não é aconselhado, uma vez que pode atrapalhar o sono do paciente.

Claudia alerta ainda que, um estudo recente da Escola Paulista de Medicina, ainda em andamento, liga o consumo de café torrado ao aumento do colesterol ruim (LDL), por conter também as substâncias gordurosas cafestol e o kahweol.

Mas a nutricionista salienta que nem tudo está perdido: o cafezinho consumido em casa, geralmente coado em filtro de papel e de pano, está livre dessas substâncias, uma vez que elas são retidas no coador. O importante é tomar cuidado com a quantidade (no máximo três por dia) e também com o expresso.

------------------------

Café Verde o mais novo termogênico?

Café Verde – O mais novo termogênico?
Esse mês saiu na Revista Boa Forma que o café verde, por conter cafeína em concentração duas vezes maior do que no grão torrado, o mesmo utilizado para fazer o café que tomamos no dia-a-dia, teria um ótimo efeito termogênico, sendo um aliado para os praticantes de atividade física e um coadjuvante em dietas que visam o emagrecimento. Entretanto, pesquisadores de Minas Gerais não encontraram uma diferença tão grande na quantidade de cafeína do café verde para o torrado:1,61% de cafeína no grão verde e 1,38% de caféina no grão torrado escuro.
Outro benefício atribuído ao café verde é a quantidade de antioxidantes, que chega a ser de três a cinco vezes maior. Mas tanto o café verde quanto o grão torrado contém 0,06% a 0,32% de caféina, teobromina, teofilina, taninos e flavonóides, e de 5% a 10% de ácido clorogênico e em média 15% de proteína, sendo os aminoácidos mais encontrados o ácido glutâmico, ácido aspártico e leucina.
Durante o processo de torrefação, somente a cafeína é mantida em suas concentrações encontradas no fruto verde. Porém, as substâncias mais estudadas são a cafeína e o ácido clorogênico.
A cafeína, além de atuar como um termogênico natural, melhorando o metabolismo e favorecendo a perda de peso, também atua inibindo as adenosinas, que são as substâncias responsáveis por induzir o sono e, assim, promover um maior estado de atenção. Além disso, promove a oxidação de gorduras corporais e facilita a sua eliminação.
Já o ácido clorogênico, presente no café verde em concetração duas vezes maior do que a encontrada no café torrado, diminui a absorção de glicose a nível intestinal e participa no metabolismo dos açúcares inibindo a enzima glicose-6-fosfatase, que é responsável pela liberação de açúcares do fígado para a corrente sanguínea. Essa inibição mantém os níveis baixos de glicose e diminui o acúmulo de gordura, já que açúcar em excesso é transformado em gordura. Por sua ação no metabolismo da glicose o café verde também pode ser um coadjuvante no tratamento de pacientes diabéticos.
O ácido clorogênico também parece agir no estado de humor das pessoas evitando a depressão, porém os mecanismos ainda não são claros.
O potencial antioxidante do café verde fez com que as pesquisas em torno de produtos cosméticos utilizando seus principios ativos fossem intensificadas. Isso por que a ação antioxidante do ácido clorogênico atua no combate aos radicais livres, os vilões do envelhecimento, e protege contra as radiações ultravioletas.
Vocês podem estar se perguntando: Como assim, café verde? Sim. Porém, ao contrário do que se possa imaginar, o café verde não tem coloração esverdeada, ele é marrom assim como o grão torrado. A diferença é que o café verde não passa pelo processo de torrefação.
Os estudos e aplicações do café verde ainda são recentes, por isso é necessário cautela ao utilizar. Procure seu nutricionista ou médico, pois se trata de um produto com contra-indicação para pessoas hipertensão, com tendência ao nervosismo, hipertireoidismo, gastrite crônica, úlceras gastroduodenais, problemas hepáticos e reumáticos. Além de não ser encontrado com facilidade no mercado, necessitando de uma prescrição para a farmácia de manipulação em cápsula ou balas de colágeno.

------------------------

Suplementos

  • RIPP ABS

    Suplementos


    Noticia painel seguro