------------------------

Café de Milho.

Café de Milho vem ganhando espaço e gosto de consumidores
Um produto ainda novo no mercado sul-mato-grossense, mas que aos poucos vem ganhando espaço e conquistando o paladar dos consumidores de café. Trata-se do Café de Milho, produto de origem natural que não faz mal algum a saúde. A Distribuidora M2M promoveu hoje (12) na Farmácia Relvafarma, localizada na Avenida Euclides da Cunha, entre as Ruas Bahia e 25 de Dezembro, uma degustação do Café de Milho.

Os clientes da drogaria puderam conhecer da maneira mais saborosa possível como é o sabor do café. A funcionária Priscila Pompeu experimentou uma xícara do Café de Milho e adorou o novo sabor. "É diferente um pouco sim, parece mais suave", comentou enquanto tomava o café.

O gerente da distribuidora em Mato Grosso do Sul, Carlos Estigarribia, explicou a diferença entre um café normal e este, que é produzido através de milho torrado. "Este café é cem por cento natural, não contém cafeína, não provoca dependência e é totalmente indicado para todas as pessoas ", disse.

Segundo Estigarribia, o produto não provoca os danos colaterais do café tradicional. "Nós procuramos por algum produto que substituísse a cafeína, que é uma química pura e causa efeitos sobre o Sistema Nervoso Central. O Café de Milho é este produto, sem contraindicações
Um dos clientes presentes na farmácia também experimentou o café. Vanderson da Silva Reis aprovou o sabor natural do campo. "É bem suave, gostoso e muito saboroso", disse. O Café de Milho pode ser comprado na própria Farmácia Relvafarma, em pacotes de 500 gramas.

A linha de produtos da M2M oferece diversos outros produtos naturais, que visam o bem estar de quem os consomem. Além do Café de Milho, há também a Farofa de Milho, Paçoca Caipira, Óleo de Coco, Gérmen de Trigo, Óleo de Barragem, Óleo de Aliva, Óleo de Peixe Omega 3, entre outros.

------------------------

Mingau de milho faz sucesso entre as receitas do café da manhã.

Mingau de milho faz sucesso entre as receitas do café da manhã
Na plantação, o milho está prontinho para colheita. As espigas estão grandes e bonitas como a agricultora Marizete dos Santos esperava.
No município de Japaratuba, leste de Sergipe, José Antônio deve colher pelo menos mil espigas a mais que na última safra. A área plantada este ano é cerca de 15% maior que a do ano passado. Os agricultores se animaram em cultivar mais porque a chuva chegou à região na hora certa.
Das plantações para a mesa, todo o milho colhido é vendido nas feiras e é o principal ingrediente de muitas delícias típicas do Nordeste. Entre os sucessos está o mingau de milho, que não pode faltar à mesa do café da manhã.
Ingredientes
4 espigas de milho mais durinhas
1 xícara de açúcar
½ litro de leite de coco
1 pitada de sal
Canela a gosto
Modo de preparo
O preparo é simples, mas tem lá seus segredinhos. Primeiro prepare o leite de coco ralando um coco e espremendo todo o bagaço em um pano limpo. O leite fica bem encorpado.
Junte os grãos das espigas no liquidificador com os outros ingredientes, menos a canela. Bata até formar um creme, em seguida coe com uma peneira para retirar o bagaço.
Leve o caldo ao fogo brando. A dica é mexer por aproximadamente 20 minutos sem parar porque senão ele vai ficar grosso. Se engrossar, a dica é colocar mais um pouco de leite de coco.
Quando começar a ferver está pronto o mingau de milho. Polvilhe com canela e sirva bem quentinha essa delícia do café nordestino.
A receita serve seis pessoas e o milho não pode ser substituído pelo de lata.

------------------------

Café de Milho Milho Torrado e Moido.

Café de Milho Milho Torrado e Moido
Café de Milho ( Milho Torrado e Moido )
Embalagem com 500 Gramas

Um produto ainda novo no mercado, mas que aos poucos vem ganhando espaço e conquistando o paladar dos consumidores de café. Trata-se do Milho torrado e moído, produto de origem natural que não faz mal algum a saúde.Composto 100% de Milho selecionado, com sabor e aroma delicioso idêntico ao sabor do café, porém, sem cafeína e este produto é indicado para qualquer faixa etária e para pessoas com sensibilidade à cafeína e cardiopatas.

Sugestão de Preparo:

Colocar o pó de milho torrado e moído no filtro ou coador (3 colheres de sopa para cada 1 litro de água), colocar água quente, coar, adoçar com adoçante ou açúcar.

Pode ser consumido sempre que achar conveniente pois é uma bebida semelhante ao café mas sem cafeína.

100% Milho e Sem Cafeína

------------------------

Volumes exportados de açúcar, café, milho e algodão em agosto sobem em relação a julho

Volumes exportados de açúcar, café, milho e algodão em agosto sobem em relação a julho
As exportações brasileiras de açúcar em agosto alcançaram 3,29 milhões de toneladas, informou nesta segunda, dia 2, o Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). O volume supera em 43,5% as 2,29 milhões de toneladas de julho e em 34,2% na comparação com as 2,45 milhões de toneladas de agosto de 2012. Do total exportado no mês passado, 2,67 milhões de toneladas foram de açúcar demerara e 621,9 mil toneladas, de refinado.

>> Exportação de derivados da soja cresce 12,8% no acumulado de 2013

A receita gerada pelos embarques de açúcar foi de US$ 1,36 bilhão em agosto, o que representa um crescimento de 41,9% ante os US$ 964,3 milhões registrados em julho e de 7,81% na comparação com os US$ 1,27 bilhão obtidos em agosto de 2012.

No acumulado do ano, de janeiro a agosto, os embarques somaram 17,37 milhões de toneladas, crescimento de 41,5% na comparação com as 12,27 milhões de toneladas exportadas nos oito primeiros meses do ano passado.

Exportação de etanol cresce 38,5%

O Brasil exportou em agosto 485,7 milhões de litros de etanol, crescimento de 38,5% na comparação com os 350,5 milhões de litros embarcados em julho e de 54,7% ante os 313,9 milhões de litros apurados em agosto de 2012. A receita com a venda do combustível somou US$ 314,3 milhões em agosto, uma alta de 40,6% ante os US$ 223,5 milhões registrados em julho. Em relação a igual período de 2012, quando os embarques produziram US$ 224,1 milhões, houve avanço de 40,2%.

No acumulado de 2013, entre janeiro e agosto, a receita cambial com exportação de etanol apresenta ganho de 32,9% ante igual período de 2012. O faturamento foi de US$ 1,31 bilhão, em comparação com US$ 997 milhões nos primeiros oito meses de 2012.

Café: receita cambial cai 23% em agosto

A exportação brasileira de café em agosto alcançou 2,398 milhões de sacas de 60 kg, o que corresponde a uma elevação de 5,16% em relação ao mesmo mês do ano passado (2,280 milhões de sacas). Em termos de receita cambial, houve queda de 23,02% no período, para US$ 358,0 milhões em comparação com US$ 465,1 milhões em agosto de 2012.

Quando comparada com o mês anterior, a exportação de café em agosto apresenta incremento de 24,75% em termos de volume, pois em julho passado o país embarcou 1,922 milhão de sacas. A receita cambial foi 21,56% maior, considerando faturamento de US$ 294,5 milhões em julho.

No acumulado do ano, de janeiro a agosto, as exportações de café atingem 17,706 milhões de sacas, 15,73% mais que as 15,299 milhões de sacas embarcadas em igual período de 2012.

Exportações de milho voltam a ganhar ritmo

As exportações de milho voltaram a ganhar ritmo em agosto. Dados do MDIC mostram embarque de 3,049 milhões de toneladas, 10,51% acima das 2,759 milhões de toneladas de agosto de 2012, quando a demanda pelo cereal brasileiro havia disparado em virtude da seca nos Estados Unidos. Na comparação com julho, quando foram exportadas 733,3 mil toneladas, o incremento é de 315%. No acumulado do ano, as exportações brasileiras de milho alcançam 12,301 milhões de toneladas, quase 100% mais que as 6,261 milhões de toneladas embarcadas nos primeiros oito meses de 2012.

Em receita, as exportações de milho em agosto totalizaram US$ 707,1 milhões, 1,92% abaixo do total arrecadado em agosto de 2012, quando as vendas somaram US$ 721 milhões. Na comparação com julho, quando a receita foi de US$ 186,6 milhões, o incremento é de 296,1%. O preço médio do milho exportado em agosto foi de US$ 231,9 por tonelada, 11,25% abaixo dos US$ 261,3/t de agosto de 2012. A queda dos preços reflete a recuperação da safra norte-americana de milho em 2013.

Embarques de algodão em agosto caem 61,3% em relação a 2012

As exportações de algodão somaram 46,2 mil toneladas em agosto, volume 104,4% superior ao registrado em julho. O incremento reflete a entrada da safra brasileira no mercado. No entanto, na comparação com agosto de 2012, quando foram exportadas 119,5 mil toneladas da fibra, os embarques caíram 61,3%. O Brasil, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) deve colher 1,28 milhões de toneladas, 32,7% menos que em 2011/2012. Os preços remuneradores do mercado interno também seguram as exportações.

Em receita, as exportações somaram US$ 88,6 milhões, aumento de 127,4% sobre os US$ 40,7 milhões faturados em julho. Na comparação com agosto de 2012, quando a receita somou US$ 244,1 milhões, a queda foi de 63,7%. Os preços da fibra ficaram em US$ 1.916,2 por tonelada, 6,2% acima dos US$ 1.804,9/tonelada registrados em julho. Na comparação com agosto de 2012, os preços estão 6,2% menores. À época, a fibra foi exportada a preço médio de US$ 2.041,9 por tonelada.

------------------------

Suplementos

  • RIPP ABS

    Suplementos


    Noticia painel seguro