------------------------

Cálcio de Ostras.

O cálcio de ostras é obtido a partir de conchas de ostra, é um dos minerais mais importantes do corpo humano. Ossos e dentes contêm grande quantidade deste mineral que os ajuda a mantê-los firmes e rígidos. O Cálcio é também necessário para outras funções importantes, incluindo ações sobre nervos e músculos e ainda para a coagulação sanguínea. No organismo, quando o nível de cálcio da dieta está muito baixo, o mesmo será retirado dos ossos para manter estas funções, tornando-os frágeis e quebradiços.

Muitos grupos correm riscos de deficiência de cálcio: idosos, especialmente as mulheres, são vulneráveis, pois com o envelhecimento também aumenta a dificuldade de absorção de cálcio nos intestinos, acrescenta-se a isto o fato de que com a idade também se tende a ingerir uma menor quantidade de cálcio na alimentação.

Mulheres na fase pós-menopausa apresentam, frequentemente, deficiência de cálcio. Outros grupos de risco são os usuários excessivos de álcool e cafeína, pessoas sedentárias ou que seguem dietas com baixas calorias, dietas com alto teor de fibras e proteínas, pessoas com intolerância a lactose e gestantes.

------------------------

CÁLCIO DE OSTRAS CÁPSULAS.

CÁLCIO DE OSTRAS CÁPSULAS
O Cálcio é um dos minerais mais essenciais ao nosso organismo. No nosso corpo cerca de 99 % do cálcio se encontra armazenado nos ossos e dentes.

Como não produzimos cálcio, dependemos de uma alimentação rica desse mineral. Quando o cálcio que ingerimos é insuficiente, o organismo é obrigado a retirá-lo dos ossos, que se enfraquecem, podendo inclusive se quebrar.

É consenso geral que a suplementação de cálcio é necessária como forma de prevenção e tratamento da osteoporose. Doença que atinge principalmente pacientes idosos, aumentando a incidência de fraturas à osteoporose é hoje um grave problema de saúde pública.

Os estudos recentes têm demonstrado que a necessidade diária de cálcio em pacientes com osteoporose ou pacientes com risco potencial de desenvolver a doença é de cerca de 1000mg a 2000mg de cálcio elementar por dia, quantidade que não é atingida pela dieta, e exige suplementação.

O cálcio também é útil na prevenção de eclampsia e no tratamento os sintomas de tensão pré-menstrual. A seguir traçaremos um comentário resumido sobre a biodisponibilidade de sais de cálcio no organismo.

O Cálcio de Ostras tem as seguintes funções no organismo:
• O Cálcio de Ostras é um suplemento vitamínico mineral que possui a seguinte composição: cálcio extraído de concha de ostra, zinco, magnésio e vitamina D, os quais desempenham um papel importante no desenvolvimento e manutenção dos ossos e tecidos calcificados, entre outras funções no organismo.
• Indicada para o tratamento de osteoporose.
• Recomendado como suplemento alimentar para pessoas de todas as idades, ajudando na reposição de cálcio, formação dos ossos, unhas e dentes.
• Sua vantagem em relação ao cálcio inorgânico é que ele tem uma absorção muito maior em nível de intestino, sendo mais bem aproveitado.

Indicação: O Cálcio de Ostra Vital Natus é usado como Suplemento Mineral à base de Cálcio, o mineral mais abundante no organismo. Devido a sua composição ele é utilizado, com ótimos resultados na prevenção de Osteoporose.

Composição: Cálcio de Ostras 579,15mg Excipiente q.s.p.

Sugestão de Uso: Uso adulto: Tomar um Comprimido VIA ORAL contendo 579,15mg de CÁLCIO DE OSTRAS três vezes ao dia.

Contra-Indicações: Em casos de hipersensibilidade aos componentes de Cálcio de Ostras, pacientes com hipocalemia, hipercalcinúria. Pacientes com problemas renais.

Reações adversas: Alguns sintomas gastrointestinais em pessoas hipersensíveis podem causar ligeira diarréia, em outras algumas erupções. No entanto, na maioria dos casos, não se torna necessário suspender o uso, pois algum tempo este estado tende a normalizar-se.

------------------------

Cálcio de Ostra Vital Natus.

Cálcio de Ostra Vital Natus
Cálcio de Ostra 590mg (60 cápsulas)
O Cálcio é um dos minerais mais essenciais ao nosso organismo. No nosso corpo cerca de 99 % do cálcio se encontra armazenado nos ossos e dentes. Como não produzimos cálcio, dependemos de uma alimentação rica desse mineral. Quando o cálcio que ingerimos é insuficiente, o organismo é obrigado a retirá-lo dos ossos, que se enfraquecem, podendo inclusive se quebrar.
Cálcio de Ostra 590mg (60 cápsulas)
Para uma vida mais saudável e um corpo em forma é recomendado a prática de atividades físicas regulares e a adoção de uma alimentação balanceada.

------------------------

Saiba mais sobre o Cálcio.

Saiba mais sobre o Cálcio:
O cálcio é o mineral com maior concentração no nosso organismo (1 kg a 1,5 kg). O cálcio e o Potássio juntos formam e mantêm dentes e os ossos sadios.
O cálcio e o magnésio, juntos, mantêm a saúde do sistema cardiovascular.
20% do cálcio contido nos ossos é reabsorvido e substituído a cada ano.
Cálcio, ferro, magnésio e chumbo competem pela absorção e fixação do osso.
Para absorver o cálcio, o organismo deve dispor de vitamina D em quantidade suficiente para facilitar a absorção intestinal.

Principais funções do cálcio no nosso organismo:
- manter: fortes e saudáveis os dentes e ossos; a coagulação do sangue (ativa a protrombina); normal a pressão arterial; o ritmo sinusal; a contratibilidade muscular;
- diminuir a insônia;
- ajudar: a metabolizar o ferro do organismo; o sistema nervoso, especialmente na transmissão de impulsos;
- proteger contra o câncer do colo retal.

Principais fontes naturais: leites e derivados, queijos, soja, sardinha, salmão, amendoim, nozes, sementes de girassol, feijão, repolho crespo, brócolis, e couve. Fígado de vitela, germe de trigo, levedo de cerveja, galinha, óleo de milho, mexilhões, cogumelos, pimenta preta, fígado e grãos integrais.

Doenças causadas por carência de cálcio: raquitismo, osteomalácia, osteoporose.

Condições em que o organismo retira cálcio dos ossos: excesso de vitamina. D; excesso de fósforo alimentar (refrigerantes, enlatados); metabolismo glicídio alterado; alcoolismo; vida sedentária; acidose metabólica; ingestão excessiva de proteínas; hiperparatireoidismo - hipertireoidismo; exposição a metais pesados; consumo excessivo de café, chocolate, chá, vinhos; baixa calcitonina (hipotireoidismo); uso crônico de diuréticos, estimulante (cafeína); baixa de estrogênios; má absorção de magnésio- acloridria; metabolismo alterado da vitamina. D; Sódio elevado; baixos índices de vitamina C; lesão renal ou hepática crônica;

Doenças causadas pelo excesso de consumo:
Doses diárias acima de 2.000 mg podem levar à hipercalcemia, causar prisão de ventre e aumentar o risco de infecções do trato urinário.

Benefícios do uso de suplementos de cálcio:
- alívio de dores nas costas com suplementos de cálcio quelato ou de citrato de cálcio;
- alívio de cólicas menstruais;
- alívio das dores do crescimentos nos adolescentes;
- prevenir câncer de cólon e reto;
- reduz o colesterol e ajudar a prevenir doenças cardiovasculares;
- ajudar o sistema nervoso (tranqüilizante natural);
- ajudar a aliviar câimbra;
- tratamento e prevenção da artrite;
- manter a pele saudável.

Observações:
- os hipoglicêmicos devem consumir mais cálcio (1.000 a 1.500 g de citrato de cálcio, para melhor absorção);
- refrigerantes em excesso (que possui alto teor de fósforo) esgota as reservas de cálcio aumentando a chance de osteoporose;
- o cálcio é mais eficaz se ingerido junto com as vitaminas A, C, D, Fe, magnésio e fósforo;
- cálcio, magnésio, vitamina D, boro (3 mg/dia), combinados, ajudam na prevenção de osteoporose.
O cálcio pode prejudicar a eficácia da tetraciclina.
Grandes quantidades de gordura, ácido oxálico (encontrado no chocolate, espinafre, acelga, salsa, beterraba, ruibarbo) e ácido fítico (presentes nos grãos) podem impedir a correta absorção do cálcio.
A dose diária de adultos: 800 à 1200 mg. Na gravidez deve ser de 1200 à 1400 mg.
Quando o nível de cálcio abaixa no organismo ele retira cálcio dos osso para manter os níveis estáveis.

Causas de baixos níveis de Cálcio: deficiência de ingestão, excesso de Potássio ou de cafeína, sedentarismo, pouco contato com a luz solar, idade avançada, má absorção intestinal, alergias alimentares.

Sintomas de deficiência de cálcio: osteoporose, osteomalácia, ansiedade, otoesclerose, parestesias, insônia e nos casos graves: tetania.

Aumentam a absorção de cálcio pelo organismo: lactose, lisina e glicina.

Diminui a absorção de cálcio pelo organismo: excesso de fósforo, deficiência de vitamina D, Dieta rica em fibras, hipocloridria, ácido oxálico (tomates, espinafre, derivados do cacau), proteínas e gorduras em excesso.

Aumentam a excreção de cálcio pelo organismo: cafeína, sal (Sódio cloro) e sedentarismo.

Metabolismo ósseo: O magnésio compete pela absorção e fixação no osso. A complementação de ser feita na proporção: 2 cálcio : 1 magnésio.
As tetracilinas e penicilinas funcionam como quelantes do cálcio: seu uso excessivo na gravidez pode ocasionar má formação óssea e má dentição do bebê.
Baixos níveis de estrogênios provocam deslocações do cálcio ósseo.
Indicações dosagem diárias de 300 mg para para prevenção de: osteoporose, câncer de colo, hipertensão arterial sistêmica e cãibras.
A anamnese e os exames para diagnóstico (RX, densitometria) podem confirmar problemas ósseos (rarefação, osteoporose) mesmo com o resultado de cálcio elevado no mineralograma.
O cálcio elevado pode ser conseqüência da deficiência plasmática do mineral ou do balanço negativo - ca intracelular > do ca extracelular. Embora seja paradoxal, muitas vezes o valor elevado de cálcio nos cabelos deve - se a baixos níveis plasmáticos.
Os valores elevados de cálcio no mineralograma podem significar: osteoporose, rarefação óssea, artrite, doença periodontal, bursite, hipertireoidismo, exposição a RX, calcificação de tecidos moles (artérias, tendões). Desenvolve cálculos renais. Gera deficiência de magnésio e tensão pré - menstrual.

------------------------

Suplementos

  • RIPP ABS

    Suplementos


    Noticia painel seguro