------------------------

Carbocisteína.

informe dito no texto Escova progressiva com uso de formol, o uso de formol em tratamentos que prometem alisar os cabelos é totalmente proibido pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e constitui um crime hediondo. O uso de glutaraldeído ou glutaral também é proibido para tal finalidade, em virtude de sua semelhança química com o formol, apresentando os mesmos riscos e restrições.

Mas agora existe outra substância que vem ganhando muita fama nos salões de beleza, prometendo alisar os cabelos sem causar dano nenhum à pessoa. Trata-se da carbocisteína. Será que isso é realmente verdade?

Bem, a carbocisteína é uma substância à base de aminoácidos e vegetais, é derivada do aminoácido L-Cisteína, um dos aminoácidos que compõem a queratina natural do nosso cabelo. A fórmula da cisteína e a da carbocisteína estão mostradas abaixo:

Fórmulas da cisteína e da carbocisteína

O formato dos cabelos depende da combinação de forças que atuam na queratina, entre essas forças estão as pontes de enxofre (pontes de dissulfeto).

Pontes de dissulfeto no cabelo

Para quebrar essas pontes e assim tornar possível a mudança no formato do cabelo, é necessário um agente redutor, como o ácido tioglicólico ou tiol-acético (HS ─ CH2 ─ COOH), soltando os fios de proteínas:

Processo de separação de pontes de enxofre realizado por ácido tioglicólico

Depois é necessário um agente oxidante para regenerar as pontes de enxofre, só que no novo formato, com posições novas.

Assim, a carbocisteína atua de forma semelhante ao ácido tioglicólico (tioglicolato), quebrando as pontes de enxofre. Mas é importante ressaltar que ela sozinha não consegue alisar os cabelos como prometido, é preciso também um agente oxidante. E é aí que mora o perigo, pois para conseguir esse efeito desejado, algumas fórmulas misturam ácido glioxílico e até mesmo formol à fórmula como agentes oxidantes. Desse modo, algumas clientes acabam sendo enganadas, e os riscos são os mesmos.

------------------------

carbocisteína X alisamento capilar.

carbocisteína X alisamento capilar
Desde que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) proibiu o uso do formol como alisante capilar devido ao seu potencial cancerígeno, vira e mexe surgem boatos sobre um substituto saudável à altura. A bola da vez é a carbocisteína, mas, ao contrário do que muita gente pensa, ela não tem a capacidade de esticar o fio.

"A substância produzida em laboratório hidrata e promove um realinhamento capilar, deixando o cabelo mais solto. Mas, para dizer que ela alisa, algumas empresas a associam ao gluteraldeído, que é da mesma família do formol. E, apesar de ainda não ter estudos que comprovem que esse ativo é nocivo à saúde, é sempre bom ter cautela", recomenda a farmacêutica Mika Yamaguchi, de São Paulo.

Vale lembrar que a carbocisteína é um dos aminoácidos que formam a queratina, o principal componente do cabelo, e responsável pelas pontes cisteínicas que fazem com que os fios tenham a ondulação natural ¿ quanto mais pontes cisteínicas uma mulher tem, mais encaracolado o cabelo dela é. Para alisá-lo, é preciso quebrar essas pontes, o que é feito pelo formol e seus derivados.

Para não ter problemas, a farmacêutica Mika Yamaguchi recomenda tomar estas três atitudes:
1. Lançar mão de alisantes aprovados pela Anvisa, aí incluídos a etanolamina, a guanidina, os hidróxidos e o tioglicolato de amônia.

2. Pedir para o cabeleireiro deixar você ver o produto que vai ser aplicado e procurar no rótulo os ingredientes da fórmula e o registro da Anvisa.

3. Lavar imediatamente a cabeça e procurar um médico se, durante a aplicação da química, você tiver ardor, queimadura, descamação, visão embaçada, lacrimejamento, dor de garganta, irritação no nariz, tosse, vertigem, dificuldade para respirar, que são alguns dos efeitos colaterais do formol.

------------------------

CARBOCISTEINA xarope.

CARBOCISTEINA xarope
USO PEDIÁTRICO OU ADULTO

COMPOSIÇÃO - CARBOCISTEINA xarope

Cada 5 mL do Xarope pediátrico contém:
Carbocisteína mg
Veículo q.s.p. mL
(sacarose, sorbitol, metilparabeno, propilparabeno, hidróxido de sódio, aromas de baunilha e cereja, corante vermelho Ponceaux 4R e água deionizada)

Cada 5 mL do Xarope adulto contém:
Carbocisteína mg
Veículo q.s.p. mL
(sacarose, sorbitol, metilparabeno, propilparabeno, hidróxido de sódio, aroma de banana, corante caramelo B e água deionizada)
INFORMAÇÕES AO PACIENTE - CARBOCISTEINA xarope

Ação esperada do medicamento: Carbocisteína ajuda na fluidificação e na eliminação das secreções que se depositam nas vias respiratórias.
Cuidados de armazenamento: Conservar o produto em temperatura ambiente (entre 15 e 30 ºC).
Prazo de validade: 24 meses a partir da data de fabricação, que pode ser verificado na embalagem externa do produto. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
Gravidez e lactação: Informe seu médico a ocorrência de gravidez durante o tratamento ou após o seu término. Informe ao médico se está amamentando.
Cuidados de administração: Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
Interrupção do tratamento: Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
Reações adversas: Informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis tais como enjôos, diarréia, desconforto gástrico, sangramento gastrointestinal, alergia, tontura, insônia, dor de cabeça ou quaisquer outras que porventura venham a ocorrer durante o uso do produto.

------------------------

Conheça a escova de carbocisteína que não leva formol.

Conheça a escova de carbocisteína que não leva formol
A escova de carbocisteína promete fazer sucesso nos salões de beleza. Sem formol, ela alisa o cabelo e não prejudica a saúde dos fios
Essa novidade promete fazer sucesso nos salões de beleza. "A escova de carbocisteína, uma substância à base de aminoácidos e vegetais, alisa e dá brilho aos fios, sem causar danos à saúde", afirma Antônia Oliveira, cabeleireira da Ophicina do Cabelo, do Rio de Janeiro.

5 dúvidas sobre a nova escova

Qual a diferença entre carbocisteína e formol?
O formol age só na superfície, causando a quebra dos fios. Já a carbocisteína penetra na parte interna do cabelo, tratando-o profundamente. "Ao contrário do formol, a nova escova não faz mal à saúde, não libera cheiro ou fumaça nem irrita os olhos", explica Rita Abreu, gerente de marketing da marca Avlon, fabricante do novo produto.

Qual o resultado?
"Ela reduz o volume, hidrata e dá brilho ao cabelo. E, se feita gradativamente, alisa e dá caimento aos fios", conta Antônia. Por isso, para quem quer um resultado de alisamento progressivo, ela deve ser refeita a cada três meses.

Ela alisa até o afro?
Sim, ela dá ótimos resultados em todos os tipos de cabelos. Até mesmo o cabelo branco, sempre rebelde, fica liso e disciplinado com o tratamento.

O produto pode ser aplicado apenas na metade do fio, deixando a raiz lisa e as pontas cacheadas?
"Sim. O produto pode ser usado de várias formas, depende do desejo da cliente. Este é o único tratamento que modela o cabelo como quiser: liso, ondulado ou cacheado", comenta Antônia.

------------------------

Suplementos

  • RIPP ABS

    Suplementos


    Noticia painel seguro