------------------------

Cartilagem de Tubarão.

CARTILAGEM DE TUBARÃO - SHARK CARTILAGE VITAMINLIFE 60 caps (Articulações e Artrose)

O QUE É: CARTILAGEM DE TUBARÃO - SHARK CARTILAGE é um suplemento mineral à base de cartilagem de tubarão. A cartilagem de tubarão é um composto naturalmente rico em minerais, principalmente o cálcio e o fósforo.

A Cartilagem de Tubarão é um Suplemento Mineral auxiliar nos processos de osteoartrite, artrose e degeneração muscular. Traz efeitos benéficos sobre a flexibilidade das articulações e redução da dor nos processos de osteoartrose. É importante no desenvolvimento e manutenção dos ossos e tecidos calcificados.

A CARTILAGEM de TUBARÃO é um complexo protéico formado por proteínas, mucopolissacarídeos como o sulfato de condroitina e de glicosaminas, além de substâncias minerais como o fósforo e cálcio produzidos por células conhecidas como condrócitos.

APRESENTAÇÃO DA CARTILAGEM DE TUBARÃO SHARK CARTILAGE: 60 cápsulas - 350 mg

MODO DE USAR A CARTILAGEM DE TUBARÃO SHARK CARTILAGE: 03 cápsulas ao dia, de preferência com as refeições ou conforme orientação do médico ou nutricionista.

Atenção: Pessoas hipersensíveis a peixes e produtos de pesca devem evitar o consumo deste produto.

------------------------

A cartilagem de tubarão é um suplemento.

A cartilagem de tubarão é um suplemento alimentar que tem apresentado resultados bastante promissores para auxiliar nos processos de osteoartrite, artrose e degeneração muscular.

A Cartilagem de Tubarão traz efeitos benéficos sobre a flexibilidade das articulações e redução da dor nos processos de osteoartrose, devem-se a presença dos mucopolissacarídeos, sulfatos de condroitina e glucosamina presentes na matriz protéica.

A Cartilagem de Tubarão apresenta também a proporção ideal de cálcio e fósforo para serem mais bem absorvidos pelo nosso organismo, ou seja, duas moléculas de cálcio para uma de fósforo, esta relação permite um aumento da fixação do cálcio nos ossos.

A artrite reumatóide é uma doença inflamatória que afeta inicialmente as junturas do corpo. Defeitos de articulação, perda muscular e destruição de ossos e cartilagens estão associados a esta moléstia. A artrite reumatóide varia quanto à sua gravidade, de um incômodo relativamente trivial que acontece um vez e nunca mais, a uma condição crônica que envolve uma ou várias juntas, até uma forma que ocasiona completa invalidez.

------------------------

Benefícios da Cartilagem de Tubarão.

Benefícios da Cartilagem de Tubarão

1. Doenças Degenerativas
O sistema imunitário do tubarão é constituído por uma grande quantidade de anticorpos poderosos em circulação, e é muito pouco provável que um tubarão desenvolva as infecções mais comuns (mesmo em condições de baixa salubridade). Por exemplo, a cartilagem de tubarão contém uma substância que inibe, significativamente, o crescimento de novos vasos sanguíneos (angiogénese) que alimentam a formação de um novo tumor, limitando, deste modo, o seu desenvolvimento e, podendo mesmo, conduzir à morte das células tumorais. A proteína contida na cartilagem é a fracção que apresenta o maior efeito sobre a angiogénese e possui uma das mais elevadas percentagens de proteína (45%)

2. Doenças Reumáticas
A dor causada por algumas doenças reumáticas é essencialmente devida à resposta inflamatória. CARTILAGEM DE TUBARÃO contém uma elevada percentagem de mucopolissacáridos (sulfato de condroitina e sulfato de glucosamina) , os quais combatem a inflamação. Destes compostos, o sulfato de condroitina é um dos principais. As investigações científicas há muito que demonstraram que o sulfato de condroitina pode ajudar a controlar a inflamação. Por outro lado, a resposta inflamatória também depende da angiogénese – fluxo de sangue que irriga a área afetada, sendo um anti-inflamatório natural, poderá ser um auxiliar precioso no tratamento das doenças reumáticas.

3. Outras Afecções
Certas afecções oftálmicas, tais como a retinopatia diabética e a degeneração da mácula, são caracterizadas pelo desenvolvimento de novos pequenos vasos sanguíneos, dentro do olho, os quais ao sofrerem rupturas, conduzem à cegueira. A CARTILAGEM DE TUBARÃO pode inibir esta nova vascularização.

------------------------

Cartilagem de Tubarão Tiaraju.

Cartilagem de Tubarão Tiaraju
Cartilagem de Tubarão
Auxiliar na reposição de proteínas, carboidratos e minerais como cálcio, fósforo e magnésio

Informações - Cartilagem de Tubarão
A Cartilagem de Tubarão é um composto rico em proteínas, carboidratos e minerais como cálcio e fósforo. Apresenta a proporção ideal de cálcio e fósforo para ser mais bem absorvido pelo nosso organismo.

Cartilagem Tubarão Cápsula
Cartilagem de Tubarão, 120 Cáp. 400 mg Phytomare
Composição: Cartilagem de tubarão. Cada cápsula contém 1 kcal, 168 mg de proteínas, 1 mg de gorduras totais, 88 mg de cálcio, 5 mg de sódio e 40 mg de fósforo. 60 Cáp. de 400 mg.
Categoria: Alimento.
Registro no MS: 6.2358.0015.
Sugestão de uso: 2 a 3 cápsulas ao dia, antes das principais refeições.

A CARTILAGEM de TUBARÃO é um complexo protéico formado por proteínas, mucopolissacarídios como o sulfato de condroitina e de glicosaminas, além de substâncias minerais como o fósforo e cálcio produzidos por células conhecidas como condrócitos.

A cartilagem de tubarão é um suplemento alimentar que tem apresentado resultados bastante promissores para auxiliar nos processos de osteoartrite, artrose e degeneração muscular. Seus efeitos benéficos sobre a flexibilidade das articulações e redução da dor nos processos de osteoartrose, devem-se a presença dos mucopolissacarídios, sulfates de condroitina e glucosamina presentes na matriz protéica.

Apresenta também a proporção ideal de cálcio e fósforo para serem mais bem absorvidos pelo nosso organismo, ou seja, duas moléculas de cálcio para uma de fósforo, esta relação permite um aumento da fixação do cálcio nos ossos.
xxxxxxxxxx

Segundo o www.plantamed.com.br:
Fonte de proteínas e minerais como o cálcio e o fósforo, presentes naturalmente nas cartilagens.
Funções do fósforo: formação de ossos e dentes (junto com o cálcio).
Constituinte dos lipídios proteínas, enzimas, vitaminas e do ATP (molécula que gera energia para o corpo).
Principais fontes: carnes vermelhas, de aves e de peixes; ovos, leite e derivados, cereais, feijão, ervilha, etc.

Saiba mais sobre o Cálcio:
O cálcio é o mineral com maior concentração no nosso organismo (1 kg a 1,5 kg).
O cálcio e o Potássio juntos formam e mantêm dentes e os ossos sadios.
O cálcio e o magnésio, juntos, mantêm a saúde do sistema cardiovascular.
20% do cálcio contido nos ossos é reabsorvido e substituído a cada ano.
Cálcio, ferro, magnésio e chumbo competem pela absorção e fixação do osso.
Para absorver o cálcio, o organismo deve dispor de vitamina D em quantidade suficiente para facilitar a absorção intestinal.

Principais funções do cálcio no nosso organismo:
- manter: fortes e saudáveis os dentes e ossos; a coagulação do sangue (ativa a protrombina); normal a pressão arterial; o ritmo sinusal; a contratibilidade muscular;
- diminuir a insônia;
- ajudar: a metabolizar o ferro do organismo; o sistema nervoso, especialmente na transmissão de impulsos;
- proteger contra o câncer do colo retal.

Principais fontes naturais: leites e derivados, queijos, soja, sardinha, salmão, amendoim, nozes, sementes de girassol, feijão, repolho crespo, brócolis, e couve. Fígado de vitela, germe de trigo, levedo de cerveja, galinha, óleo de milho, mexilhões, cogumelos, pimenta preta, fígado e grãos integrais.

Doenças causadas por carência de cálcio: raquitismo, osteomalácia, osteoporose.

Condições em que o organismo retira cálcio dos ossos: excesso de vitamina. D; excesso de fósforo alimentar (refrigerantes, enlatados); metabolismo glicídio alterado; alcoolismo; vida sedentária; acidose metabólica; ingestão excessiva de proteínas; hiperparatireoidismo - hipertireoidismo; exposição a metais pesados; consumo excessivo de café, chocolate, chá, vinhos; baixa calcitonina (hipotireoidismo); uso crônico de diuréticos, estimulante (cafeína); baixa de estrogênios; má absorção de magnésio- acloridria; metabolismo alterado da vitamina. D; Sódio elevado; baixos índices de vitamina C; lesão renal ou hepática crônica;

Doenças causadas pelo excesso de consumo:
Doses diárias acima de 2.000 mg podem levar à hipercalcemia, causar prisão de ventre e aumentar o risco de infecções do trato urinário.

Benefícios do uso de suplementos de cálcio:
- alívio de dores nas costas com suplementos de cálcio quelato ou de citrato de cálcio;
- alívio de cólicas menstruais;
- alívio das dores do crescimentos nos adolescentes;
- prevenir câncer de cólon e reto;
- reduz o colesterol e ajudar a prevenir doenças cardiovasculares;
- ajudar o sistema nervoso (tranqüilizante natural);
- ajudar a aliviar câimbra;
- tratamento e prevenção da artrite;
- manter a pele saudável.

Observações:
- os hipoglicêmicos devem consumir mais cálcio (1.000 a 1.500 g de citrato de cálcio, para melhor absorção);
- refrigerantes em excesso (que possui alto teor de fósforo) esgota as reservas de cálcio aumentando a chance de osteoporose;
- o cálcio é mais eficaz se ingerido junto com as vitaminas A, C, D, Fe, magnésio e fósforo;
- cálcio, magnésio, vitamina D, boro (3 mg/dia), combinados, ajudam na prevenção de osteoporose.
O cálcio pode prejudicar a eficácia da tetraciclina.
Grandes quantidades de gordura, ácido oxálico (encontrado no chocolate, espinafre, acelga, salsa, beterraba, ruibarbo) e ácido fítico (presentes nos grãos) podem impedir a correta absorção do cálcio.
A dose diária de adultos: 800 à 1200 mg. Na gravidez deve ser de 1200 à 1400 mg.
Quando o nível de cálcio abaixa no organismo ele retira cálcio dos osso para manter os níveis estáveis.

Causas de baixos níveis de Cálcio: deficiência de ingestão, excesso de Potássio ou de cafeína, sedentarismo, pouco contato com a luz solar, idade avançada, má absorção intestinal, alergias alimentares.

Sintomas de deficiência de cálcio: osteoporose, osteomalácia, ansiedade, otoesclerose, parestesias, insônia e nos casos graves: tetania.

Aumentam a absorção de cálcio pelo organismo: lactose, lisina e glicina.

Diminui a absorção de cálcio pelo organismo: excesso de fósforo, deficiência de vitamina D, Dieta rica em fibras, hipocloridria, ácido oxálico (tomates, espinafre, derivados do cacau), proteínas e gorduras em excesso.

Aumentam a excreção de cálcio pelo organismo: cafeína, sal (Sódio cloro) e sedentarismo.

Metabolismo ósseo:
O magnésio compete pela absorção e fixação no osso.
A complementação de ser feita na proporção: 2 cálcio X 1 magnésio.
As tetracilinas e penicilinas funcionam como quelantes do cálcio: seu uso excessivo na gravidez pode ocasionar má formação óssea e má dentição do bebê.
Baixos níveis de estrogênios provocam deslocações do cálcio ósseo.
Indicações dosagem diárias de 300 mg para para prevenção de: osteoporose, câncer de colo, hipertensão arterial sistêmica e cãibras.
A anamnese e os exames para diagnóstico (RX, densitometria) podem confirmar problemas ósseos (rarefação, osteoporose) mesmo com o resultado de cálcio elevado no mineralograma.
O cálcio elevado pode ser conseqüência da deficiência plasmática do mineral ou do balanço negativo - ca intracelular > do ca extracelular. Embora seja paradoxal, muitas vezes o valor elevado de cálcio nos cabelos deve - se a baixos níveis plasmáticos.
Os valores elevados de cálcio no mineralograma podem significar: osteoporose, rarefação óssea, artrite, doença periodontal, bursite, hipertireoidismo, exposição a RX, calcificação de tecidos moles (artérias, tendões). Desenvolve cálculos renais. Gera deficiência de magnésio e tensão pré - menstrual.
Pessoas hipersensíveis a peixes e produtos da pesca devem evitar o consumo deste produto.
Gestantes, nutrizes e crianças de até 3 anos, somente devem consumir este produto sob orientação de nutricionista ou médico.

------------------------

Suplementos

  • RIPP ABS

    Suplementos


    Noticia painel seguro