------------------------

DOLOMITA EM PÓ.

Para uso via oral serve para: osteoporose, dor reumática, dor muscular, dor lombar, cãibra, fraqueza, artrite, anemia, Insônia e estresse.

Para uso tópico externo serve para: úlcera varicosa, ferida de herpes, ferida do diabético, máscara facial, assadura, escaras, olheiras e pés pretos.

Prevenindo a osteoporose você melhora a capacidade funcional. Osteoporose é o aumento da porosidade do osso devido a sua descalcificação (perda da massa óssea). Essa doença deixa o osso mais frágil, fazendo com que ele se quebre com facilidade. O osso é uma estrutura viva, composta principalmente de cálcio. Exercícios e exposição moderada ao sol auxiliam na fixação do cálcio.

Uma em cada três mulheres tem ou terá osteoporose. Porém esse problema não é exclusivo das mulheres.

DOLOMITA
È registrada no Ministério da Saúde como Alimento Funcional e Nutricional.
Dolomita não é remédio é muito mais que isso, é uma das únicas com um alto grau de pureza, livres de metais pesados.
Sua função é fortalecer o sistema imunológico e normalizar o metabolismo. É por isso que ela se torna muito mais importante que os remédios.

Dolomita é natural e alivia as dores devido a sua ação analgésica.
Embora muitos desconheçam que esse suplemento mineral é também usado externamente com muito sucesso em diversas aplicações. Isto porque esse importante mineral tem participação na absorção de outros nutrientes.
Seus efeitos têm sido surpreendentes, porém convém lembrarmos que esta, e outros agentes da natureza, embora tão benéficos, não constituem por si só a base para um tratamento. É indispensável associar a um estilo de vida saudável: alimentar-se devidamente, praticar exercícios físicos, fazer uso da água, respirar corretamente ar puro, expor-se de maneira adequada à luz solar, ter momentos de repouso, observar temperança em todas as coisas.

------------------------

Dolomita em Pó Vital Natus.

Dolomita em Pó Vital Natus
A Dolomita é extraída de rochas de origem calcária, e é composta principalmente de carbonato de cálcio e magnésio, favorecendo a absorção desses minerais pelo organismo. O cálcio participa na formação dos dentes, ossos, cartilagens e músculos, transmitem impulsos nervosos e permite o crescimento e desenvolvimento normal do ser humano.

O Magnésio contribui na regularização dos níveis de cálcio no organismo, fortalecendo nervos e músculos.
Para uma vida mais saudável e um corpo em forma é recomendada a prática de atividades físicas regulares e a adoção de uma alimentação balanceada.

------------------------

BENEFICÍOS E USOS DOLOMITA.

BENEFICÍOS E USOS DOLOMITA

Indicação: artrite, artrose, processos inflamatórios, tremores, osteoporoses, (recupera a massa ósea) bursite, reumatismo, gota, amigdalite, gripe, rinite, sinusite, dor de garganta, herpes, cólicas menstruais, miomas, dor de cabeça, enxaqueca, tendinite, DORT ( dores ocupacionais por repetição no trabalho).
Também nas doenças agudas da pele como eczemas, erisipela. Nas doenças crônicas da pele psuriase e alergias.
Suplementa a carência do cálcio e Magnésio que atuam no sistema nervoso, e é calmante. Strees, cansaço físico e mental, perda de memória, déficit de atenção, hiperatividade, nervosismo, irritabilidade, insônia.
Desordens no sistema digestivo, gastrite, enjôo na gravidez, ulceras gástricas, flatulência, colite, hemorróidas, fissuras.
Desordens do sistema cardiovascular, trombose, diminui a pressão sanguinea, aumenta o desempenho do sistema cardiovascular.

História
O uso medicinal da argila é antigo. Ela estava presente na cosmetologia egípcia. Babilônios, assírios e chineses a utilizavam em problemas digestivos. Avicena, o "príncipe dos médicos", fala da argila, assim como Homero e Hipócrates, o "pai da medicina", a usava interna e externamente.
Talvez o pouco uso da geoterapia se deva à contaminação ambiental, o que restringe o local de coleta a áreas virgens, longe de plantações (por causa de agrotóxicos) e esgotos. A argila deve ser retirada de, no mínimo, 1 metro de profundidade, peneirada e guardada em recipiente não metálico. Algumas vezes deve ser exposta ao sol, antes do uso.
No cenário moderno da geoterapia surge a dolomita, carbonato duplo de cálcio e magnésio, rocha descoberta pelo geólogo francês Deodat Dolmieu, nos Alpes tiroleses (1750- 1801). Desde 1930, é analisada para tratamento de osteoporose. É branca, podendo chegar a uma textura finíssima, o que favorece a absorção.

------------------------

Dolomita, Cálcio e Magnésio Nutryervas.

Dolomita, Cálcio e Magnésio Nutryervas
A dolomita é extraída de rochas de origem calcária, sendo purificada por processos tecnológicos adequados, a fim de eliminar contaminantes biológicos e químicos, como os metais pesados.
A dolomita é composta principalmente de carbonato de cálcio e magnésio numa proporção ideal (2:1), favorecendo a absorção desses minerais pelo organismo.
É como fonte de cálcio e magnésio.

O Cálcio da Dolomita participa na formação dos dentes, ossos, cartilagens e músculos, transmite impulsos nervosos, e permite o crescimento e desenvolvimento normal do ser humano. A carência deste mineral provoca irritabilidade, nervosismo, convulsões e cãibras.

O Magnésio da Dolomita contribui na regularização dos níveis de cálcio no organismo, fortalece nervos e músculos, auxiliando portanto nos batimentos cardíacos, na regularização da pressão sanguínea.

------------------------

Suplementos

  • RIPP ABS

    Suplementos


    Noticia painel seguro