------------------------

EQUINACEA.

A PODEROSA ARMA CONTRA GRIPES E RESFRIADOS
A equinácea é uma planta nativa americana e um dos fitoterápicos mais conhecidos e utilizados na Europa e Estados Unidos na prevenção e gripes e resfriados. Ela foi popularizada em 1870, quando H.C.F. Meyer, um médico alemão, patenteou uma fórmula conhecida como Purificador do sangue Meyer. Nos Estados Unidos, a partir de 1887 passou a ser empregada oficialmente pela medicina; sendo que em 1914, foi citada pela primeira vez como imunoestimulante.

Desde então, medicamentos contendo extratos da planta do gênero Equinácea têm sido utilizados tanto sob receituário médico quanto de venda livre em vários países europeus, para prevenção e tratamento de gripes e resfriados.

Sua ação sobre os mecanismos de defesa, já confirmada em diversos trabalhos científicos, tornam a equinácea a planta imunoestimulante mais estudada do mundo. Fortalece a habilidade do organismo em resistir a infecções, tanto bacterianas quanto virais, além de intoxicações.

A equinácea vem se destacando no mercado fitoterápico internacional como a melhor opção terapêutica de prevenção e tratamento de doenças causadas por baixa imunidade como é o caso de gripes e resfriados.

IMUNOESTIMULANTE

Existem muitos fatores no nosso dia-a-dia que podem desequilibrar o nosso organismo e o sistema imunológico, como o estresse da vida moderna, poluição e abuso de medicamentos. A mais importante indicação da equinácea é a de atuar como imunoestimulante, aumentando a defesa do organismo em pacientes submetidos à quimioterapia, prevenindo infecções e doenças temporárias como gripes, resfriados, abscessos, bronquite, herpes, dor de garganta, dentre outras.

A equinácea já estabeleceu sua marca na medicina, principalmente em estudos europeus, como um "imunoestimulante" que fortalece o organismo contra agentes infecciosos de todos os tipos, vírus ou bactérias.

A equinácea não elimina diretamente ou incapacita as bactérias infecciosas. Contudo, pesquisas recentes sugerem que a equinácea ataca diretamente o vírus, o que a torna uma raridade entre os remédios de todos os tipos, inclusive os farmacêuticos.

------------------------

Veja para que serve Equinacea.

Veja para que serve Equinacea
A Equinácea é uma planta originária da América do Norte, sendo utilizada a séculos pelos indígenas como cicatrizante de ferimentos e para neutralizar o veneno de cobras. Com a chegada dos colonizadores europeus, estes também passaram a se valer das virtudes desta planta, e rapidamente a incluíram em seu arsenal terapêutico. Os resultados eram tão impressionantes, que rapidamente estava sendo difundida pela Europa como um excelente medicamento para qualquer tipo de doenças infecciosas.

O gênero Echinacea possui 9 espécies, sendo que apenas 3 (Echinacea angustifolia, E. purpurea e E. pallida ) são utilizadas como plantas medicinais. Normalmente possuem porte baixo, chegando a 60 cm de comprimento, muito parecidas a uma touceira de margarida. Apresentam flores de extrema beleza, com pétalas de coloração púrpura voltadas para baixo, e muito visitada por insetos polinizadores, principalmente pelas abelhas que vão atrás de seu rico néctar e pela abundância de pólen. Como droga pode-se utilizar praticamente a planta toda, desde as raízes até as partes aéreas.

Com o surgimento dos antibióticos esta planta foi deixada de lado, quase que caiu no esquecimento. Mas agora com o retorno das terapias menos invasivas e mais naturais, a Equinácea voltou a ocupar um lugar de destaque na fitoterapia. Atualmente é uma das plantas mais produzidas e comercializadas no mundo todo. No Brasil sua entrada é relativamente recente. O preço muito caro a impedia de se tornar mais popular, mas com cultivos comerciais realizados por pessoas responsáveis aqui no Brasil, tem conseguido abaixar o preço de maneira significativa, podendo um número maior de pessoas se beneficiarem de suas qualidades terapêuticas.

Mas quais são as virtudes terapêuticas desta planta?

Na verdade ela age como um antibiótico natural e um grande imunoestimulante, ajudando a combater bactérias, fungos, vírus e outros tipos de agentes causadores de doenças. A Equinácea estimula de várias formas o sistema imunológico do organismo, que é fundamental para combater as doenças infecciosas. Além disso aumenta a produção de uma substância denominada de interferon, que é um agente anti-viral. Porém, como estes efeitos são por um período muito curto, recomenda-se utilizar a Equinácea várias vezes ao dia. Além disso não se recomenda o uso por mais de 2 meses seguidos, pois o organismo não responderá mais com a mesma intensidade. Nestes casos recomenda-se ficar 1 ou 2 semanas sem seu consumo ou então substituir por outra planta, com as mesmas qualidades, como o Cogumelo-do-Sol, Ganoderma, Ipê-Roxo ou qualquer planta com ação imunoestimulante.

------------------------

Equinácea – Echinacea purpurea.

Equinácea – Echinacea purpurea
A equinácea é uma planta herbácea, perene e muito florífera, conhecida no mundo todo tanto por seu efeito ornamental como por suas qualidades medicinais. Seu caule é ereto e ramificado, formando moitas densas e arredondadas. As folhas são lanceoladas a oval-lanceoladas, de cor verde escura, serrilhadas, ásperas e papiráceas. A floração é de longa duração e ocorre na primavera e verão. Suas inflorescências são do tipo capítulo, semelhantes às das Margaridas. Elas são compostas, hermafroditas, com o disco central amarelo-amarronzado e pétalas marginais nas cores rosa, lavanda ou branca, com diversas tonalidades entre essas cores, de acordo com a cultivar. A polinização é realizada por abelhas e borboletas. Os frutos são do tipo aquênio.

No paisagismo, a equinácea é excelente para a formação de bordaduras, maciços e em misturas com outras espécies de plantas. Ela confere uma atmosfera campesina, rural, ao jardim. Mas isso não significa que se deva evitá-la em jardins elegantes. É apenas uma questão de como utilizá-la. Maciços e bordaduras, em monocromias ou cores complementares resultam em jardins mais sofisticados, enquanto que composições coloridas, livres e alegres se aproximam mais de jardins estilo cottage ou country.

A equinácea também é muito rústica e de baixa manutenção. Em invernos mais rigorosos, a planta perde a folhagem, rebrotando com vigor na primavera. As flores são duráveis e podem ser utilizadas em arranjos florais e bouquets, assim como na forma de flores secas, acrescentando um ar campestre à decoração.

Deve ser cultivada preferencialmente sob sol pleno, em solos bem drenáveis, enriquecidos com matéria orgânica e irrigados regularmente. Não tolera encharcamentos. Depois de bem estabelecida, a planta torna-se bastante resistente a curtos períodos de estiagem. O corte das flores velhas, além de devolver a beleza à planta, estimula a floração subsequente. Suscetível ao besouro-japonês e às lesmas. Multiplica-se pela divisão da ramagem enraizada, estaquia de raízes, mas principalmente por sementes.

------------------------

EQUINÁCEA PLANTA PERENE.

EQUINÁCEA PLANTA PERENE
A Equinácea é uma planta perene da família das compostas, commumente conhecida como a família das margaridas.
Nativa da pradaria Norte Americana e abundante na zona oeste-central. Cultiva-se amplamente com fins ornamentais e medicinais.
As pétalas da flor caem a partir de um cone central composto por muitas florzinhas tubulares. A planta floresce do meio do Verão ao Outono. As cabeças das flores podem medir até 10cm de diâmestro. As folhas são de cor vere escura, opostas, inteiras, lanceoladas, dentadas e com pequenos pelos à sua volta. As folhas superiores são mais estreitas e estão agarradas ao caule. As folhas inferiores são mais estreitas e estão agarradas ao caule. As folhas inferioressão maiores, emergem directamente do caule e podem chegar a alcnçar até 20cm de comprimento.
UTILIZAÇÃO GERAL
Há três espécies de equinácea que são úteis medicinalmente. Echinacea Angustifolia, Echinacea Purpura e Echinacea Pallida. Toda a aplanta tem numerosas propriedades medicinais que actuam sinergicamente para conseguir os seus efeitos benéficos. A Equinácea utiliza-se sobretudo para fortalecer o sistema imune e lutar contra a infecção.

As investigações demonstraram que a equináces aumenta a produção de interferão no organismo. Este é antiséptico e animicrobiano, actua através de um aumento dos glébulos brancos disponíveis para destruir bactérias e retarda a difusão da infecção. Como depurativo, o extracto da planta limpa e purifica a corrente sanguínea e foi utilizada com eficiência para tratar furúnculos.
A Equinácea favorece o tratamento das feridas através da acção de uma substância química presente na raiz conhecida como glicósico ácido cafeico. Como imunomodelador, a equinácea actua gradualmente favorecendo uma alteração benéfica em todo o sistema. Utilizou-se também para tratar a infecção urinária e as infrcções por Candida Albicans.

A Equinácea é fabrifugae, portanto, útil para reduzir a febre, assim como para tratar as hemorróidas. Sob a forma de tintura ou de decocção forte, serve para lavagens bocais no tratamento da piorreia e da gengivite.
Os indios nativos da América do Norte utilizavam a equinácea com fins antissépticos, como remédio para as mordeduras de serpente, para matar a sede, para lavar as mãos e aumnetar a tolerância ao calor. Com a chegada dos antibióticos a planta peerdeu parte da sua popularidade.

Actualmente, são comercializados bálsamos, tinturas, chás e extractos que são fornecidos em doses standard.
Diversos estudos clínicos observaram que toda a planta possui propriedades medicinais com diferentes níveis de eficiência. A Equinácea é especilamente benéfica para o tratamento de infecções respiratórias do trato superior. Em alguns casos foi demonstrado que, a equinácea activa os macrófagos, que destroem as células do cancro e os patogénos, quando se toma depois dos tratamentos para o cancro.

Observou-se que um extracto da raiz, aumenta a produção no organismo, de glóbulos brancos. A Equinácea mostrou-se eficaz quando se toma ao começarem os sintomas da doença. Outras investigações demonstraram um efeito significativo da Equinácea Purpúrea para reduzir a duração e a gravidade das constipações e da gripe. Algumas referências herbáceas usam só a raiz como a parte medicinal e outras incluem as partes aéreas da planta, particularmente a folha. Os estudos de investigação realizados concluíram que toda a planta é eficaz medicinalmente. A maior parte dos estudos fizeram-se sobre as espécies de Echinacea Pallida e Echinacea Purpúrea. Todas as espécies de equinácea são ricas em vitaminas e minerais. A Equinácea é uma fonte herbácea de niacina, cromo, ferro, manganésio, selécio, sílica e zinco.

------------------------

Suplementos

  • RIPP ABS

    Suplementos


    Noticia painel seguro