------------------------

GENGIBRE ZINGIBER.

GENGIBRE Zingiber officinale

O gengibre tem sido usado como remédio medicinal e afrodisíaco há milhares de anos, sobretudo no Oriente. A medicina chinesa usa o gengibre para tratar muitas doenças. Ele é um ingrediente de inúmeras preparações. Os gregos e romanos também o incluíam nas suas porções.
Propriedades analgésica, antitérmico, antioxidante, afrodisíaco, carminativo, cefálico, expectorante, febrífugo, laxante, rubefaciente, estimulante (circulatório), estomáquico, sudorífico e tónico.
Aromaterapia no dia a dia
Diminui o excesso de umidade no catarro e na rinite e ameniza as dores de garganta e a sinusite.
Combate as doenças causadas pela umidade e baixa a febre, por estimular a transpiração.
É útil no edema e no reumatismo, quando o corpo pede mais calor.
Tonifica e acalma o sistema digestivo, estimula o apetite e, quando inalado, ajuda a aliviar o enjôo matinal e o enjôo provocado por viagens.
Estimula a circulação e pode atenuar a angina.
Numa massagem ou em compressas é bom para a artrite, dores musculares, incluindo as cãibras e os espasmos, bem como distensões e entorses, principalmente nas costas.
Ajuda a reduzir as frieiras, equilibra a taxa de colesterol no sangue e, até certo ponto, alivia as varizes.
Bom para contusões, feridas e antrax.
Reconfortante, cálido e animador.
Pode aguçar os sentidos e ajudar a memória.
Estimulante e estabilizador.
Sendo um poderoso tônico para os nervos, serve para amenizar a sensação de exaustão, principalmente quando usado em combinação com outros óleos.

------------------------

Efeitos do gengibre Zingiber em pacientes .

Efeitos do gengibre Zingiber officinale em pacientes
oncológicos tratados com quimioterapia
O câncer é um sério problema de saúde pública mundial
cujo tratamento inclui cirurgia, radioterapia e quimioterapia. Dentre os
principais efeitos dessas modalidades terapêuticas destacam-se náuseas,
vômitos, mucosite, estomatite dentre outros.
Objetivo: Investigar os efeitos do gengibre (Zingiber officinale) em
pacientes oncológicos tratados com quimioterapia.
Métodos: Trata-se de uma revisão da literatura, com ênfase nos últimos cinco anos, utilizando-se artigos científicos publicados em revistas
indexadas nas bases de dados Pubmed, Lilacs e Bireme, nos idiomas
português, inglês e espanhol.
Resultados: Observou-se, na literatura, que a caquexia é comum em
pacientes oncológicos e as principais manifestações clínicas são: anorexia,
perda ponderal involuntária, diminuição da capacidade funcional, depleção progressiva de massa magra e tecido adiposo. O tratamento do
câncer inclui cirurgia, radioterapia, quimioterapia, dentre outros, que
podem causar desconfortos como náuseas, vômitos, mucosite, estomatite, diarréia, e constipação, com impacto significativo sobre o estado
nutricional. Um dos principais componentes do gengibre, o [6]-gingerol,
inibe a promoção tumoral, indução de ornitina, produção do fator de
necrose tumoral (TNF-α), possui atividades antieméticas, antiinflamatórias e espasmolíticas; promove a secreção gástrica, estimula a salivação,
a circulação periférica e aumenta a motilidade gástrica.

------------------------

GENGIBRE Zingiber officinalis .

GENGIBRE - Zingiber officinalis
A origem do Gengibre é a Ásia, ilha de Java, da Índia e da China. Planta herbácea, com folhas inteiras, alongadas, verdes com 0,40 a 0,80 metro de altura. A parte aérea seca anualmente, mas o caule subterrâneo, o rizoma, é perene, tem formato cilíndrico e gemas para formação de brotos. Perene, porque pode sobreviver por vários anos. O rizoma é a parte comestível e explorada comercialmente. Existem diferenças na cor das folhas, no tamanho, nas dimensões e nos formatos dos rizomas, em diferentes variedades de Gengibre cultivados no Brasil.

INDICAÇÃO: Chá de Gengibre >>> Circulatório, tônico, asma, bronquite, rouquidão, colesterol, gases intestinais, anorexia, triglicérides e úlceras.

COMO FAZER: Decocção: 2 colheres de sopa da erva (rizoma ) para meio litro de agua. ferver durante 15 minutos. Tire do fogo e deixe repousando, tampada, por mais algum tempo. Coe e está pronto para o uso.

------------------------

Estudo da obtenção de extrato de gengibre.

Estudo da obtenção de extrato de gengibre
o gengibre (Zingiber officinale Roscoe) bem como o seu extrato, óleo essencial e oleoresina, é muito utilizado por contribuir com o sabor de uma variedade de alimentos. O extrato total ou a oleoresina que contém a característica aromatizante (óleo volátil) e pungente (gingeróis e shogaois), são obtidos geralmente por extração com solvente orgânico. O etanol é um solvente que extrai oleoresina dentro da faixa extraída pelos outros solventes e ainda permite um resíduo na oleoresina em tomo de 50 ppm sem perda de qualidade do produto. O processo de obtenção do extrato total envolve a etapa de extração e a etapa de purificação com a separação do soluto e do solvente. Este trabalho se constitui numa avaliação da influência das variáveis de processo na extração em tanque agitado e em coluna de percolação em leito fixo, com a consequente definição de um modelo de extração. O modelo considerando o fluxo de massa como resultante da difusão do soluto através de três resistências em série (partícula sólida, interface sólido-líquido, filme de líquido adjacente à superfície), foi o mais adequado para representar a cinética de extração em tanque agitado. Para a etapa de purificação foi estudado o uso de dióxido de carbono para remover o etanol do extrato de gengibre. O equilíbrio líquido-vapor foi simulado usando a EOS de Peng-Robinson com as regras de mistura de van der Waals de dois parâmetros. Para a definição dos parâmetros de interação binária foram usados dados experimentais da literatura complementado com dados pseudo-experimentais calculados pelo método UNIFAC de Dortmund. Foram calculadas quatro isotermas (303,15 K, 313,15 K, 323,15 K e 333,15 K) para pressões de até 90 bar. Os resultados mostraram que o fator de separação diminui com a pressão e aumenta com a temperatura, indicando que a separação do etanol do extrato de gengibre é mais favorecida a P = 10 bar e T = 333,15 K

Abstract: Ginger (Zingiber officinale Roscoe) as well its extract, essential oil and oleoresin, are used mostly to contribute with the flavor for a variety of the foodo Total extract or oleoresin which contains the flavoring (volatile oil) and the pungent (gingerols and shogaols) characteristic generally are obtained by extraction with organic solvent. The ethanol is a solvent that extract oleoresin as well as other solvents but it has a advantage because the permitted residual solvent in the oleoresin is about 50 ppm without lost in the quality. The process of obtainrnent the total extract is constituted by two steps: 1) the extraction, and 2) the separation of the extract ITomthe solvent. This work is a evaluation of the influence of the process parameters in the extraction in stirred vessel and fixed bed column and the consequent definition of a extraction model. The model considering the mass transfer flux rate by resulting of the solute diffusion through tree resistance (solid particle, solid-fluid interface, and fluid film surrounding the solid) was the most adapted to present the extraction kinetic in the stirred vessel. For the separation step the use of the carbon dioxide to remove the ethanol from the ethanolic extract was studied. The VLE was simulated by using the Peng-Robinson EOS with van der Waals mixture mIes with two parameter. For the adjustment of the interaction binary parameters experimental data from the literature and pseudo experimental data calculated by Dortmund UNIFAC method have been usedo Four isotherms (303,15 K, 313,15 K, 323,15 K e 333,15 K) with pressure until 90 bar was calculated. The results have shown that the separation factor decreases by increasing the pressure and increases by increasing the temperature, indicating that the separation of ethanol from the ethanolic extract must be effective at 10 bar and 333015K

------------------------

Suplementos

  • RIPP ABS

    Suplementos


    Noticia painel seguro