------------------------

Isoflavona.

Isoflavonas são compostos orgânicos naturais (metabólitos secundários) de origem vegetal pouco distribuídos na natureza, presentes principalmente na família Fabaceae, sendo abundantes na soja (Glycine max Merr.) e em seus derivados1 . Estes compostos apresentam efeito estrogênico por apresentarem semelhança estrutural com os hormônios estrogênicos, encontrados em maior concentração nas mulheres. Estruturalmente podem ser consideradas como derivadas da 3-fenilcromana.
As isoflavonas pertencem à classe dos flavonóides e podem ocorrer tanto na forma de aglicona como na forma glicosilada, quando possui uma ose (açúcar) ligada à posição 5 ou 7 do anel A2 . A forma glicosilada ocorre naturalmente nos grãos da soja e na farinha de soja; já os acetil-derivados e as agliconas são formados durante o processamento industrial da soja ou no metabolismo da soja no organismo. O isolado protéico de soja possui maiores teores das formas agliconas.
A genisteína é a isoflavona mais comumente encontrada na natureza.

------------------------

isoflavona Beleza em comprimidos.

isoflavona Beleza em comprimidos
Hoje existem comprimidos que ajudam na luta contra o envelhecimento, complementando o tratamento estético. Alguns suavizam a agressão dos raios ultravioleta e incrementam a proteção solar de dentro para fora. Outros têm ação antioxidante e protegem nosso colágeno e as células da pele. E outros ainda aumentam a hidratação da pele.
Para essa coluna, selecionei alguns suplementos que acredito serem benéficos e podem ser indicados após uma avaliação personalizada dos hábitos e necessidades de cada um.

1. Suplementos antioxidantes

Combatem os danos causados pelos radicais livres, que são moléculas produzidas durante o funcionamento das nossas células. Os radicais livres aceleram nosso envelhecimento, incluindo a pele. Eles aparecem sempre, por mais saudável que você seja. São produzidos, por exemplo, durante o simples ato de respirar. Poluição, cigarro, bebidas alcoólicas e stress aumentam sua produção. A proteção contra os radicais-livres melhora a firmeza e elasticidade da pele.

Os suplementos à base de antioxidantes são uma verdadeira febre comercial. Dentre eles, temos o licopeno, o beta-caroteno, o chá verde, a vitamina C, a soja, dentre vários outros. Além da função antioxidante, alguns desses elementos ainda têm outras funções, e por isso estão listados novamente a seguir.

2. Beta-caroteno: dá um tom alaranjado para a pele e intensifica o visual do bronzeado.

3. Vitamina C: ajuda na cicatrização e na produção de colágeno.
4. Isoflavonas: além da ação antioxidante, ainda melhora a hidratação da pele.

5. Ácidos Graxos: são o ômega 3 e o ômega 6. Têm ação anti-inflamatória e melhoram a hidratação da pele.

6. Biotina: ajuda a manter a saúde de cabelos e unhas.

7. Polypodium leucotomos: é um extrato de planta que apresenta atividades antioxidantes e protege a pele de danos causados pelo sol.
A lista não para aí. Ainda há outros elementos benéficos, como selênio e zinco.

------------------------

Os benefícios da isoflavonas para as Mulheres.

Os benefícios da isoflavonas para as Mulheres
soja é uma das principais fontes de isoflavonas.

Olá amigas hoje quero falar sobre a Isoflavona de soja é um complemento para a nossa saúde, já comecei a tomar as capsula como prevenção, leia esse artigo e descubra os seus benefícios principalmente para nos mulheres.

Isoflavonas são compostos orgânicos naturais (metabólitos secundários) de origem vegetal pouco distribuídos na natureza, presentes principalmente na família Fabaceae, sendo abundantes na soja (Glycine max Merr.) e em seus derivados[1]. Estes compostos apresentam efeito estrogênico por apresentarem semelhança estrutural com os hormônios estrogênicos, encontrados em maior concentração nas mulheres. Estruturalmente podem ser consideradas como derivadas da 3-fenilcromana.

As isoflavonas, substâncias presentes na soja, pertencem à família dos polifenóis, os quais possuem importantes atividades biológicas tais como: atividade antioxidante, como é o caso dos isoflavonóides, que apresentam estrutura semelhante ao estrógeno humano e sintético, atividade antifúngica, propriedades estrogênicas e atividade anticancerígena.

A concentração de isoflavonas na soja e seus derivados pode variar muito, pois depende da variedade do grão, solo, clima, local onde foi cultivada e principalmente o tipo de processamento utilizado no preparo do alimento .

------------------------

Perigos das Isoflavonas.

Perigos das Isoflavonas
A Cargill recebeu por "auto-determinação" o status de "GRAS"[*] para seu suplemento de isoflavona da AdvantaSoyTMClearTM para ser usado como um aditivo para bebidas, barras nutritivas, iogurtes, substitutos de refeições e confeitarias. Os resumos de estudos abaixo dão amplas provas dos perigos de adicionar fitoestrógenos (isoflavonas) nas comidas comuns. Os efeitos danosos incluem bloqueio endócrino, supressão da tiróide, supressão do sistema imune, supressão da produção do esperma, quebra de DNA e incidência aumentada de leucemia, câncer de mama, câncer de cólon, infertilidade, problemas de crescimento e mudanças sutis no comportamento do dimorfismo sexual.

Tem sido argumentado que níveis altos de isoflavonas da soja como genisteína, daidzeína e genistína em dietas asiáticas protegem os habitantes do Japão e China de certas doenças degenerativas, especialmente câncer de mama e de próstata. Na verdade, o consumo de soja em dietas asiáticas tradicionais é baixo. Um relatório de 1975 lista os alimentos a base de soja como fontes secundárias de proteína no Japão e China. [2] As fontes principais de proteína listadas eram as carnes inclusive vísceras, aves, peixes e ovos. O consumo médio de isoflavona em dietas asiáticas é de 3 a 28 mg/dia, como mostrado na tabela abaixo.

Os estudos indicam que o consumo de isoflavona a níveis que excedem ligeiramente esses níveis encontrados nas dietas tradicionais resultam em supressão da tiróide e bloqueio endócrino. O suplemento da AdvantaSoyTMClearTM acrescentaria 30 a 50 mg de isoflavonas para cada 100 gramas de várias comidas ocidentais comuns, níveis que excedem as quantias encontradas em dietas tradicionais e que está na gama de níveis que causam problemas, especialmente para os indivíduos sensíveis. Note que este nível também é maior que a quantia provida por 25 mg de proteína de soja, a quantia determinada pelo FDA para garantir uma reivindicação de ser saudável. Não só é possível mas provável que muitos indivíduos consumirão dois ou mais tipos de comidas às quais as isoflavonas de Cargill foram acrescentadas, especialmente aquelas comidas que serão promovidas com muito propaganda sobre os seus benefícios de saúde. Dois ou mais tipos de tais comidas proveriam 60 a 100 mg de isoflavonas por dia, uma quantia que provê o estrogênio equivalente à pílula anticoncepcional[3] e que claramente traz perigos mesmo depois de um período breve de entrada diária.

------------------------

Suplementos

  • RIPP ABS

    Suplementos


    Noticia painel seguro