------------------------

LICHIA.

Lichia para chapar a barriga
Além de levíssima, a lichia é uma ótima aliada no emagrecimento graças a uma substância que regula as células de gordura. Guarde o nome dela: cianidina
Se o critério para fazer parte da sua dieta, ainda mais no verão, é não pesar na balança, saiba que essa fruta de origem chinesa é uma das menos calóricas, ainda mais se comparada com outras delícias que aportam nos supermercados nesta época de festas de final de ano.

"A licha tem apenas 6 calorias, o que representa, mais ou menos, 0,3% do que um adulto pode comer ao longo de um dia", estima a nutricionista Raquel Magalhães, do Hospital Copa D'Or, no Rio de Janeiro. Ou seja, se devorar dez unidades suculentas, só irá gerar energia o suficiente para tostar em uma atividade bem simples, como fazer a cama ou arrumar a mala para um final de semana na praia. Algo assim.

Mas a leveza do fruto não é o único argumento a seu favor na discussão de estratégias antiobesidade. Veja que curioso: um estudo da Universidade de Hokkaido, no Japão, analisou a perda de gordura abdominal em voluntários que receberam extrato de lichia. "Ao fi nal de dez semanas, eles derreteram 15% a mais de gordura na região da barriga do que os participantes tratados com placebo", explica por e-mail, com exclusividade a SAÚDE!, o médico Jun Nishihira, que conduziu a pesquisa. Ele até revelou sua suspeita: o efeito se deve à cianidina.

A cianidina é um pigmento que tinge a casca de vermelho e, apesar da brancura da polpa, também se faz presente nela, ainda que em quantidades bem menores — mas incrivelmente eficientes na ação sobre as gorduras. "Vale lembrar que não existem alimentos milagrosos para o emagrecimento", alerta Mirian Martinez, nutricionista do Hospital e Maternidade São Luiz, em São Paulo, ao ouvir a notícia. "A lichia pode, sim, dar uma força se associada a uma dieta equilibrada e à prática de atividade física para cumprir essa função." Não adianta se esbaldar com ela e, em seguida, comer um panetone inteiro, por exemplo. Por falar em se esbaldar, Nishihira não determinou ainda a quantidade ideal de frutinhas a ser consumida para perder centímetros na cintura. Então coma à vontade, sem dispensar acompanhamentos saudáveis.

Outro encanto da lichia é ser uma fonte de vitamina C: com apenas seis frutas, você já alcança a recomendação de ingestão diária do nutriente de um jeito doce, doce... "A vitamina estimula o sistema imunológico, aumenta a resistência às infecções, auxilia a cicatrização de feridas, aumenta a absorção do ferro pelo intestino e evita o envelhecimento precoce", enumera Carla Christimann, nutricionista do Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre.

------------------------

Litchi chinensis.

Litchi chinensis é o único membro do gênero botânico Litchi, pertencente à família Sapindaceae. São árvores frutíferas, cujas frutas são conhecidas como lichias ou uruvaias. É encontrada principalmente na China, Índia, Madagáscar, Nepal, Bangladesh, Paquistão, sul e centro de Taiwan, a norte do Vietname, Indonésia, Tailândia, Filipinas, África do Sul e do México.
A árvore é de tamanho médio, atingindo 15-20 metros de altura, com folhas alternadas, cada folha 15-25 centímetros de comprimento, com 2-8 folíolos laterais de 5-10 centímetros de comprimento; o terminal folheto está ausente. As novas folhas jovens são um vermelho brilhante de cobre, em primeiro lugar, antes de se tornar verde como expandir a sua plena dimensão. As flores são pequenas, verde-branco-amarelado ou branco.
Os frutos, semelhantes a um morango, produzem em cachos e diferentes desses possuem uma a casca rugosa e de cor vermelha fácil de ser destacada. A polpa é gelatinosa, translúcida sucosa, lembrando ao sabor de pitomba e não é aderente ao caroço. Se presta para consumo ao natural, para a fabricação de sucos, compostas e ainda para a passa. Contém alto índice de vitamina C, além de possuir as do complexo B, sódio, cálcio e potássio.
O primeiro local no Brasil com cultivo da lichia foi no Rio de Janeiro, no Jardim Botânico, na época em que a Corte Portuguesa chegou à sua colônia (início do século XIX). Porém, em escala comercial se deu no final da década de 1970, sendo Ikuto Maeda o produtor pioneiro no país, no município de Bastos/SP. Atualmente, a produção da fruta gira em torno de 5 mil toneladas anuais, em média e 68% da produção se concentra no estado de SP mas em MG a cultura está em franca expansão. Porém nos últimos cinco anos, a produção nacional está comprometida pelo ácaro Aceria litchii e não há nenhum produto químico registrado para a cultura.

------------------------

LICHIA CHAPA A BARRIGA.

LICHIA CHAPA A BARRIGA

Você já pensou em perder uns quilinhos da barriga e ficar com a barriguinha sarada?
Se já pensou, pensou também na dificuldade, não é mesmo?
Pois é, o consumo de lichia pode agora te dar uma mãozinha nesse objetivo.
Devido à presença da cianidina está comprovado pela Universidade de Hokkaido, no Japão, que ela tem a capacidade de derreter 15% à mais de gordura abdominal do que outros tratamentos costumeiramente aplicados para esse fim. como o uso do placebo, por exemplo.
Assim sendo, porque sofrer tanto na malhação se você pode ter essa ajudinha tão deliciosa, não é mesmo?

------------------------

Lichia gostosa e vitaminada.

Lichia: gostosa e vitaminada
Fruta é opção para quem quer emagrecer com um alimento rico em vitaminas
la não tem aquele aspecto bonito que faz com que você tenha vontade de mordê-la. Pelo contrário. Casca dura, vermelha, grossa e cheia de espinhos, a lichia não atrai pela aparência, mas sim pelo sabor. Nos últimos anos virou vedete das dietas de emagrecimento. O baixo teor calórico – 100g (quatro a oito unidades) tem apenas 64 calorias – aliado à polpa doce explica esse sucesso. "Seu sabor ajuda quem tem vontade de comer doce, podendo optar pela fruta em vez de outro alimento mais calórico", relata a nutricionista Ariane Pereira, da clínica DNA Nutri. "É tão doce que na China e nos Estados Unidos é comercializado mel dessa fruta", afirma a nutricionista Neila Gomes.
A fama da lichia também ganhou fundamento científico. Pesquisadores da Universidade de Hokkaido, no Japão, analisaram o poder da fruta na redução da gordura abdominal. O resultado: em dez semanas, voluntários que receberam extrato de lichia apresentaram uma redução de 15% nessa região.

------------------------

Suplementos

  • RIPP ABS

    Suplementos


    Noticia painel seguro