------------------------

Mana Cubiu.

Maná cubiu
O maná cubiu é um fruto de origem amazônica utilizado por nativos da região como alimento, cosmético e, até mesmo, como medicamento devido às suas propriedades terapêuticas.
O que é maná cubiu?

O maná cubiu também é conhecido em algumas regiões brasileiras como tomate de índio, seu arbusto é ramificado, podendo chegar a 2 metros de altura. A planta dá seus frutos uma vez ao ano e seu cultivo é muito produtivo pois, em apenas um hectare, pode ser colhido até 100 toneladas do fruto.

Nutrientes do maná cubiu

Os principais nutrientes presentes no fruto maná cubiu são a niacina (vitamina B3) e a pectina, principal componente da estrutura da parede celular das plantas e muito utilizado na indústria para dar consistência gel em alimentos industrializados.

Propriedades terapêuticas

Tratamento da anemia e pelagra
Controla os níveis de colesterol
Regula os níveis de ácido úrico
Diminui os níveis de glicose no sangue.
O Maná cubiu na alimentação

Podemos encontrar o maná cubiu na alimentação ribeirinha em forma de geleias, doces, sucos e como tempero no preparo de pratos à base de carne ou frango.

------------------------

Maná-Cubiu, a Planta do Século.

Maná-Cubiu, a Planta do Século
Supervisor De Conteúdo do Aqui, Em tempo Real!: " Não aceito agradecimentos, ninguém me deve favor algum. Tornei público extrato dessa planta por tudo que vi, por todos os seus benefícios. Não me custou nada. Nem mesmo quando intercedi, pois estavam a usar meu nome para vender falsificados como original, não requerendo lucro algum, apenas sendo um intermediador entre fonte produtora e comprador, não aceito agradecimento.

A sua cura, melhora e carinho que demonstram para comigo, dá-me forças para lutar contra grupos fortes e mentirosos, esforçando-me para que todos tenham acesso aos produtos verdadeiros. Não necessito desse dinheiro, o carinho que nutrem por mi, Rômulo Soares Albuquerque é muito mais do que qualquer dinheiro possa pagar. Mas trago uma surpresa... Calma, mais à frente, ao leres, encontrarás..."
Nossa equipe vem há algum tempo observando a excessiva demanda por produto que leva o nome da chamada fruta do século. Mas porque Maná Cubiu é tão maravilhosa e procurada?
Ao iniciarmos a pesquisa observamos que poucas frutas trazem os benefícios testados cientificamente por cientistas a mais de 18 anos na amazônia. É de deixar boquiaberto qualquer um, pois essa planta cultivada no Sudoeste daAmazônia tornou-se tão procura que sua escaches a tornou super valiosa, pois ela trata o ser humano como um todo. Confira!

------------------------

MANÁ CUBIU A FRUTA DO SÉCULO.

MANÁ CUBIU A FRUTA DO SÉCULO

Solanum Sessiliflorum

O Mana Cubiu (Solanum Sessiliflorum Dunal) é uma hortaliça da Amazônia, domesticada pelos índios, que pode produzir até 100 t/ha de frutos ricos em sais minerais e vitaminas.

O Mana Cubiu (Solanum sessiliflorum) é um fruto bastante nutritivo de sabor e aroma agradáveis. Na Amazônia, o cubiu é usado pelas populações tradicionais como alimento, medicamento e cosmético.

Imensurável é a riqueza contida na biodiversidade de nossa floresta Amazônica.
Prova disso é o MANÁ CUBIU, também conhecido como CUBIU, TOPIRO, COCONA, TOMATE DE ÍNDIO, ORINOCO APPLE E PEACH TOMATO.

Fruta nativa da Amazônia Ocidental e domesticada a séculos pelos índios pré-colombianos o MANÁ CUBIU vem sendo estudado há 18 anos pelos Cientistas e Pesquisadores Professores: Dr. Danilo Fernandes da Silva Filho e Dra. Lúcia Kiyoko Ozaki Yuyama, e há 25 anos pelo INPA – Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Ministério da Ciência e Tecnologia), estudos e pesquisas financiadas pelo PPG-7/FAO/ONU.

Por conter um alto teor de NIACINA (vitamina B3) e princípio ativo também contido na berinjela (contém 3 vezes mais que a berinjela) , o MANÁ CUBIU é um verdadeiro presente da nossa Amazônia.

Com propriedades provenientes da sua riqueza em vitaminas, o Maná Cubiu certamente veio para estar presente na alimentação daqueles que:

" CUIDAM DA SAÚDE ".

------------------------

cubiu Solanum sessiliflorum.

O cubiu (Solanum sessiliflorum) é um fruto bastante nutritivo de sabor e aroma agradáveis. Na Amazônia, o cubiu é usado pelas populações tradicionais como alimento, medicamento e cosmético.

O fruto do cubiu pode ser consumido ao natural, ou principalmete como tira gosto de bebidas, ou processado para sucos, doces, geléias e compotas. Pode ainda ser utilizado em caldeirada de peixe ou como tempero de pratos à base de carne e frango. O cubiu pode também ser utilizado no tratamento da anemia, da pelagra e no controle dos níveis elevados de colesterol, ácido úrico e glicose no sangue. Os índios peruanos Waonrani utilizam as folhas, galhos e raízes das plantas jovens, fervidas e maceradas, para tratar de mordidas de aranhas e cicatrizar ferimentos externos. O suco do cubiu pode ser utilizado para dar brilho aos cabelos.

O cubiu é popularmente conhecido como topiro e tupiro no Perú, cocona na Colômbia, Peru e Venezuela, tomate de índio no Estado de Pernambuco, orinoco apple e peach tomato nos países de língua inglesa. É originário da Amazônia Ocidental, onde foi domesticado pelos Índios pré-colombianos, e ocorre em toda a Amazônia brasileira, peruana, colombiana e venezuelana.

A planta pode produzir de 30 a 100 toneladas de frutos por hectare. Em testes de processamento, observou-se que 10 quilos de frutos podem ser transformados em aproximadamente 3 quilos de doce e 1,5 quilo de geléia ou 7,5 litros de suco puro. Portanto, uma plantação com um rendimento de 70 toneladas por hectare poderá render 21 toneladas de doce e 10,5 toneladas de geléia ou 52.000 litros de suco por hectare.

O cubiu é um arbusto ereto e ramificado de ciclo anual, com altura variando de 80 centímetros a 2 metros.

Exigências de clima e solo

O cubiu é uma planta que cresce bem em regiões de clima quente e úmido com temperatura média entre 18 e 30ºC e umidade relativa de 85% no decorrer do ano. Apesar de ser uma espécie que necessita de luz, pode crescer na sombra, mas, nesta condição, a produção de frutos é reduzida.

O cubiu está adaptado tanto a solos ácidos de baixa fertilidades, quanto a solos neutros e alcalinos de boa fertilidade, com textura desde argilosa até arenosa. Esta espécie pode ser cultivada desde regiões ao nível do mar, até 1.500 metros de altitude.

------------------------

Suplementos

  • RIPP ABS

    Suplementos


    Noticia painel seguro