------------------------

PÓLEN.

O pólen (do grego "pales" = "farinha" ou "pó") é o conjunto dos minúsculos grãos produzidos pelas flores das angiospermas (ou pelas pinhas masculinas das gimnospermas), que são os elementos reprodutores masculinos ou microgametófitos, onde se encontram os gâmetas que vão fecundar os óvulos, que posteriormente irão se transformar em sementes.

O estudo do pólen é a palinologia.
Os grãos de pólen são normalmente arredondados, embora os dos pinheiros sejam alados, e podem ser muito pequenos, apenas alguns micra. O menor grão de pólen conhecido é o do Myosotis, com cerca de 6 μm (0.006 mm) de diâmetro.

A forma e ornamentação dos grãos de pólen é típica de cada família ou mesmo espécie de plantas.
O pólen contém uma grande proporção de proteínas (16 a 40 %) contendo todos os aminoácidos conhecidos, assim como numerosas vitaminas, principalmente as vitaminas C e PP, sendo a principal fonte de alimentação das abelhas. Outro importante produto fabricado com pólen é a geleia real. Esta composição do pólen pode ser responsável pelas alergias que lhe são atribuídas.

Pesquisas recentes indicam que o pólen é o alimento mais completo e valioso da natureza, pois além de conter todos os aminoácidos essenciais ao organismo humano, também é rico em oligoelementos minerais, fibras, hormônios vegetais e vitaminas (conforme mencionado anteriormente). O pólen também estimula o funcionamento de todos os órgãos internos, melhorando, inclusive, o desempenho sexual.

Tem valor nutritivo muito superior à carne ou à proteína de soja. Possui propriedade antioxidante, antianêmica e auxiliar no tratamento preventivo da prostatite.[carece de fontes] Pode ser utilizado no tratamento de anemias profundas visto que eleva rapidamente a taxa de hemoglobina no sangue

------------------------

Pólen: uma colherada de energia.

Pólen: uma colherada de energia
Além de levantar o pique e afastar o estresse, o pólen pelas flores retarda o envelhecimento e fortalece os músculos. E o melhor: incluí-lo na dieta é fácil
Prato principal das abelhas, os pequenos grãos que elas colhem das plantas também são um tesouro nutritivo para o ser humano. E, agora que eles caíram no gosto e no conhecimento popular, os pesquisadores se dedicam ao desenvolvimento de produtos e receitas que estimulem a inclusão desse ingrediente valioso na alimentação diária. Basta uma única colher de sopa para conquistar mais ânimo e saúde.

A riqueza do pólen vem de uma parceria bem-sucedida: "O valor nutricional dos grãos é reforçado pela saliva das abelhas — repleta de enzimas e vitaminas —, usada para aglutinar as partículas e transportá-las", afirma o zootecnista Silvio Lengler, presidente da Confederação Brasileira de Apicultura

O poder revigorante do produto se deve, em parte, às proteínas que possui. "Em nossas análises verificamos que ele tem uma concentração semelhante à do leite integral", compara a farmacêutica- bioquímica Ligia Muradian, da Universidade de São Paulo e da Comissão Internacional do Mel. E não estamos falando de uma proteína qualquer. "Ela contém 18 dos 22 aminoácidos essenciais, partículas que constroem músculos e que o corpo não fabrica. É por isso que precisamos ingeri-las", revela Lengler. "Trata-se, portanto, de um excelente complemento alimentar, principalmente para atletas e para idosos com perda muscular", conclui a entomóloga Lidia Barreto, coordenadora do Centro de Estudos Apícolas da Universidade de Taubaté, no interior paulista.

Mais um trunfo pró-energia: "Os flocos são fontes de gorduras, como alguns ácidos graxos, que não só aumentam a disposição como ajudam a eliminar o colesterol ruim", afirma a bióloga Anna Frida Modro, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, em Piracicaba, no interior de São Paulo. O pólen também é aclamado por seu potencial antienvelhecimento. "Uma das explicações para esse efeito seria a presença de vitaminas como a C e a E", especula Lidia Barreto. Elas combatem os radicais livres, moléculas formadas no organismo devido a um processo natural de oxidação e que deterioram as células. "Há indícios de que o pólen também forneça outros poderosos antioxidantes, classificados como flavonoides e compostos fenólicos. Em breve, iniciaremos estudos com objetivo de comprovar essa hipótese", complementa Ligia Muradian.

Um arsenal de vitaminas completa a lista de virtudes do pólen. "Verificamos que ele é fonte de vitamina B2 em quantidades que se equiparam às do lombo de porco", conta a nutricionista Vanilda Arruda, também da Universidade de São Paulo. "Essa substância atua na prevenção da catarata e da fadiga ocular", continua. Outras vitaminas do complexo B, que participam do desenvolvimento do sistema nervoso e na recuperação de tecidos, foram detectadas em doses expressivas.

------------------------

Dieta do Pólen.

Dieta do Pólen
Na dieta do pólen basta consumir 1 colher de sopa de pólen industrializado diariamente para conseguir emagrecer até 7 kg por mês, especialmente se associado a uma dieta hipocalórica e a prática regular de atividade física.

Como consumir o Pólen para emagrecer

Para conseguir emagrecer consumindo o pólen, basta adicionar 1 colher de sopa de Pólen, que se compra nas farmácias e drogarias, em sucos, frutas ou iogurtes logo no café da manhã.

Alguns exemplos de como consumir o pólen para emagrecer são:

Colocar 1 colher das de sopa de pólen em 1 copo de 200 ml de suco de laranja natural, ou colocar 1 colher das de sopa de pólen num pote de 200 ml de iogurte desnatado, ou comer 1/2 mamão papaia polvilhado com 1 colher das de sopa de pólen.
Outra forma de consumir o pólen para emagrecer é tomar diariamente 1 cápsula de pólen em pó, sempre pela manhã.

Propriedades medicinais do Pólen

O pólen é o alimento das abelhas e é um ótimo antioxidante que confere mais energia para o dia a dia, tendo ainda ação antibiótica, favorece as defesas do organismo e é rico em vitaminas e minerais, tais como a vitamina A, C, D, E, K e do complexo B, sendo ainda uma importante fonte de proteínas.

O pólen ajuda a controlar o colesterol, melhora a circulação sanguínea, regula a flora intestinal, e ajuda a combater mais rapidamente a anemia, pois aumenta consideravelmente os níveis de hemoglobina no sangue. Ele é ainda um importante regulador das funções nervosas do corpo, ajudando no combate à doenças como depressão, fadiga e astenia, por exemplo.

------------------------

Pólen combate o envelhecimento e ajuda a recuperar energias.

Pólen combate o envelhecimento e ajuda a recuperar energias
O alimento das abelhas tem proteínas e vitaminas que aumentam a nossa energia. É o chamado pólen apícola.
Edésio Santos é professor de educação física. Ele corre o tempo todo e, nas horas de folga, pratica exercício. De onde vem tanta energia? "Há 15 anos, eu acordo de manhã e a primeira coisa que eu faço é comer o meu pólen", revela.
Ainda em jejum, Edésio come uma colher de pólen puro, um poderoso suplemento alimentar. "Antes de tomar o pólen, parecia que as coisas eram mais pesadas. Eu até desempenhava bem os meus papeis, só que fazia como se fosse um fardo. Hoje, eu faço muito mais coisas do que eu fazia e as coisas são mais leves", afirma o professor.
Mas que alimento é esse? É comida de abelha e se chama pólen apícola. "O pólen é a principal fonte protéica da abelha. O néctar é a fonte de carboidratos, o pólen é a fonte de proteínas, minerais e lipídeos. Sem ele, o enxame não se desenvolve. Em poucos dias, três, quatro dias, ele pode definhar e morrer", explica Lídia Barreto, do Centro de Estudos Apícolas da UNITAU.
Depois de pousar de flor em flor e retirar o pólen, as abelhas voltam para a colmeia carregadas. Cada bolota, como dizem os especialistas, ou bolinha amarela presa à pata é o mais puro pólen.
A cada voo que uma abelha faz, ela volta à colmeia com duas bolotas de pólen. E elas são incansáveis, chegam a fazer 80 voos por dia. Quer dizer que cada abelha produz 160 bolotas de pólen.
Para coletar o pólen, os apicultores usam uma espécie de tela na entrada da colmeia. Os furos são tão estreitos que, para passar, as abelhas são obrigadas a derrubar os grãozinhos do lado de fora.
Mas nem todo pólen é coletado. Como a tela também tem furos maiores, dois terços da comida extraída das flores vão para dentro da colméia e se transformam no pão das abelhas. O pólen é mais uma evidência de que o que é bom para as abelhas, é excelente para a gente também.
"O pólen no nosso meio é conhecido como bifinho verde. E ele tem uma composição físico-química básica de proteínas similar a um bife, em torno de 20%. Ele tem lipídeos. Esse lipídeo é um lipídeo muito bom com propriedades antioxidantes. É uma gordura, mas uma gordura boa", destaca Lídia Barreto, coordenadora do Centro de Estudos Apícolas da UNITAU.
E ele desperta cada vez mais a curiosidade dos pesquisadores. Em um laboratório da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo, as pesquisas com pólen mostraram que ele pode ajudar a combater as doenças do envelhecimento.
"Comprovamos, na verdade, que ele tem as três vitaminas antioxidantes, beta caroteno como a pró-vitamina A, a vitamina C e a vitamina E, que são as três antioxidantes", afirma a farmacêutica bioquímica Lígia Muradian, da USP.

O pólen também é rico em vitaminas do complexo B, que ajudam, por exemplo, no funcionamento do sistema nervoso central, na prevenção e tratamento de cataratas. O grãozinho surpreende.
"Para se ter ideia, as quantidades que foram encontradas de vitamina B1 podem ser associadas às quantidades que se encontra dessa vitamina nas carnes de porco, por exemplo. As quantidades de vitamina B2 que nós encontramos eram superiores às quantidades que se encontra no leite", explica a química Vanilda Soares de Arruda.
"Acredito que ele deve ser encarado como alimento, um alimento que tem efeito preventivo contra algumas doenças", ressalta a nutricionista Ilana Pereira de Melo.
A repórter Mônica Teixeira experimenta o pólen na cozinha do laboratório da USP e aprova. "Tem um gosto como se eu tivesse comendo um cereal matinal. É bem crocante. Não parece com mel, mas dá para comer puro sem o menor problema", comenta.
A recomendação é ingerir 5 gramas por dia, o equivalente a uma colher de sopa, mas ele não precisa ser puro. O pólen está sendo testado como ingrediente na culinária. E já existem maneiras bem mais saborosas de garantir a dose diária desse alimento.
Na Universidade de Taubaté, a cozinha é um laboratório, onde o sabor do pólen é posto à prova: no molho da salada, na salada de fruta, no patê, bolos, biscoitos de pólen e até trufas e bombons.

------------------------

Suplementos

  • RIPP ABS

    Suplementos


    Noticia painel seguro